Início » Opinião » Leitor » Vote agora no melhor comentário! Participe!
Sexta-feira Premiada -- 19 de dezembro

Vote agora no melhor comentário! Participe!

O Opinião e Notícia chegou aos três finalistas desta Sexta-feira Premiada. Agora, você escolhe o grande vencedor. — O público escolheu o leitor Renato Benetti.

Para participar, basta fazer parte de nossa comunidade "EU LEIO O OPINIÃO E NOTÍCIA", do site de relacionamentos Orkut, onde será realizada a eleição. Não esqueça: os votos só poderão ser efetuados até 11 horas da manhã da próxima segunda-feira, de acordo com o regulamento.

Confira a matéria:

Cultura limitada

Confira, portanto, os três melhores candidatos e vote em nossa comunidade.

Renato Benetti, 19/12/2008 – 09:02:43

Mais uma Lei maravilhosa! Bom, vamos falar a verdade, existe uma Lei no Código Penal que diz que falsificar documento é falsidade ideológica, e é crime, cabe as autoridades fiscalizar, mas como sempre criam Leis mais Leis para justificar incompetência.
Eu acho legal, imagine só… O estudante sai de casa com o valor de meia entrada para ir ao cinema, teatro ou a algum projeto cultural ligado a sua área de pesquisa e de vez de pagar meia não entra por estar esgotada a cota para estudantes, isto iria ser maravilhosos, então tem o direito a meia desde que tenha cota, e ainda depende da verdade de quem vende o ingresso.
Quanto a alegação de que o valor pago pelos estudantes dê prejuízo, isto eu duvido. Há algum tempo atrás existiam campanhas para atrair pessoas ao teatro entre outros, com a finalidade de público, e ainda descontos a para determinados grupos.
Acho que entre os incentivos para a cultura o ingresso do estudante pagando meia entrada é o melhor, mas quem faz as Leis nem sempre se preocupa com a educação e cultura estas ligadas diretamente. Quero fazer uma pergunta. Será que esta lei não dará Prejuízo? Questiono desta forma porque rotineiramente vou ao cinema e vejo muitos lugares vagos e não acredito que baixando o preço a situação vai melhorar, que tal baixar os preços e cobrar meia para ver se lota as sessões dando o cobiçado lucro.
Acredito que se houver esta Lei alguns alunos que poderiam não vão se quer conhecer teatro ou participar de eventos interessantes, neste caso a cultura corre risco sim!
Já que me deram o espaço vou além, que tal Vossa Excelência, Senador Eduardo de Azevedo criar um dia no ano para que todos os espaços culturais sejam gratuitos, assim todos teriam direito a cultura e quem sabe o resto do ano este publico gastaria um pouco de suas economias em cultura incentivado por este dia é lógico, de repente poderiam ter o lucro que almejam. Não precisa ficar preocupado, nesta dia a elite que não dá lucro não iria sair de casa com certeza.

Renato Benetti _ Mogi das Cruzes – SP

Elisio, 19/12/2008 – 09:53:37

A intenção é de incentivo a cultura.
No Brasil os ingressos são caros demais para a população.
É duvidoso o efeito dessa lei de fazer com que mais pessoas freqüentem eventos culturais no país.
É duvidoso também o fator de que esse procedimento faça diminuir o valor dos ingressos, acho pelo contrário, os ingressos irão aumentar para compensar as perdas causadas pelas meia-entradas.
Um dia de acesso livre? É uma furada. O que vai acontecer são estabelecimentos fechados nesse dia para não haver prejuízos a casa de cultura. Não dá certo.
Sempre que tentam fazer as coisas funcionarem através de uma lei nesse país, existem pessoas que buscam burlar. Já vimos esse filme várias vezes.
A sugestão é incentivar a livre concorrência, fazendo as casas de espetaculo serem mais concorrentes, divulgando com promoções, sorteios, brindes, dando vantagens a grupos de pessoas em épocas do anos.
Como por exemplo: Nos dias da criança, a casa de espetáculo oferece promoção, meia-entrada, brinde de brinquedo, desconto em alguma coisa, etc.
A livre concorrência sempre dá certo. Dá certo em países desenvolvidos, porque não daria aqui?
Chega de leis paternalistas, que tentam criar restrições só para espertinhos burlarem e não mudar nada.
Um programa sério de divulgação de espetáculos com promoções dá certo e já deu certo em muitos espetáculos nesse país, porque não usá-lo em todas as cidades?
Sugestões para isso são limitadas pela criatividade do pessoal do estabelecimento.
Parece que falta visão empresarial por parte das casas culturais. Precisam buscar apoio do Sebrae! hehehe
Duvido que um espetáculo interessante, que ofereça promoções, descontos, brindes e meia-entrada em dias e épocas do ano, não daria certo.

heloisa, 19/12/2008 – 10:41:17

Nossa imensa desigualdade social só terá saída pela educação. As pessoas adoram teatro, museus, parques, eventos, esporte, circos etc. Meia entrada é incluir tantos que não podem pagar o ingresso, ou que consideram cultura como um luxo no seu orçamento apertado. A escola também deveria fazer parte da área do entretenimento, se conseguíssemos ensinar com qualidade, despertando curiosidade, envolvimento e prazer. Infelizmente estamos longe de encantar os nossos estudantes. Comparo esta meia entrada à isenção no transporte público para o idoso: isolado e triste em casa, ganhou a chance de ser mais livre, produtivo, saudável e feliz. Porém cumprir algumas das nossas boas leis, exige fiscalização que garanta viabilidade econômica para produtores e consumidores. Se todos mergulharmos na cultura seremos mais felizes e menos desiguais no futuro.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *