Início » Cultura » Carnaval do Brasil ou Brasil do Carnaval?
CULTURA

Carnaval do Brasil ou Brasil do Carnaval?

Relação entre a folia e a formação da identidade brasileira é via de mão dupla, garante especialista

Carnaval do Brasil ou Brasil do Carnaval?
Nesta miscelânea de cores, músicas, cantos e danças é onde reside a importância do Carnaval para os brasileiros (Foto: Pinterest)

De um lado, alegorias suntuosas, fantasias repletas de brilho e luxo e celebridades instaladas em disputadíssimos camarotes. De outro, subúrbios decorados com confete e serpentinas, sprays de espuma e a simplicidade de pessoas de todas as camadas sociais que tomam ruas e praças nesta época do ano. O que vem primeiro à cabeça quando se fala em Carnaval brasileiro?

Leia mais: Cuidados para o folião passar bem o Carnaval

Ainda que essas duas facetas da folia possam parecer divergentes à primeira vista, na verdade, elas têm muito mais do que o calendário em comum. Para a professora Helenise Monteiro Guimarães, vice-diretora da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisadora de cultura popular e Carnaval, a festa carnavalesca é um dos eventos que melhor traduz a riqueza e a multiplicidade das manifestações culturais do Brasil. Ao mesmo tempo em que o feriado mais aguardado e comemorado pela maioria do povo apresenta uma tendência cada vez mais clara de espetacularização — marcada pela competição e disputa no desfile das escolas de samba —, ele também conserva traços de festa popular e profana, com o ressurgimento de blocos, bandas, grupos de bate-bolas, afoxés, bailes carnavalescos de clubes e bailes gays.

“Ao longo do século XX, o Carnaval brasileiro foi divulgado no exterior como cartão postal nacional. A mídia teve papel fundamental nesta exposição, mas foram os indivíduos – foliões, profissionais, turistas e o público em geral – que consolidaram o diferencial de nossa festa, exportada hoje para diversos países”, ressalta Helenise Guimarães, que também é jurada do desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro no quesito ‘Alegorias e Adereços’.

Caldeirão de cultura e símbolo do povo

Se hoje as agremiações competem entre si na avenida, a disputa em outros carnavais era com outro adversário. Quando as escolas de samba surgiram no Rio de Janeiro, ainda no final da década de 1920, o Carnaval privilegiava os bailes de gala, como o do Theatro Municipal. A demanda por sofisticação e elegância devia-se a um projeto das autoridades, que visavam tornar a cidade atraente para personalidades estrangeiras.

“O que marcaria a vitalidade das escolas de samba seria a luta por encontrar lugar em um cenário no qual primavam os bailes de gala. Se antes o Carnaval era uma festa estratificada, a escola de samba veio para integrar camadas sociais diferentes e se tornar, com o desfile, o elemento central do evento mais importante da cidade, tão emblemático que se transformou em um modelo copiado e revisto em outros estados”, explica a pesquisadora.

Segundo Helenise Guimarães, foi a partir daí que se criou um modelo de Carnaval brasileiro. Nascido no Rio de Janeiro, o conjunto que gerou o que vemos atualmente se espalhou pelo país, ganhando características regionais. Nesse processo, tanto a identidade brasileira fabricou um Carnaval diferenciado dos demais realizados em outros paises quanto a essência carnavalesca contribuiu para a formação de nossa brasilidade.

“A contribuição do Carnaval para a ‘identidade brasileira’ é a de reafirmar nossa multiplicidade cultural e capacidade de reunir grupos de indivíduos de diferentes níveis socioeconômicos com a mesma força demonstrada, por exemplo, pelo futebol e a paixão de suas torcidas unificadas na grande competição que é a Copa do Mundo”, esclarece Helenise Guimarães.

É justamente nessa miscelânea de cores, músicas, cantos e danças que reside a importância — sociocultural, econômica, política, artística e histórica — do Carnaval para os brasileiros, garante a pesquisadora. “Este é o mistério que cerca a nossa grande festa: a soma da sensualidade de rainhas, o suor de ritmistas e a grandiosidade plástica de alegorias, mas também o mar de multidões que tomam conta das ruas, dos coretos dos bairros ainda existentes e dos bailes que atravessam as madrugadas, para tudo ultrapassar – sempre – a Quarta-feira de Cinzas”, filosofa.

Caro leitor,

Em sua opinião, qual o maior símbolo do Carnaval brasileiro?

Você considera o Carnaval uma festa democrática?

Qual a importância do Carnaval para o povo brasileiro?

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

34 Opiniões

  1. Natanael Ferraz disse:

    Em sua opinião, qual o maior símbolo do Carnaval brasileiro?
    O popozão. O feminino, é claro.

    Você considera o Carnaval uma festa democrática?
    Sim, porque todos podem se chapar livremente pelas ruas.

    Qual a importância do Carnaval para o povo brasileiro?
    Isso eu realmente não sei.

  2. RENE LUIZ HIRSCHMANN disse:

    TENHO UMA TRISTEZA IMENSA DE VER ESSE CARNAVAL, NAO CONSIGO ENTENDER COMO MEU POVO CONSEGUE SER FELIZ COM TANTA INJUSTICA SOCIAL, TANTA CORRUPCAO,COM GOVERNOS TAO CORRUPTOS EMPRESARIOS TAO CANALHAS E POVO TAO CONIVENTE, OLHEM O RIO DE JANEIRO, UMA DIVIDA IMENSA PARA COM A SUA POPULACAO, FUNCIUONARIOS PUBLICOS NAO RECEBEM, MILHOES DE DESEMPREGADOS, POPULACAO AMENDRONTADA, ASSASSINATOS, BALAS PERDIDAS, PRESIDIOS SUPERLOTADOS, HOSPITAIS COSPEM PASCIENTES PARA CORREDORES, E DANTESCO TUDO ISSO, O NORDESTE TAMBEM E INSENSATO PELO MENOS OS ESTADOS DO SUL NAO MOSTRAM TAO ABERTAMENTE ESSAS MASELAS DA SOCIEDADE BRASILEIRA ONDE A FALTA DE PATRIOTISMO CAMPEIA PELO PAIS.

  3. Lucinda Telles disse:

    Helenise Guimaraes esta tomando muito energético. Pior que suportar o ziriguidum é ter que aturar carnavalesco filosofando.

  4. Osmar disse:

    Eu considero o carnaval brasileiro, uma forma de extravasamento de angústia e depressão, porconseguinte, em forma de alegria, seu maior símbolo é de esquecer durante esses dias de carnaval os problemas vividos durante o ano, isto porque, sendo o Brasil um País cheio de disparidades sociais, nada mais justo, o cidadão se esbaldar; aproveitando a oportunidade que se-lhe, apresenta o calendário. Realmente, o carnaval se enquadra no conceito democrático. A importância do carnaval para fomentar a economia é de tal relevância, que os estrategistas políticos associam uma forma de esconder as suas capacidades de governancia e solução de problemas. Samba, Carnaval e Cerveja.

  5. ciclista urbano cwb disse:

    A importância é os dias de feriados para dar um descanso pro povo trabalhador, para esquecer essa toda essa safadeza e crueldade dessa sociedade injusta, decadente e miserável.

  6. Ludwig Von Drake disse:

    A professora Helenise tenta explicar a aparência sem entender a essência. Para entender o carnaval, é preciso vê-lo como uma festa religiosa africana, que sai do continente africano pelo Egito, onde se mistura com o culto à deusa Isis, recebe influência de Baco, Dionísio e da religião européia primitiva (fogueiras de Beltane), para depois se reencontrar na América, com a escravidão, onde volta a reverenciar os deuses africanos.

  7. Luis Barati Silva disse:

    Um mito que precisa ser quebrado é o de que o carnaval gera riqueza. É incalculável o prejuízo com acidentes, invalides, mortes, doenças sexualmente transmissíveis ocorridos durante as festas do Momo. É o período que gera a maior quantidade de pensões para viúvas na previdência social.

  8. Mauricio Fernandez disse:

    O elitismo exacerbado de quem não tem ‘onde cair morto’ é um dos grandes males do Brasil. Tão sério é, que em seus delírios reduz o povo a excremento, e, sem o mínimo pudor nos oferecem sua obra como se fora opinião. Perguntamos se tais pérolas não pertencem a Napoleão?; Você considera o Carnaval uma festa democrática?
    Sim, porque todo o tipo de gente se mistura na rua, para ouvir música ruim, ingerir álcool, se drogar, brigar, roubar e praticar sexo. – Perdeu completamente a noção.

  9. Luis Barati Silva disse:

    Em sua opinião, qual o maior símbolo do Carnaval brasileiro?
    É a beleza das mulheres, mais precisamente a b…das mulheres.

    Você considera o Carnaval uma festa democrática?
    Sim, porque todo o tipo de gente se mistura na rua, para ouvir música ruim, ingerir álcool, se drogar, brigar, roubar e praticar sexo.

    Qual a importância do Carnaval para o povo brasileiro?
    O carnaval resume em poucos dias, a elevada autoestima do nosso povo, e o orgulho de ser brasileiro. Afinal, ninguém faz uma porcaria tão bem feita em todo o mundo

  10. Mauricio Fernandez disse:

    Quem não gosta de carnaval ou é ruim da cabeça ou doente do pé. Mas é direito desses não gostarem de carnaval. Afinal de contas até a bem pouco tempo coisa que, hoje aceita e até imposta a sociedade não passava de falta de pudor, falta de vergonha, desvio de caráter, bandalheira, maus hábitos, atentado a dignidade, atentado contra a família ….. e por aí vai, são fervorosamente defendidos por muitos sob os mais diversos argumentos. Serão válidos? Não serão válidos? A questão é o que é permitido e o que não é. E até quando ampliaremos tais permissões. Semana passada o STF estarreceu os brasileiros sobre uma nova ótica sobre formação de quadrilha. O carnaval não destrói nada. O carnaval é como a religião, o futebol, o circo. Tirem aquilo que ameniza o peso imposto pelos flagelos da vida, do dia-a-dia sob o garrote vil dos nossos governantes e a caldeira explode. O nosso carnaval é a tradução de outros folguedos populares existentes no mundo inteiro e que servem como válvula reguladora das pressões. Carnaval não faz mal a ninguém. Assim nos conta a história.

  11. bianca miurim disse:

    O CARNAVAL E UMA FESTA LINDA

  12. Roberto Trigo disse:

    Carnaval é o ápice da falta de coerência da sociedade brasileira (Prega educação e propaga esculhambação).
    O que acontece no carnaval? Várias pessoas são impedidas de ir e vir, muitos não podem trabalhar, todos os indices de criminalidade sobem, são registradas várias mortes por causa da embriaguez, etc.
    Quem ganha com o Carnaval? Cervejarias, cantores conhecidos de Axé e coisas parecidas.
    Quem perde com o Carnaval? Empresários, familiares dos mortos e feridos do Carnaval, mães solterias, o governo brasileiro (pois tem de pagar pensões, afastamentos, etc.).
    Até quando vamos concordar com isso. É a politica do Pão e Circo, ou melhor, da Cerveja e o Carnaval.

  13. GERACINA disse:

    BRASIL DO CARNAVAL E FUTEBOL, A MEDICRIDADE E MUINTO GRANDE,A FALTA DE EDUCAÇAO E CULTURA E FATAL, pessoas futeis que sao capaz de gastar por uma fantazia 500 mil reais para ser usada em uma noite, isso sim e ser pobre de espirito. lamentavel.

  14. Ernane disse:

    Os que se gloriam desta baboseira de carnaval, e que, infelizmente, são a maioria, não se dão conta da seriedade que a vida pressupõe, e do retrocesso que este país entrou e que, praticamente, não terá como revertê-lo. Tão grave quanto a total mediocridade que caracteriza o país sob quase todos os ângulos, é a vulgaridade que avançou e hoje se mostra como uma reação de espontaneidade. Um país que se descurou dos maiores valores, com uma população sem autocrítica e sem autopercepção. A “cultura” ideal para mentalidades governistas ditatoriais. Por isto o desapreço do governo pelo lado cultural

  15. ephim shluger disse:

    Parabens pelo ensaio e o acerto ao contar que hoje as manifestações do carnaval sao multiplas e diferenciadas tanto pela renda dos grupos sociais envolvidos, como em suas formas de se divertir, assistir aos desfiles das escolas de samba, seja em bailes privados, ou simplesmente ao se juntar aos blocos que voltaram a sair nas ruas da cidade. Vale notar as transformações dentro da cultura do carnaval nas cidades brasileiras. Desde que o Rio de Janeiro ergueu o seu Sambódromo, em 1983, cerca de 50 outras cidades hoje possuem passarelas de escolas de samba. Embora, os grupos de acesso B, C e D que desfilam na avenida Intendente Magalhães, em Madureira/Campinho, na zona norte do Rio de Janeiro, que atraem milhares de espectadores e de suas familias. Esta area nao possui condicoes adequadas de conforto e segurança para o numeroso publico espectador bem como para as agremiações participantes. A robusta economia do carnaval carioca justificaria, a meu ver, a adoção de politicas publicas eficazes de apoio a cultura popular do carnaval, enquanto atividade produtiva, realizando investimentos em equipamentos necessarios para acolher o publico, bem como organizar as oficinas de confecção dos carros alegoricos e trajes nos barracoes proximos das passarelas.

  16. Áureo Ramos de Souza disse:

    O símbolo do Carnaval Brasileiro é Recife, Olinda e os interior de pernambuco, é uma mistura de rítimos e a nobre repórter Camila se esqueceu que o Frevo ´dito pela UNESCO é Patrimônio Cultural da Humanidade e as escolas de samba é apenas um show que se repete com entrada de outra escola só muda as alegorias. Já em pernambuco vocês e a repórter deve aprender que temos Blocos, Troças, Caboclinhos, Maracatu de baque vidado e e toque normal e caboclinhos de lança, venha para o ano ao Recife e assista no Marco Zero toda a beleza de um verdadeiro carnaval e dê uma passada por exemplo em Nazaré da Mata e sinta a força dos Maracatu. É uma beleza tão forte que até esta hora ainda em Olinda se brinca com o Bacalhau do Batata e ia me esquecendo dos Blocos Líricos que trás a beleza dos carnavais passados. Quem vem uma vez ao Recife e Olinda no carnaval torna-se freguês, e vejam só Olinda é só em ladeiras mais o povo não cansa e tem ainda a Troça Acorda e a Porta. As virgens de Olinda e as Virgens verdeiras. E não fica só na cidade temos mais de 17 polos carnavalescos e temos na UR 04 no Ibura a Troça Carnavalesca Mista e Anárquica “OS CORVOS DA UR 04, em todos os bairros se faz um verdadeiro carnaval.

  17. wandereley f.silva disse:

    TODAS AS FESTAS INTENSAS SÃO ENFADONHAS.NATAL DO QUAL O COMÉRCIO SE APOSSOU.
    ANO BOM COM FOGUETÓRIO E TODA A ESPERANÇA SEM A QUAL NÃO SE VIVE E AS TRAGÉDIAS DE JANEIRO ANO APÓS ANO.
    CARNAVAL FOI UM TEMA EXAURIDO PELO CHICO BUARQUE NO SAMBA “VAI PASSAR”
    “PALMAS PRA ALA DOS BARÕES FAMINTOS,PRA ALA DOS NAPOLEÕES RETINTOS DOS PIGMEUS DO BULEVAR”.–IRRETOCÁVEL!
    DEPOIS VEM A ORGIA DO CHOCOLATE DA PÁSCOA –NÃO SEI PORQUE COMER TANTO CHOCOLATE EM TÃO POUCO TEMPO.
    DEPOIS VEM A REALIDADE E LEMBRAMOS QUE OS DEPUTADOS CAÍRAM NO MUNDO SEM VOTAR O ORÇAMENTO.
    QUE A CÂMARA FEDERAL PRETENDE PEITAR O SUPREMO E VOTAR EM ESCRUTÍNIO SECRETO A CASSAÇÃO OU NÃO DA RATAZANA.,ABRINDO UM IMPASSE COM O SUPREMO.
    LEMBRAMOS QUE A GUERRA INTERNA DO PETRÓLEO COMEÇOU,COMO SE OS MINÉRIOS DE MINAS GERAIS QUE SEGUROU A ECONOMIA FOSSE SÓ MINEIRO E NÃO DA UNIÃO.
    SEM PENSAR NOS DEMAIS PROBLEMAS QUE NOS AGUARDAM ATÉ O PRÓXIMO NATAL.
    VIVA,PORTANTO, A MOCIDADE! VIVA A VILA ISABEL! VIVA O TRIO ELÉTRICO.VIVA O FREVO.
    VIVA O GALO DA MADRUGADA!
    É A FANTASIA QUE NOS MANTÉM VIVOS. AS FAVAS COM A REALIDADE OU TRAGAM-NOS UMA NOTÍCIA BOA.

  18. Silas disse:

    O maior simbolo do carnaval Brasileiro eh o exemplo da união e do amor da diversidade e dos povo, sendo mais que democrática uma mãe e a importância no positivo eh sua imensa alegria e manifestação da rica cultura brasileira mas seu lado ruim eh que é mais uma distração do nosso desfoco contra a corrupção do meu país

  19. Élio J. B. Camargo disse:

    Como as empresas não conseguem comprometer seus funcionários (segundo o Gallup apenas 21% vestem a camisa), estes vivem alienados do trabalho (pago por tempo e não por resultados).
    Portanto as empresas pagam pessoas, aproveitam apenas mão de obra e deixam as cabeças destes para serem usadas com outras coisas, no sábado, domingo e principalmente no Carnaval, com 4 / 5 dias de esquecimento da sofridão do trabalho. Depois, novamente, caem na dura realidade do chefe de todo dia!
    Perdem as empresas, sofrem as pessoas e o país.

  20. João Cirino Gomes disse:

    Carnaval, big broder e futebol = pão e circo; aliás + circo que pão!

    Verbas para educação não tem, para a saúde,para dar aumento digno garantido por lei aos aposentados, não tem, verbas para dar aumento aos professores, não tem, para dar aumento aos bombeiros, não tem, para dar aumento aos policiais, não tem, para casas populares, não tem, mas tem para rechear as cuecas do Vava irmão do Lula, tem para investir na sociedade do Lulinha com Dantas, tem para construir estádios, bancar carnaval, doar a Grécia, aos hermanos, tem até para construir estradas, rede de hotéis, e porto em Cuba!

    E os pelegos, e a população desinformada ainda aplaude estas ratazanas do colarinho branco!

    Este Brasil, é na verdade uma REPUBLIQUETA DE BANANAS!

  21. Rene Luiz Hirschmann disse:

    Uma cultura imposta, não comprendo como os temas das escolas continuam sempre o mesmo, omenagem a presidentes corruptos e utopias brasileiras, porque não se discute temas sociais como desocupação de pinheirinho, tratamento terrivel dado aos pobres em hospitais superlotados, aumento e roubo aos velhinhos aposentados, acorda BRASIL.

  22. jose roberto amorim disse:

    Em pleno acordo com o senhor Carlos Neves

  23. Paulo Nascimento disse:

    O carnaval só é benéfico para os bolsos dos patrocinadores. Algumas pessoas passam praticamente o ano inteiro trabalhando em função de dois ou tres dias da suposta alegria que vivenciarão. Isso quando não se torna uma enorme decepção no final. É mentira quando dizem que é unanimidade esta festa. Está mais que comprovado que a grande maioria do povo brasileiro procura outra atividade nesses dias.
    E carnaval não é sinônimo de festa como alguns pensam. Ele é perigoso tambem, traiçoeiro. Vejam os números após os festejos. As ocorrências de todo o tipo(negativas, claro) estarão estampadas nos jornais. Brazilzilzil!

  24. Carlos Neves disse:

    Carnaval significa som alto vindos de potentas caixas de som instalados nos porta malas do carros tanto de dia como de noite tocando musica de drogados para curtirem e bastante falta de educação!

  25. Luiz Mourão disse:

    O mais triste é ver as ESCOLAS estendendo o feriado para incluir também a quinta e a sexta feiras!!!!
    Ora, se os PAIS estão trabalhando nesses dias (a maioria é claro; servidores públicos, nem tanto) e os ALUNOS estão à disposição, por que as escolas e professores decidem, POR CONTA PRÓPRIA, enforcar esses dias?????
    Não é isso uma evidente FALTA DE ÉTICA????
    Brasil….

  26. Yama disse:

    Há uma semana aproximadamente o TERRA fez uma enquete sobre o que os participantes iriam fazer nos dias de Carnaval e mais de 70 % afirmaram que iriam para longe dos festejos.
    É notável o paradoxo do discurso oficial e as atitudes em relação a essas datas. Enquanto gastasse uma fortuna com a pregação midiática contra o abuso do álcool, o sexo irresponsável e suas co seqüências, o texto interpreta os fatos reais com suposições e interpretações tendenciosas e bolorentas pois quem observa até historicamente o que ocorre de atraente no Carnaval é o verdadeiro sentido DE UM GRANDE BACANAL E DISPÊNDIOS DE DINHEIRO PÚBLICO PARA ALEGRIA DOS PODEROS. CALÍGULA FOI MAIS RACIONAL AO DETERMINAR QUE OS CÔNSULES LEVASSEM SUAS MULHERES PARA A ALEGRIA DO POVO POIS O IMPÉRIO ROMANO NÃO GASTARIA COM A BACANAL POPULAR.

  27. Adolfo disse:

    Os maiores símbolos do carnaval do Brasil são as escolas de samba de São Paulo e Rio de Janeiro, no sudeste; além do frevo, bonecos de Olinda e o maracatu no nordeste. Do ponto de vista cultural trata-se de belíssimos espetáculos que são idealizados durante todo o ano por seus artistas inspirados. Sobre esse aspecto o carnaval é democrático e possui um valor histórico para a cultura do povo brasileiro. Já não digo o mesmo do carnaval puxado por trios.

  28. fran disse:

    democrática? como? se p sair em um bloco em salvador o mais barato é 400,00 só a classe média alta, participa, nem vou falar das roupas das escolas de samba que custam muito caro. Carnaval no Brasil hj só p quem tem dinheiro…

  29. João Cirino Gomes disse:

    Desfile pós carnaval!

    O pessoal esta ficando esperto, quando se trata de lhes dar pão e circo senhores espertalhões!

    Vamos repassando…levando adiante esta tentativa de acabar com os abusos que nos causam indignação e vergonha!

    Repassando.

    12 de Março de 2011 !!

    ESTÁ COMEÇANDO EM SÃO PAULO…
    …SE DER CERTO, E UM DIA VAI DAR, VAI CHEGAR EM TODO O BRASIL !!!!!
    12 de Março de 2011 – Um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política !

    Este e-mail vai circular hoje e será lido por centenas de milhares de pessoas. A guerra contra a chulisse, está a começar. Não subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos têm andado a fazer, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer -quase-tudo, para mudar o rumo deste abuso.

    Todos os ”governantes” [a saber, os que se governam…] d
    o Brasil falam em cortes de despesas – mas não dizem quais – e aumentos de impostos a pagar.

    Nenhum governante fala em:

    1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas,14.o e 15.o salários etc.) dos poderes da República;

    2. Redução dos deputados da Assembleia da República e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países a sério. Reforma das mordomias na Assembleia da República, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do pagode. Redução no mandato de Senador para 4 anos (igual aos outros mandatos);

    3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

    4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

    5. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê? E os aparelhos não são verificados porquê? É como um táxi, se uns têm de cumprir porque não cumprem os outros?s e não são verificados como podem ser auditados?

    6. Redução drástica das Câmaras Municipais e Assembleias Municipais…;

    7. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades;

    8. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc, das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;

    9. Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias… para servir suas excelências, filhos e famílias e até, os filhos das amantes…

    10. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;

    11. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc;

    12. Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;

    13. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós) que nunca está no local de trabalho. HÁ QUADROS (diretores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE ADVOGADOS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES….;

    14. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir aos apadrinhados do poder – há hospitais de cidades com mais administradores que pessoal administrativo… pertencentes ás oligarquias locais do partido no poder…

    15. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar;

    16. Acabar com as várias aposentadorias por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo Estado.

    17. Pedir o pagamento dos milhões dos empréstimos dos contribuintes, cpmf, precatórios;

    18. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os biltres que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente “legais”, sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam;

    19. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

    20. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.

    29. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.

    30. Pôr os Bancos pagando impostos.
    31. Pôr os Bancos atendendo a população em horário comercial (08:00hs às 18:00hs), o que com certeza os obrigará a contratar mais gente, criando mais empregos e atendendo melhor aos clientes.

    Solicito o reencaminhamento da informação, para que todo cidadão que se sinta ludibriado, possa participar desta passeata democrática e reivindicar seus direitos!

  30. Francisco Juarez de Souza disse:

    Para os desocupados …uma maravilha
    Para os Produtivos…um terror.
    Vou relator um trecho do meu drama do carnaval 2011:
    Sou gerente de transporte de uma Empresa Construtora e fui imcumbido de receber uma máquina, adquerida por outra empresa do mesmo grupo, procedente de Sorocaba destino Campo Grande MS. Essa máquina seria locada para empresa construtora que está executando obra emergencial (contenção de enchentes). Mas a carreta prancha que conduzia a referida máquina, ficou retida no posto fiscal da divisa MS/SP, que na interpretação do agente/fiscal, teria que pagar uma dif. de aliquota mais ou menos R$ 30.000,00. Precisei acionar um Contador em Tres Lagoas cidade mais proxima do Posto Fical..Liguei pra 10 09 estava no carnaval. A chefia do posto estava no carnaval, os advogados estavam na folia, com muito custo localizei um formalizou o mandato de segurança, mas o mais dificil.. localizar o Juiz de plantão, dois dias se passaram, mas finalmente conseguimos.. agora a carreta vai seguir viagem,total engano as rodovias estão com restriçoes para esse tipo de transporte (por conta da segurança dos foliões)Enquanto isso a obra emergencial(em execução para salvar vidas) fica esperando, precisamos contabilizar o tempo que a carreta vai ficar parada na estrada por conta dos acidentes violentos de transito muito comum nessa epoca.

  31. Luiz Franco disse:

    No carnaval, o lucro eh particular e o prejuizo eh coletivo. Morreu mais gente no feriado de carnaval do que na Libia, que vive uma insurreição armada; e o Estado (com nossos impostos) banca a segurança, a assistência medica, financia escolas de samba, coloca infra-estrutura e paga pensão para os mortos e mutilados do trânsito e de outras violências relacionadas as orgias do Momo. Ha um interesse midiatico e econômico muito grande em torno do carnaval, que faz com que ele pareça ser uma unanimidade nacional, sem de fato, sê-lo. Fato eh que as pessoas sensatas fogem do carnaval aproveitando apenas o feriado, mas os carnavalistas são barulhentos, dai parece que são maioria.

  32. Jarde Bec disse:

    Carnaval x Futilidades – Quando os responsaveis pelo nosso Pais, (governo e mídias)serão competentes para divulgar o Brasil no exterior, para que não continuem a acreditar que aqui existe somente: carnaval com mulheres nuas e faceis, lascividades,futebol,violência,, favelas, e “bananas”.Na Olimpiada de Pequim, quando da exibição de uma escola de samba com mulheres semi nuas, alguns ficaram revoltados e outros deixaram o local- será que os responsaveis pela divulgação do nosso Pais não conhecem a riqueza de nossa cultura,alem de samba com mulheres nuas e cenas degradantes??.que corrompem e atraem o turismo sexual, indiscriminadamente, quando se propagam e gastam recursos para combate-los! Num blog europeu, verifiquei um comentário, sobre a realização de uma feira erotica e a visão distorcida sobre nosso pais:”Blog -Brasiúuu ( 2 de Nov de 2008) Já abriu o evento mais picante do ano Sexo cor-de-rosa no salão erótico. Brasil convidado especial desta edição … Claro ! Nós já nos estamos tornando num pequenino Brasiú com toda a futilidade, infantilidade e agressividade inerente “

  33. Rogerio disse:

    Pena que parte do povão não canalize os seus recursos físicos e econômicos em ações mais contrutivas e edificantes para eles próprios. O carnaval antigamente era barato e mais feliz. Hoje significa uma grande esforço pelo nada. Turistas vem de toda parte do 1º Mundo para realizar “fantasias” que em seus Países de origem é considerado crime. Mulheres brasileiras se mostram (vendem-se) em todos os ângulos possíveis. O preço disto: algumas brasileiras são barradas em Países da Europa por acharem que vão fazer prostituição. Esta “pseudoalegria” de uma Nação que cobra caro em impostos e baixo desenvolvimento humano terá um preço em um futiro não muito distante.

  34. José Fernando Gilbert disse:

    Para um povo que se habituou a ser medíocre, o Carnaval será sempre a sagração da mediocridade! Num Mundo onde o lado trágico conspira cada vez mais contra o próprio Mundo, e o Brasil não fica fora dele, chega a ser alienante esta celebração do nada, em nome do nada! E é por falta de encarar a vida a sério, ou com mais responsabilidade, que a população vem sendo solapada, seja pela criminalidade, seja nas estradas, (vejam as estatísticas macabras deste Carnaval), e o que é mais grave, pelo desleixo dos próprios governantes em relação à vida da população, na medida em que não encara o povo com respeito, até chegarmos onde chegamos – o ser humano no Brasil já perdeu a autoestima e aceita, sem reclamar, qualquer barbaridade contra si mesmo! Será que tudo de trágico pelo qual vimos passando merecia mesmo estes festejos INTEMPESTIVOS de Momo??
    Com toda a certeza, este é o Brasil do Carnaval, e o resto é que é resto!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *