Início » Opinião » Biografias » Ruy Barbosa
Nesta Data

Ruy Barbosa

Ruy Barbosa morreu em 1° de março de 1923, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro

Ruy Barbosa
Militou pela abolição da escravidão e foi duas vezes candidato à presidência (Reprodução/ Internet)

Ruy Barbosa de Oliveira nasceu em Salvador, Bahia, em 05 de novembro de 1849. Formou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1870 e, além de jurista, exerceu atividades como jornalista e político. Ruy é membro fundador da Academia Brasileira de Letras.

Ficou conhecido como jornalista quando ainda era estudante. Após formar-se foi morar no Rio de Janeiro, iniciou a carreira de jurista e adotou a causa da abolição da escravatura. Foi deputado provincial e geral e convidado para o ministério do Gabinete Afonso Celso, antes de ser proclamada a República. Recusou, pois seria um cargo contrário às suas convicções.

Ao ser proclamada a República, ele se tornou Ministro da Fazenda do Governo Provisório e mais tarde se elegeu a senador pela Bahia, à Assembléia Constituinte. Foi contrário ao golpe que levou Floriano Peixoto ao governo e, por isso, como redator-chefe do Jornal do Brasil, abriu campanha contra ele na imprensa. Obrigado a exilar-se, Ruy Barbosa seguiu para Buenos Aires, depois para Lisboa e  em seguida para Londres. De lá escreveu as célebres Cartas da Inglaterra para o Jornal do Commercio.

Em 1895 retornou do exílio e retomou suas atividades de senador, nas quais foi reeleito e exerceu até a morte. Foi candidato à presidência da República em 1905, mas Ruy abriu mão da mesma para apoiar Afonso Pena. Ganhou projeção internacional durante a Conferência da Paz em Haia (1907), onde defendeu com brilho a teoria brasileira de igualdade entre as nações. Em 1913, de volta ao Brasil, fundou o Partido Liberal e foi novamente candidato à presidência. Mais uma vez sua candidatura não foi bem sucedida.

Ruy Barbosa morreu em 1° de março de 1923, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro. A notícia do seu falecimento foi comentada no mundo inteiro.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

28 Opiniões

  1. EDVALDOTAVARES disse:

    A ÁGUIA DE HAIA VOOU ALTO SOBRE O MUNDO. Na Holanda, as nações soberanas do mundo passariam a conhecer o peso do delegado brasileiro na Segunda Conferência da Paz. Transcorria o ano de 1907, a perspectiva de uma guerra mundial exigia imediata conferência com a participação de todos os governos soberanos do mundo objetivando a conscientização para o desarmamento. A convocação foi feita pela Rainha da Holanda e pelo Czar da Rússia sendo que nessa época o Brasil, dependente dos EEUU, não apresentava qualquer importância, apenas submissão ao país norte-americano. Afonso Pena, após assumir a Presidência da República, passou a cogitar a participação do Brasil na Conferência de Haia. Sob pressão do jornal Correio da Manhã e manifestação do povo, o Barão do Rio Branco, Ministro das Relações Exteriores, que sugerira o nome de Joaquim Nabuco, cede e aceita Rui Barbosa, que por decreto presidencial é nomeado embaixador extraordinário e plenipotenciário como delegado do Brasil na Conferência de Paz. Nas discussões, de início considerado impertinente e pretensioso, Rui, senhor de vasta erudição e detentor de lógica irrepreensível, passou a despertar admiração e respeito. Empregara a mesma linha de pensamento em suas teses, estruturadas nas conclusões da Terceira Conferência Pan-Americana realizada em 1906 no Rio de Janeiro – rechaço a hegemonia dos Estados Unidos na política internacional. Em 12 de julho, como ponto alto, confrontando De Martens, presidente de uma das comissões, Rui Barbosa, de improviso, em francês, surpreendeu o representante russo com uma réplica à sua sustentação de banimento de assuntos políticos na conferência. Ao acontecimento, Brown-Scott, delegado americano, declarou: “Eis o novo mundo que se faz ouvir pelo velho”. Em atuação corajosa, diante dos representantes das grandes potências – Inglaterra, Estados Unidos e Alemanha – que defendiam a formação de um Tribunal de Arbitramento formado pelos países mais fortes, o delegado brasileiro contrapôs que a escolha das nações atendendo critérios estruturados no poder militar acarretaria uma corrida armamentista e, criou um impasse durante os debates ao apresentar a tese que, perante a ordem jurídica internacional, todos os Estados são iguais e soberanos. A repercussão internacional da atuação brasileira foi tão grande que os diplomatas em regresso da Holanda espalhavam as notícias sobre o sucesso de Rui Barbosa. Georges Clemanceau, ministro francês, a ele assim se referiu: “Idealista humanitário, eloqüente ao extremo, enfim jurisconsulto de Haia, para coroar tantas virtudes.” O jornal londrino, The Times, comparou-o a Talleyrand, diplomata francês presente ao Congresso de Viena em 1814: “Os discursos de Rui Barbosa continham expressões dignas de um Talleyrand.” Em dezembro de 1907, o povo brasileiro, demonstrando o máximo do seu orgulho e carinho, consagrou ao seu herói, que retornava vitorioso da Holanda, o título de: “A Águia de Haia”. Como exemplo para todos os brasileiros que ainda não se conscientizaram da grandeza do seu país, vejam o que Rui Barbosa deixou gravado para conhecimento das futuras gerações: “Vi todas as nações do mundo reunidas, e aprendi a não me envergonhar da minha. Medindo de perto os grandes e os fortes, achei-os menores e mais fracos do que a justiça e o direito”. Sem medo dos grandes e dos fortes: BRASIL ACIMA DE TUDO! SELVA! EDVALDOTAVARES – MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

  2. Lucas Ferrari disse:

    Grande brasileiro mesmo. Talvez o ministro mais irresponsável que já tivemos, culpado por uma crise economica violenta. Não entendo essa necessidade tão romantica de criar heróis na história brasileira!

  3. CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUSA disse:

    O maior jurísta do Brasil, Rui Barbosa, nasceu no dia 05 de novembro de 1849, em Slvador, na Bahia, era filho do médico, intelectual e político João José Barbosa de Oliveira e de Maria Adélia Barbosa de Oliveira.faleceu aos 73 anos de idade, no dia 1º de março de 1923,nesse primeiro de março está fazendo 87 anos de seu falecimento.
    Ficou consagrado no imaginário popular como a “Águia de Haia” por sua participação na Conferência de paz de 1907, ele chegou a enfrentar corajosamente as grandes potências Ocidentais,foi presença marcante nas grandes decisões da transição do Império para a República. Foi Deputado, vice chefe do Governo Provisório, Ministro da Fazenda e senador,estudou Direito em Recife e São Paulo, teve atuação no Rio de Janeiro,era uma figura impar. Alem de Advogado, era políco e jornalista,sempre foi oposição sistemática a atos arbitrários, sempre procurou defender os direitos dos cidadãos e contribuiu de forma decisiva para a consolidação do arcabouço jurídico da jovém República de 1889.Abolicionista de primeira juntamente com outros intelectuais da época, dentre eles podemos citar Castro Alves. Rui Barbosa tinha como principal arma a palavra, que usava como combate a transformação da realidade, e igualdade. Para Rui Barbosa, a Educação era a mola propusora do progresso e a grande saída para colocar qualquer país nos trlhos do progresso.

  4. Jamenson Guedes Araujo disse:

    Dificil,muito dificil,encontrar hoje no cenario politico Brasilheiro,politico que tem ou tenha tido vida mais proba do que a do nosso querido Ruy Barbosa,seria bom se alguns destes deputados e senados(aloprados)que pululam por Brasilia,se espelhase na figura do nosso genial Ruy,que devotou sua vida a vida pública e o vez de forma limpa,seria e cuidadosa sempre voltado ao povo que o elegeu,todos os bahianos enchem-se de orgulho ao proferir seu nome.

  5. Afonso Schroeder disse:

    Com a doença do imperador se afastando dos negócios D. Pedro II, a aplição e liberação de capitais trouxe declinio na atividade principal o açucar os militares vivendo em clima insubordunação querendo participar da vida pública em 14 de novembro de 1889 os comentários de uma nova manobra para um golpe, não exestindo mais então o porque da familia imperial, que abandonou o Brasil no dia 17 do mesmo mes e ano, morrendo em 05 de dezembro de 1891 o ultimo imperador brasileiro na cidade de Paris França,na noite de 15 de novembro de 1889, durante as comemorações da Proclamação da Repúblicaas figuras exponenciais de toda movimentação politica da época tornar palpavel e dar a devida restabelecimento a um governo provisório sendo exercida a Presidência por Marechal Deodoro da Fonseca e teve em seu ministério o ilustrissímo jurista “Rui Barbosa”, na pasta da fazenda que teve grande partipação na formação de tres Senadores para cada Estado e Distrito Federal e a proporcionalidade populacional aos Deputados por Estado e com sua sabedoria impar a ” Separação de Estado e Igreja” concomitantemente se tornando um dos homens excepcionalissímos da vida pública brasileira.

  6. CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUSA disse:

    Discordo de Lucas Ferrari,muito grosseiro,deveria pensar antes de chamar um cidadão de irresponsável, principalente em se tratando de uma figura ilustre como Rui Barbosa, que representou muito bém o Brasil todas as vezes que foi convocado.
    Rui Barbosa, assumiu o Ministério da Fzenda com o firme proósito de promover a industrialização, e ao mesmo tempo incentivar o crescimento econômico e também livrar o Brasil da dependência do capital estrangeiro, ele estava buscando uma distribuição da riqueza que estava concentrada nas mãos da burquesia urbana,ele estava apoiando as novas forças representadas pela classe média que estava começando a aparecer, a intenção de Rui Barbosa, era substituir a antiga estrutura agrária que era totalmente baseada na exportação do café, e só quém exportava eram os chamados barões do café, os grandes cafeicultores,a classe pobre não tinha vez.Entretanto, ele como Ministro da Fazenda, abriu crédito,concedendo empréstimos a população como incentivo para que os mesmos podessem montar seu negócio, só que, na época o Brasil já estava cheio de picaretas que faziam empréstimos e fugiam, outros montavam empresas fantasmas e ficavam com o dinheiro da nação, esses sim podem ser chamados de irresposáveis.
    Rui Barbosa, recebeu das mãos da administração monárquica um Tesouro práticamente falido, mesmo assim, não dessanimou – se pois seu objetivo era implementar suas idéias,tomando uma série de medidas com um único propósito de transformar o Brasil em nação industrial,paralelo a isso, ele era muito preocupado com a Educação, pois, ele via na Educação a mola propulsora do progresso e a grande saída para colocar qualquer nação nos trilhos do desenvolvimento.

    CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUSA
    TERESINA – PIAUÍ

  7. Markut disse:

    Independente das divergências críticas que a ele possam ser aplicadas, ponto para ele pela sua grande preocupação com a EDUCAÇÃO.
    Pela sua posição como tribuno polemista, o seu desempenho foi o de um verdadeiro Estadista, o que, infelizmente, não se viu repetir com o mesmo brilho, até os dias de hoje.

  8. Markut disse:

    A oportuníssima intervenção de Edvaldo Tavares enriqueceu de conhecimento a todos nós, quanto à personalidade da Águia de Haia.
    É intrigante tentar entender o significado do aparecimento , no lugar menos provavel, de uma figura de Estadista e Jurisconsulto que maravilhou o mundo civilizado.
    Pergunto porque não se fazem mais, hoje,entre nós, estadistas desse porte?
    Evoluimos materialmente e involuimos culturalmente,ou Rui Barbosa foi um acidente de percurso?

  9. EDVALDO TAVARES disse:

    RUI BARBOSA – UMA VISÃO ROMÂNTICA HOLANDESA
    As habilidosas peripécias do delegado brasileiro na Segunda Conferência da Paz em Haia, Holanda, em 1907 – diante de representantes das nações mais poderosas da época -, foi tão retumbante que deslubrou o mundo. Sobre as estrepolias do “ministro mais irresponsável que já tivemos”, W. Stead assim se manifestou: “As duas maiores forças pessoais da Conferência foram o Barão de Marschall da Alemanha, e o Dr. Barbosa, do Brasil… Todavia ao acabar da Conferência, Dr. Barbosa pesava mais do que o Barão de Marschall”.
    É “incompreensível essa necessidade tão romântica de criar heróis na história ‘holandesa'”. A “incompreensão” é tão grande que os holandeses têm um busto de Rui Barbosa entre os bustos dos heróis holandeses no Palácio da Paz em Haia, Holanda.
    BRASIL ACIMA DE TUDO. SELVA! EDVALDOTAVARES -MÉDICO. BRASÍLIA/DF

  10. Peter Pablo Delfim disse:

    É impressionante como se embasbaca poucos assim como se embasbaca nuitos ao mesmo tempo no Brasil. Realmente temos uma catástrofe nos domínios da educação. Se desconhece a história, a história verdadeira, não a história dos interesses econômicos e políticos. Esses, não resistem ao mínimo de luz lançada sobre seus atos verdadeiros. Continuamos no Brasil imperial travestido de culta modernidade. Um descalabro. Falam as mesmas coisas sem a mínima preocupação ou compromisso com fatos inarredáveis de ética e moral. Assim transparece que a Criação ao gerar o universo destinou à alguns a suprema vocação de todos os acertos. Felizmente a vida se encarrega de mostrar-nos algumas coisas bem ao contrário. Ruy Barbosa foi bom para alguns e péssimo, terrivelmente péssimo para outros.

  11. Amadeu Pereira dos Santos disse:

    Houve um tempo em que eu tinha o hábito de ler as biografias dos grandes personagens da História brasileira. Devo inclusive dizer que ficava muito impressionado com a riqueza biográfica dos nossos heróis. Devo dizer também que foi justamente esse habito de querer saber o tamanho da contribuição deixada pelos filhos ilustres do Brasil ao seu povo, que serviu de motivação para fazer nascer em mim a vontade de estudar. Eu sempre pensava: Como pode um homem dar tanto de si, ser professor, advogado, engenheiro, economista, filólogo e etc.. enquanto outros nada consegue ser na vida?
    Sobre a extensa lista dos benefícios que Ruy Barbosa nos deixou: reformas modernizadoras da economia , excelentes frutos do nosso liberalismo constitucional, presidente da Academia Brasileira de Letras, enriquecedor da língua portuguesa, pela palavra falada e pela escrita, Construtor, por excelência, da República, o que mais admiro, e não sei por que, chega até me emocionar, é o fato de ter estabelecido a igualdade de direitos entre as nações do mundo inteiro, numa época em que a igualdade entre os povos, pela lógica que a História mostra, deveria ser muito mais difícil.

  12. julio cesar morais disse:

    nossa como seria se rui estivesse entre nos hoje, desfrutandco deste desenvolvimento tecnologico, sera que o hotmail dele para dilma seria de parabens, ou seria uma critica politica de dela por ser mulher…….. fico pensando como seria..

  13. julio cesar morais disse:

    que tipo de critica que ruy barbosa fazeria ao comgresso nacional, que destribui mais de 19 000 cargos,… enquanto que no estados unidos so tem 800 cargos, na ingraterra 600, ruy barbosa como vc faz falta aqui para nos ajudar a mudar a mentalidade desses gorvernante, e de alertar eles ao mesmo tempo que ja estamos na era tecnologica, o na medida q vam se capassitando do saber vam se agrupando e vam pra rua reivindicar que acabe de vez estas falcatruas que usam de forma errado no congresso……… cuidado com o povo amados politico, estamos de olho em vcs…

  14. WANDERLEY FONSECA SILVA disse:

    É UMA PENA QUE A MÍDIA IGNORE RUY BARBOSA E NOTAS COMO ESTA SEJAM TÃO RARAS.
    AS NOVAS GERAÇÕES ABSORVEM O QUE ESTÁ NA MODA,MAS LAMENTAVELMENTE RUY NÃO ESTÁ NA MODA.

  15. Roque S. de Souza disse:

    O baiano Rui Barbosa foi contemporâneo de Castro Alves, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco de São Paulo, participou da campanha da Abolição da Escravatura, juntamente com Joaquim nabuco e José do Patrocínio.

  16. André Luiz D. Queiroz disse:

    Opiniões e comentários acalorados! Nos quais não faltam nem mesmo críticas. Se Ruy Barbosa falhou como Ministro da Fazenda, ora bolas!, pergunto: por acaso ele detinha algum ‘atributo divino’ de infalibilidade? Claro que não.
    Mas, ainda assim, vejo como muito válido eleger a Ruy Barbosa como grande modelo para o homem público. Não necessariamente pela inteligência, mas muito pela integridade e senso de compromisso cívico!

  17. Norberto S. Neto disse:

    Em 1913 Ruy Barbosa fundou o Partido Liberal, pensando em fazer um Brasil grande e respeitado.

    Hoje, século XXI, os “grandes políticos brasileiros”, conseguiram acabar com o PL, bem
    como denigrir a sigla do partido.

    -“O eleitor brasileiro é bonzinho. Êle sabe perdoar meu pequeno deslize” (Dep.Waldemar da Costa Neto).

    Renunciou para não ser cassado (mensalão), e se candidatou e se reelegeu em 2010.

    Pobre povo brasileiro.

  18. Carlos disse:

    Parabens Dr.Eduardo Tavares.Temos muito para aprender e entender o grande Mestre Ruy Barbosa.

  19. Carlos disse:

    Caro ,Lucas Ferrari.
    Posso não concordar com uma só palavra escrita,mas defenderei o direito de escreve-las.
    Qual ministro fez mais e melhorou a economia com tanta corrupção.

  20. Lima disse:

    “O Comunismo não é a fraternidade: é a invasão do ódio entre as classes. Não é a reconciliação dos homens: é a sua exterminação mútua. Não arvora a bandeira do Evangelho: bane Deus das almas e das reivindicações populares. Não dá tréguas à ordem. Não conhece a liberdade cristã. Dissolveria a sociedade. Extinguiria a religião. Desumanaria a humanidade. Everteria, subverteria, inverteria a obra do Criador” (Rui Barbosa).

  21. Henrique Luiz disse:

    O brasileiro Ruy Barbosa foi grande personalidade dentro e fora do país. Lamento profundamente que o pronunciamento que fêz no Senado em 1914 seja mutilado quando é apresentado ao cidadão que clama por justiça.
    Na verdade o inteiro teor é:
    ” A falta de justiça, Srs. Senadores, é o grande mal da nossa terra, o mal dos males, a origem de todas a nossas infelicidades, a fonte de todo o nosso descrédito, é a miséria suprema desta pobre nação.
    A sua grande vergonha diante do estrangeiro, é aquilo que nos afasta os homens, os auxílios, os capitais.
    A injustiça, Senhores, desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vêm nascendo a semente da podridão, habitua os homens a não acreditar senão na estrela, na fortuna, no acaso, na loteria da sorte, promove a desonestidade, promove a venalidade, promove a relaxação, insufla a cortesania, a baixeza, sob sob todas as suas formas.

    #De tanto ver triunfar as nulidade, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto#

    Essa foi a obra da Républica nos últimos anos. No outro regime o homem que tinha certa nódoa em sua vida era um homem perdido para todo o sempre, as carreiras politicas lhe estavam fechadas.
    Havia uma sentinela vigilante, de cuja severidade todos se temiam e que, acesa no alto guardava a redondeza, como um farol que não se apaga, em proveito da honra, da justiça e da moralidade.

  22. Paulo Fernando disse:

    Parabens Henrique Luiz, entendo que voce sobe descrever muito bens a figura de um grande brasileiro, lógico, não desmerecendo os demais comentários. O Brasil deve se inspirar e guardar esse legado de um grande jurista e patriota que foi o Ruy Barbosa.

  23. Iria Barradas disse:

    Se ele foi tão bom assim, porque ele mandou queimar os arquivos cartorários sobre as certidões de compra e venda de pessoas africanas no país? Praticamente eliminando os registros desta vergonha? E porque ele manipulou o titio dele ( Marechal Deodoro ) a fazer a investida contra D. Pedro II apenas para que o imperador aumentasse o valor dos soldos das tropas??? E como a manobra deu errado, viramos república onde ele ministro se beneficiou largamente das benesses do mesmo, já que esta coisa de cargo no Brasil sempre foi para mante-los folgados e imponentes. Esse senhor na minha opinião é uma bela fraude.

  24. Lopes disse:

    “O Comunismo não é a fraternidade: é a invasão do ódio entre as classes. Não é a reconciliação dos homens: é a sua exterminação mútua. Não arvora a bandeira do Evangelho: bane Deus das almas e das reivindicações populares. Não dá tréguas à ordem. Não conhece a liberdade cristã. Dissolveria a sociedade. Extinguiria a religião. Desumanaria a humanidade. Everteria, subverteria, inverteria a obra do Criador” (Rui Barbosa).

  25. Luiz S. disse:

    “Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que, as vezes, fico pensando que a burrice é uma ciência”.Ruy Barbosa

  26. Luiz S. disse:

    Que muita calúnia se lançou contra a Igreja Católica, no que concerne a falsa acusação de matança de “centenas”, “milhares” e até “milhões” de pessoas. Pura lenda, que na verdade não passava de mentira estratégica protestante, fomentada por anticatólicos como: Russel Hope Robbins, o apostata Doelling, Jules Baissac, Jean Français e Reinach. O próprio Rui Barbosa quando principiante inexperiente, traduziu “O Papa e o Concílio” uma obra de um deles, do Doelling, e se arrependeu mais tarde, proibindo no prefácio a publicação da mesma, pelas calúnias apaixonadas. Dizia mais tarde Rui Barbosa, quando maduro e experiente: “Estudei todas as religiões do mundo e cheguei a seguinte conclusão: religião ou a Católica ou nenhuma.” (Livro Oriente, Carlos Mariano de M. Santos (1998-2004) artigo 5º).wordpress

  27. Marcio Filgueiras disse:

    Incrível que ele seja fundador do Partido Liberal quando sua Oração aos Moços mostra claramente a visão hierárquica de sociedade que ele tinha. A sua “regra da igualdade” é contrária à isonomia jurídica, pincípio básico do liberalismo.

  28. Luiz Alberto Vidal disse:

    Pelo que percebo, apesar de ter sido uma figura de grande importancia junto aos varios setores do país, sendo respeitado dentro e fora do País, a sua morte pouco se foi falada, pois pesquiso a repercusão da morte deste e não vejo nenhuma reportagem que fala sobre o problema de saúde e nem tão pouco de sua morte.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *