Início » Opinião » Artigos » Perguntar não ofende
Artigos

Perguntar não ofende

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Sei que é uma deformação profissional, mas o que fazer? Economista adora fazer previsões, ou pelo menos criar cenários, mesmo sabendo que o futuro é imprevisível.

Dito isso, vamos a eles. Pelo andar da carruagem, o próximo passo será a nacionalização das terras de estrangeiros na Bolívia, em meio a uma ampla reforma agrária. Como os brasileiros—sempre os brasileiros!—estão lá e produzem 60% da soja exportada pelo país, ficam no ar diversas perguntas: o MST local destruirá as plantações se detectar a presença de transgênicos? Continuaremos a negociar com ternura quando também as terras dos brasileiros forem expropriadas? A soja boliviana exportada sairá pelo Brasil, mesmo depois da expropriação das terras dos brasileiros?

Mas há outros cenários, também interessantes, que comportam outras perguntas: se Alan Garcia for eleito presidente do Peru, a Venezuela romper relações com o Peru, apoiada pela Bolívia, também teremos que romper relações com o Peru? Se a Bolívia decidir retomar do Chile sua saída para o mar, intermediaremos com ternura a solução do conflito ou ficaremos contra a social-democracia chilena, moderna demais para o gosto de Chávez e Morales? Se o Paraguai e o Uruguai, depois da reunião dos chefes de Estado dos dois países com Chávez em Assunção, resolverem renegociar qualquer acordo ou tratado que tenham conosco, continuaremos negociando com ternura?

São perguntas que não querem calar, mas sem importância. Devaneios de economista.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Paulo Roberto de Almeida disse:

    Uma outra pergunta ainda mais interessante:
    Depois de desmantelar a CAN, conseguirá Hugo Chávez implodir o Mercosul?
    Afinal, ele foi convidado para isso mesmo, ou não foi?

  2. Everaldo pascoal de Araujo disse:

    eu achei muito interessante.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *