Início » Opinião » E se proibissem a câmera escondida no Brasil?
Jornalismo

E se proibissem a câmera escondida no Brasil?

Há interesse das emissoras em diferenciar o que é de interesse público do que é filmado na surdina apenas para gerar audiência fácil? Por Hugo Souza

E se proibissem a câmera escondida no Brasil?
Câmeras escondidas flagraram corrupção em repartição pública (Reprodução/Fantástico)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Causou justa indignação nacional a reportagem exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo, 18, que mostrou com perturbadora clareza como empresas fornecedoras do Estado agem para fraudar licitações e dando uma ideia, como diz uma piada que circula por aí, de como os gestores públicos brasileiros são os mais católicos do mundo, porque nunca assinam coisa alguma sem ter um terço na mão.

Tudo foi registrado com o uso da câmera escondida. A matéria do Fantástico foi feita pelo repórter André Luiz Azevedo e pelo produtor Eduardo Faustini, velho useiro e vezeiro deste polêmico estratagema jornalístico.

A Eduardo Faustini, o “cara sem cara da Globo”, que evita mostrar o rosto para não ser reconhecido por sua próxima, digamos, fonte, a ele deve ter causado calafrios uma decisão do Tribunal Constitucional da Espanha tomada no último dia 6 de fevereiro proibindo o uso da câmera escondida pelos meios de comunicação do país, considerando-a uma espécie de prestidigitação.

O mais alto tribunal da Espanha considerou “ilegítimo” o uso deste artifício do jornalismo mesmo nos casos em que a informação que se possa obter por meio do uso de câmeras escondidas seja de relevância pública.

Câmera escondida: ‘ardil’?

A utilização de câmeras escondidas, justificou-se o tribunal, constituti um “ardil” ao qual o jornalista recorre simulando uma identidade que lhe seja útil de acordo com o contexto para provocar e registrar “subrrepticiamente” declarações que não teria conseguido colher caso se apresentasse ao seu interlocutor com sua verdadeira identidade — e declarasse sua real profissão.

Para os juízes do Tribunal Constitucional da Espanha, o caráter oculto dessa técnica de investigação jornalística pressupõe uma violação do direito de imagem e à intimidade pessoal.

Imediatamente a presidente da Federação de Associações de Jornalistas da Espanha, Elsa González, protestou, dizendo que a decisão afetará gravemente o jornalismo de investigação. Ela reconheceu que o método da câmera escondida tem sido usado por vezes de forma “banal e abusiva”, mas ressaltou que, sem ele, “grande parte das denúncias de reportagens com câmera oculta para denunciar cartéis de drogas, subornos ou máfias de tráfico de mulheres não teriam sido feitas”.

Do manobrista ao contratista

Mais ou menos pelo mesmo caminho foi o jornalista português António Granado, que tem um dos mais respeitados blogs sobre jornalismo do mundo, o Ponto Media:

“Acho que, na esmagadora maioria dos casos, a utilização de câmara oculta não se justifica (pois é um jornalismo “fácil” e de resultados assegurados), mas há momentos em que não há mesmo outra hipótese. É por causa desses momentos que me parece que a decisão do Tribunal Constitucional espanhol pode significar um retrocesso da democracia”.

O xis da questão parece ser os critérios utilizados por quem usa a câmera oculta para definir o que é de interesse público e o momento em que não há outra alternativa jornalística a não ser uma identidade falsa e uma filmagem na surdina. Indo além: existe vontade por parte das emissoras de fazer essa definição, tendo em vista que a câmera escondida é usada também (sobretudo?) como artifício para gerar audiência fácil, para o sensacionalismo, onde as consequências da reportagem não vão além da alta na medição do Ibope?

A mesma Rede Globo que exibiu a reportagem do último domingo flagrando empresas tentando burlar licitações também exibiu, meses atrás, imagens de manobristas catando moedinhas e comendo chocolates deixados nos carros de clientes, em um “teste de honestidade” que gerou como consequência, no máximo, alguns manobristas engrossando a lista dos que pagam a pena do desemprego, tudo porque chuparam o chiclete de um bacana que topou colocar tanto a câmera quanto a isca – uma bem escondida, outra bem à mostra – no seu carrão.

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

35 Opiniões

  1. Almanakut Brasil disse:

    Pena que é proibido o enforcamento em praça publica!

    Ô tempinho bom, aquilo é que era justiça!

  2. gerusa contti disse:

    toda moeda tem dois lados. A própria imprensa terá que regrar o uso deste ardil. Mesmo porque se usar e abusar do esquema, vai perder credibilidade e ainda por cima vai perder o impacto. Vamos ficar de olho para que aqui não seja tal qual lá (na Espanha)quanto a tal fraude, esse flagrante é apenas uma agulha num imenso palheiro.

  3. Goethe-Br. disse:

    …ainda bem que é na Espanha…onde histórica
    mente se admite meias verdades…-analisando bem,é possível que, de Portugal,ainda tivemos
    alguma coisa aproveitável…mas da Espanha…
    -por favor, para que eu não cometa alguma in
    justiça,quem sabe me ajude lembrar…de algo
    verdadeiramente de bom e que tenha contribuído
    para o enrequecimento do nosso país,da nossa cultura, que tenhamos importado da peninsula
    Ibérica…sem bajulismos emocionais ou puxas saquismo…- sem a pretensão de magoar a nin guem…-inveja,ódio,espírito de revolta e de amotinagem…e agora por ultimo as deslavadas mentíras que eles teem espalhado pela Europa procurando prejudicar o turísmo no Brasil…
    …-é comum dizer que “um amígo é para servir ao outro…”-o espanhol é o outro…-desde os maus exemplos de D. Carlota Joaquina que acredito ter tido suas origens em “castelha” e so nos deu um grande homem,D.Pedro I,impe
    rador do Brasil,e de origem discutível,diante
    da má conduta da sua ginitora…
    –…o homem público não deve ter vída íntima
    ,a não ser em família…-se teme,é porque de ve…-não acredito em meio honesto…-se rouba um centavo,rouba um milhão…e so de vemos importar ou imitar alguem nos bos costumes…-o erro é da conta de todos …em espicial quando com a coisa pública…-André Luis Azevedo,Eduardo Faustini com a câmara
    indiscreta,tem prestado relevantes serviços ao país e deve ser reconhecído por todos e
    merecedor do reconhecimento geral das pessoas honestas e que nada teem a esconder…-se pribíssem a “camara indiscreta”,estaríamos
    ajudando os desonestos a imporem uma “moral de jegue…e tapar o sol com uma peneira”…
    -quem mais lucraría com isso a não ser o crí
    me organizado de colarinhos brancos ?…-se alguem estíver interessado em que isso aconte
    ça,este alguem a meu ver é suspeito de coni
    vencia com esses delítos e quem sabe,bem remu
    nerado para isso ?…este proceder deve ser legalizado pelo congresso…e pelo supremo…
    -se a acusação não estiver alicerçada, com provas que convençam,eles ,os criminosos,mata
    rão e processarão dos cadáveres…–respeito a maneira de pensar de quem os faça…esta é a minha…e acredito de muitos que não temem
    este “maravilhoso engenho da ciencia”…
    …- Goethe-Br

  4. Carlos U. Pozzobon disse:

    Mas então o propósito é proteger a corrupção em nome da privacidade? Serviço público tem direito à privacidade? Órgãos que contratam empresas devem ser tratados como a família no lar? E se a prestação de um serviço público exige ética, ela tem que ser dispensada quando se trata de um manobrista? Ou todos tem a obrigação de ser honestos, ou gostaria de saber onde está escrito que uns tem o direito a desonestidade e outros não.

    Vê-se logo que o assunto tem outras nuances: saber até que ponto as imagens mostradas não foram fraudadas. Se verdadeiras, em se tratando de serviço público, elas estão apenas contribuindo para a transparência das ações.

  5. Carlos Neves disse:

    A corrupção tem e deve ser denunciada. Concordo com a câmara escondida! Quem a quiser proibir, está defendendo a corrupção porque também è corrupto. Simples!

  6. GILSON CORREIA disse:

    Como pode flagrante de roubo aos cofres públicos ser ignorado pelos poderes. Isso existe no Brasil a mais de quarenta ou sessenta anos, mais agora que toda essa sujeira é colocada no ventilador, já passou da hora do judiciário e do legislativo escolher de que lado estão.Pois, quando o povo deixar de ser pacífico e escolher ser justo, corajoso e comprometido com o futuro da família, já sabe em que casa cobrar.
    Olhem os exemplos: Síria, Líbia,Iemen e outros que estão a caminho.
    “ACORDA BRASIL”.

    Chega de pão e circo, para os miseráveis e trabalhadores de um País rico e que só prende pobre. Pois, o pobre que não está preso no Brasil é servisal da burguesia.

    Gilson Correia. SSA-BA.

  7. Aureo Ramos de Souza disse:

    No meu entender este tipo de artificio usado pela Rede Globo tenho a certeza que é usado por todas as emissoras televisivas. Foi por colocar uma câmara escondida que se flagrou a empregada que batia na criança, outra que batia no idoso, outra que estourou o cachorrinho no chão e vai por aí. Está correta pois se não fosse a Rede Globo os ladrões do funcionalismo público iriam continuar ganhando milhões e como os diretores iriam descobrir pois no entender são pessoas de confiança que estão trabalhando para adquirir melhores preços, jamais um patrão iria desconfiar que sua empregada roubava seu dinheiro suado, que continue assim e todas emissoras usem destes artificios e que lá na Espanha este dito tribunal não aceite pois sabe que lá já fazem suas manobras com dinheiro público. Jamais se deixará de usar o dito cujo e a corrupção continuar, de parabens

  8. Luiz Mourão disse:

    Eis uma reflexão que proponho a quem tem Mente LIVRE e sagaz: temos um aumento da corrupção no Brasil, ou temos um aumento do CONHECIMENTO da corrupção no Brasil???
    Ou seja, será que a corrupção geral que se observa é coisa nova, ou é novo o CONHECIMENTO dessa corrupção, promovido pela mídia pouco confiável e conivente brasileira???
    Ou será que alguém se convence de que corrupção não havia nos Governos anteriores????
    Sim, havia e muito; o que NÃO havia era a divulgação dessa corrupção..
    Pergunto: a quem aproveita a divulgação agora, e a omissão antes???

  9. Júlio Cardoso disse:

    No Brasil, a desonestidade pública se transformou numa instituição. Se não for através de métodos investigativos sorrateiros, nada se descobre de falcatruas, e a população também nada ficaria sabendo do mundo subterrâneo dos poderes da República. É evidente que a mídia investigativa quer vender a notícia. Mas é ela que tem desmascarado o mundo sujo dos poderes e prestado um grande serviço à sociedade brasileira. Sem a investigação da mídia, a sociedade continuaria sendo iludida pelas falácias fáceis de nossas autoridades governamentais e políticas.
    Preocupa-nos, com certeza, a decisão do tribunal espanhol, como caminho a trilhar, no Brasil, pelas entidades ou pelos indivíduos corruptos de nossa República, que possam perceber uma alternativa de tentar dificultar o desmascaramento de ações delituosas por nossa imprensa.

  10. Abrolho disse:

    Quem não deve não teme. Portanto… Podemos deduzir que os temerosos vivem na contramão deste simples e verdadeiro ditado.

  11. Luiz Bouchardet Júnior disse:

    Êta ferro sô. Será que deu a louca neste pessoal? Se a suprema corte espanhola proíbe as câmaras escondidas dando argumentos fajutos, creio eu, que estão com medo de acontecer com eles. Quem deve não teme, se houvesse alguma honestidade neste bando de bandidos, não precisaria câmaras escondidas. O jornalista portuga me fala de jornalismo”fácil”, e daí”! Temos sim, de usar todos os meios de nosso alcance para deter este bando de salafrários que impera neste país, ninguém aguenta mais, temos é que aumentar a pena destes corruptos,no mínimo prisão perpétua, acabar com o “de menor”, este pessoal não acorda, estão pensando que estão na década de 40. Hoje menino de 12 anos está matando, e traficando droga. Menina de 12, 13 anos já estão grávidas, e sabem mais besteira do que os marmanjos de hoje.
    O “teste de honestidade” tem que existir sim, pois quem rouba uma agulha, rouba qualquer coisa. Se não é da pessoa não pegue, como a Cidinha Campos fala, “está no DNA do brasileiro”. Já viram reportagem na televisão mostrando manobristas tirando moedas e abrindo porta-luvas? São marginais.
    Estou desiludido deste país, não do país em si, não existe outro melhor no mundo, mas desiludido com os governantes, dos três poderes.
    VOTEM NULO – O PAÍS AGRADECE.

  12. eduardo de souza disse:

    Sinceramente não sei se o jornal também está com medo de uma camera escondida pois, quem tem rabo não se senta. Quem mexe no que não é seu, tanto 1 chiclete quanto uma percentagem em concorrencia, não é digno de confiança.

  13. jose roberto amorim disse:

    Deixem a camara da Globo para La e vamos para as camara de locais publicos.
    Camara dos locais publicos é para proteger o cidadão ou o bandido?
    A camara em locais publicos é para proteger o bandido uma vez que ele identifica vai preso e logo em seguida é solto pelas leis tolerantes.
    Mas se ocorre o contrario e a vitima reage e trucida o bandido tambem é identificado e preso e com leis intolerantes para com justiça com as propia mãos mofa para sempre na cadeia.

  14. Rudy Lang disse:

    Se é assim, os repórteres investigativos terão que pedir a um juiz licença para usar a “candid camera”. Mas o que acontecerá quando o investigado for um juiz ou um deputado ou um prefeito ou um governador ou um presidente?
    Pelo que tenho visto a Câmara e o Senado deverão copiar os espanhóis. Lamentável.

  15. renata rangel disse:

    quem não deve não teme…
    a surdina é a forma de descobrir o que não esta certo mas se faz.
    apoio também a gravação de voz entre pessoas que prestao serviço, pois eles gravam a minha conversa(no caso a light) e eu não posso ter acesso e muitomenos fazer uma gravação também.

    o direito de imagem e de voz deve ser absoluto quando pleiteado quando o outro direito é de não ser furtado?

  16. Gibran Shalom disse:

    O Jornalismo brasileiro tem prestado relevante serviço ao combate ao crime aqui no Brasil. O bandido, pos doutorado em falcatruas, veste um terno com fina gravata, na surdina, pode agendar os mais funestos encontros para roubar de forma descarada milhões e milhões do erário público, dos cidadãos honestos brasileiros. Agora, só falta a Corja Mor dizer que o uso de câmeras disfarçadas é crime hediondo (quando na verdade, hediondos são ELES també, em sua maioria). Mas, vivemos no país onde os “pratos da balança” estão permanentemente invertidos…onde o imaginário dos bandidos chegam a tal ponto de “filosofarem” sobre a “ética do mercado do mal”. Cadeia neles Policia Federal!

  17. Edvaldo Francisco resende disse:

    Já dizia o dito popular: “quem não deve, não teme. Esta é a verdade. Quando um poder toma decisão unilateral sem plebiscito popular termina em pizza. Muitas das multas de transitos são feitas com câmera escondida e policial camuflado com filmadora. E aí: como saber se realmente o delito é verdadeiro ou manipulado. Será que o aparelho está em bom estado, não existiu discordia anterior entre as partes. Como descobrir o tapinha nas costas que gera conivência e corrupção. Acredito que o chamado jornalismo oculto desde que seja de interesse público é mais do que necessário porque as falcatruas acontecem na escuridão, no silêncio, no submundo da imundície e quem assim admite tal proibição é porque comunga com os mesmos. hoje até em nossas residências estamos sendo filmados ocultamente, e aí, porque temer. Peço a senhora presidente que todos projetos conflituosos sejam levados a um plebiscíto popular porque sabemos que o nosso congresso e câmara´só pensam em defender seus próprios interesses e o grupo o qual lhe elegeu. Presidenta Dilma vete esse novo código ambiental que está em pauta do contrário estaremos perdidos como seres humanos não gananciosos. É isso aí.

  18. Joaquim vieira disse:

    nem um jornalista sério vai colocar sua câmera em qualquer lugar.o problema quando mexe com a elite o negocio é diferente, é violação, invadiram a privacidade. tenha dó senhores. o que que vocês estão arrancando do povo, além da privacidade a cidadania, de não ter salario nem aonde morar?

  19. Rubem Vieira Santos disse:

    Não basta investigação e condenação…tem que haver punição! Sei que não vai dar em nada, infelizmente. Logo vai acontecer outros fatos e esse vai cair no esquecimento da imprensa e da população e nada acontecerá a ninguém.

  20. Marcos Rangel disse:

    Temos que tomar cuidado e procurar ir mais fundo na reportagem, não se apegar ao fato da filmagem, mas sim ao foco que foi dado a reportagem e o que os telespectadores estão discutindo. Todos estão questionando as empresas, sim estão erradas, vamos acabar com os contratos existentes, mas, os gestores públicos, cade a punição deles?

  21. josemuriloferreira da silva disse:

    EU APOSTO COM QUALQUER HUM, QUE DAQUI A SEIS MESES, APARECERA UMA LEI , PROIBINDO O USO DA CAAMARA OCULTA. ORA, EU PENSAVA QUE NA ESPANHA NAO TINHA CORRUPTO, QUE ERA PRIVATIVO DO BRASIL

  22. Luiz Franco disse:

    Tem é que aperfeiçoar os meios democráticos, que são a polícia, o ministério público e os tribunais. Câmera escondida também é malandragem que se presta para chantagens, extorsão e subornos. É errado.

  23. Geraldo euclides disse:

    Esta Tv. Globo é a matriz da imprensa marron só ela se acha a dona da verdade e da moralidade; este circo que ela armou não vai dar em nada primeiro que o reporter fofoqueiro foi fazer esta pantomina à mando de quem? e juridicamente não constituíse de prova porque entre outras patuscada ele não é funcionário do hospital e é apenas um interessado em valer-se de “reporter investigativo sensionalista” os denunciados estão despreocupados pois tem bons defensores para tanto.

  24. LUISSANTOS disse:

    Olha, se nesta investigação se eles os gospistas do estado soubessem que estavam sendo filmados e suas conversas gravadas bem como suas atividades isso nunca teria ido ao ar e mesmos agora com está matéria no ar e divulgado em todo país ; se eles tiverem algum jeito de eliminar este reporter ou quem os denuciou pode ter certeza que eles não vão se intimidar são pessoas que não tem nenhum escrupulo, pessoas de alto escalão que não precizam de se envolverem em falcatruas. Eu, acho uma temeridade para com toda a nação e aos cofres públicos e acho que se tem que fazer uma verdadeira devassa em todos os orgãos da federação em todos os serviços contrados por estas emprenteiras e por outras pelo o país afora pois eu acho que é capaz de ficar de fora muito poucas empreiteiras …..

  25. leonardo disse:

    Impossível mesmo lutar contra corrupção neste país.
    Na Alemanha o presidente foi colocado para fora recentemente apenas por supostamente ter sido favorecido com juros mais baixo em um empréstimo.
    No Japão o sujeito comete haraquiri em situação que tenha denegrido sua honra perante a família ou a sociedade.
    Na China é fuzilado.
    Aqui o corrupto quer privacidade para roubar e o pior que tem quem apoia isto.
    É de desanimar!!!!!

  26. Rosimeire Martins disse:

    Vamos Pensar:
    A maioria dos atos investigativos por policiais, profissionais capacitados, onde é dado o direito de furtar,roubar e participar de atos ilegais em nome da justiça, em prol de investigação,infiltração em áreas de risco para buscar provas que atestem o fato investigado,policiais se passando por outra pessoa para participar do mundo dos que praticam tráfico dentre outros delitos.Acho que me fiz entender..portanto, são amparados por uma equipe de apoio, por uma ordem judicial assinada por pessoa da ordem jurídica, poderíamos imaginar: – Bem o que há de mal em jornalistas praticarem o mesmo?Estariam ajudando, ou atrapalhando? E se uma investigação já estiver correndo pelos fatos que serão escancarados..poderia atrapalhar as investigações?São tantos poréns que o que eu acho que deveria ser feito é uma regulamentação com relação a divulgação das reportagens como estas, criar parâmetros onde um trabalho não influencie em outro. É uma situação delicada, pq acredito que uma das funções dos jornalistas é de interesse público e deve ser levado em consideração, e onde não tem ação do governo eles praticam o ato para que a ação ocorra, que foi justamente o que aconteceu.E vamos lá ver em que Pizza isto vai dar não é mesmo???

  27. jorge luiz ponce cardillo disse:

    O assunto está desfocado. A questão é que não deveria haver necessidade da imprensa fazer uma investigação deste porte, deveria haver uma rotina sistemática, apartidária, do governo para acabar (ou miniminar) a corrupção.

  28. Renato Landim disse:

    Uma linha tênue. A tecnologia trouxe à luz as condições que permitem que tais acontecimentos sejam expostos à opinião pública. O interesse público tem de vir em primeiro lugar. A câmera oculta nao teria a menor eficiência se quem trabalha honestamente honra sua causa. Lembremos que a corrupção sempre existiu, existe e vai continuar existindo. Sem ou com câmwera escondida.

  29. Pb.Luiz disse:

    eu no lugar de alguns politicos e empresario seria a favor da proibição,pois iria fazer meus esquemas sem medo.
    Tenho vergonha de morar num pais, que a verdade deve ser julgada se pode ou não pode serem reveladas .
    Esta é a democracia de Satan Rusen e fantaziada no pais do futebol

  30. Endrius Lopes disse:

    A Espanha deve ter muito a temer pelo visto .
    A câmera escondida é uma boa forma de descobrir vários crimes , principalmente de natureza politica , se ela desvenda crimes , por que proibi-las ? Não faz sentido , espero que essa decisão espanhola não influencia a politica brasileira a tomar o mesmo rumo.

  31. JORGE LUIS disse:

    Sinceramente a midia faz muito bem em divulgar essa safadeza e mal caratismo que existe nessas licitações so faz pena em saber que so os pequenos é que vão pagar e os que são os cabeças realmente ficam impunes pois são pessoas ligadas diretamente com politicos coruptos que estão por tras dessa roubalheira toda nos cofres do pais e nos impostos que pagamos.

  32. almeida disse:

    Estamos corretissimos em denunciar os corruptos que vem delapidando o dinheiro publico ha mais de trinta anos,enclusive na època da famigerada era do ouro do Golpe militar 1964Um pais soh podem avançar com pessoas honestas,que sirva de modelo para as novas geraçoes,O Brasil esse gigante continente deve servir de modelos para todos paises.Ja foi descoberta as Fraudes das Urnas eletronicas,e assim vamos avançando Viva os homens de bens.

  33. olbe disse:

    Imaginem sem a câmera escondida? Se eles são filmados numa coisa que todo mundo sabe que existe, mas não pode provar. Se não fosse a câmara escondida este corruptos nunca poderiam ser desmascarados. Mesmo sendo filmados, sem sobra de duvida, eles tem a cara de pau de afirmar, com a cara mais limpa, que não tinham nada com isto…

  34. Robson Mothé disse:

    O uso desta ferramenta, câmera escondida, é de extrema importância para a sociedade para mostrar, sem máscaras, o que realmente ocorre nas tais concorrências públicas e de fato se as redes de comunicações fizessem o seu papel, de denunciar, toda e qualquer irregularidade nós teríamos uma fiscalização maior do emprego do nosso dinheiro.
    Viva a câmera escondida.

  35. Aloisio disse:

    Estas ditas “Altas Cortes”(deve ser marcial) tem medo porque talvez devam algo à sociedade.Temem ser desmascarados

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *