Início » Opinião » Artigos » Há risco de um novo apagão em 2008?
Artigo

Há risco de um novo apagão em 2008?

Escrevendo durante um dos maiores temporais dos últimos meses, me sinto pouco à vontade para comentar informe do Instituto de Meteorologia (INMET) alertando para os riscos de um possível apagão, já em 2008.

Segundo o meteorologista Mozar Salvador, da instituição, os níveis de chuva em 2008 serão baixos, em comparação com 2006. As razões para esse risco estariam associadas tanto a El Niño, decorrente do aquecimento, como do La Niña, fenômeno que ocorre no Oceano Pacífico e que afeta o regime de chuvas no continente.

Não tenho como julgar informe de uma instituição científica voltada para a análise de fenômenos meteorológicos. O que me preocupa é a crescente rejeição de certos movimentos sociais à geração de energia, sob qualquer de suas formas. Recentemente, o Greenpeace tentou evitar o descarregamento de carvão destinado à geração de energia térmica em uma usina, na Índia. Usinas movidas a diesel também são objeto de hostilidade – não por razões econômicas, mas por razões ambientais.

Igualmente são objeto de rejeição usinas nucleares, pelos problemas gerados pela disposição dos resíduos, e usinas hidroelétricas, pelos danos aos ecossistemas gerados pelos reservatórios.

Aparentemente, esses ambientalistas favorecem apenas a geração eólica, de operação somente em ambientes especiais e de alto custo por MWh gerado, mesmo nos países desenvolvidos.
Recentemente, a atual administração licitou o direito de exploração de rodovias ao setor privado. Qualquer que seja a situação dos reservatórios, não terá chegado o momento de se pensar mais seriamente em privatizar a geração de energia elétrica no País?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *