Início » Cultura » Esportes » Ilha Olímpica: a solução para os tormentos das Olimpíadas?
sede fixa

Ilha Olímpica: a solução para os tormentos das Olimpíadas?

Professor acredita que uma ilha especialmente construída para ser a sede fixa de todos os Jogos Olímpicos acabaria com os problemas trazidos pelas Olimpíadas

Ilha Olímpica: a solução para os tormentos das Olimpíadas?
Verbas mal utilizadas, remoções de residências e custos superfaturados fazem “parte do pacote” quando se mora em uma cidade sede (Reprodução/The Atlantic)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

No próximo sábado os membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) vão mudar para sempre o destino de uma cidade. Será o grande dia da escolha da cidade que sediará as Olimpíadas de 2020. As três candidatas finalistas são Istambul, Tókio e Madri.

O investimento em infraestrutura é tido como o principal legado deixado pelas Olimpíadas. Contudo, esse argumento não convence mais os cidadãos locais. Eles têm plena consciência que verbas mal utilizadas, remoções de residências e custos superfaturados fazem “parte do pacote” quando se mora em uma cidade sede. Montreal levou 30 anos para quitar os custos gastos com as Olimpíadas de 1976 e o Rio de Janeiro já enfrenta protestos contra os Jogos de 2016.

John Rennie Short, professor de Políticas Públicas da Universidade de Maryland, acredita ter a solução para esse problema: uma ilha que serviria como sede fixa para todos os jogos olímpicos. John argumenta que a ilha seria mais fácil e barato de que passar quatro anos investindo bilhões de dólares em uma nova cidade olímpica.

O professor argumenta que a ilha diminuiria os danos sociais e ambientais gerados pelas olimpíadas. “Os pobres são os que mais sofrem com as olimpíadas, porque, na maioria das vezes, são desalojados. Quase meio milhão de pessoas foram retiradas de suas casa durante as Olimpíadas de Beijing. Por que continuar fazendo isso quando podemos encontrar um local que não necessite desalojar ninguém? ”, diz o professor.

John acredita que a princípio forte potências econômicas seriam contra a ideia da Ilha Olímpica, mas com o tempo os benefícios da Ilha resolveriam os problemas. “Para ser sincero, eu não vejo nenhuma desvantagem. Parece uma ideia muito óbvia”, diz John.

Fontes:
The Atlantic-Why Can't We Just Host the Olympics in the Same Place Every Year?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Élio J. B. Camargo disse:

    Acho que o meio termo do atual para esta proposta seria não fazer os jogos numa mesma cidade de um país, mas fazer os jogos em várias cidades de um mesmo país, como a copa do futebol. As pessoas gostam de ver o seu esporte favorito, logo distribuindo os jogos por modalidade, teria-se possibilidade de aproveitar a maioria das instalações existentes em cada esporte. Senão, as instalações seriam distribuídas por muitas cidades e melhor aproveitadas. O mesmo se aplica aos alojamentos e de hospedagens turísticas. Hoje totalmente concentradas numa só cidade, quando não em apenas uma parte, como a zona sul carioca. A desconcentração traria vantagens, sem as desvantagens atuais da concentração.

  2. helo disse:

    Serve Dubai?

  3. Evandro Correia disse:

    À primeira vista a ideia parece boa, mas pensando que toda a estrutura de hotéis e transportes entres estes e os vários estádios vai ficar ociósa durante quatro anos, e tendo de ter uma equipe de manutenção permanente, e coisa deixa de parecer tão boa.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *