Início » Opinião » Biografias » Louis Armstrong
Biografia

Louis Armstrong

No dia 4 de agosto de 1901, nasce Louis Armstrong, grande figura da música norte-americana

Louis Armstrong
Os outros músicos ficavam impressionados com o completo domínio da música de Armstrong (Foto: Wikimedia)

Sachtmo, como também era conhecido, nasceu em Nova Orleans em 4 de agosto de 1901. Louis Daniel Armstrong passou a infância em grande pobreza. Seu pai abandonou a família asssim que Louis nasceu. Dividindo seu tempo entre a rua e o trabalho para ajudar a família, tornou-se uma criança extremamente esperta e adaptada à vida difícil.

Na noite do ano novo de 1912, por brincadeira, atirou para o alto com um revólver, e foi enviado a um reformatório, onde passaria um ano e meio. Curiosamente, foi essa temporada no reformatório que o fez ter um contato intensivo com a música, tocando bugle e corneta na banda da instituição.

Por volta de 1917, Joe “King” Oliver, percebendo o talento do jovem Louis, tomou Armstrong sob sua proteção, e quando foi para Chicago em 1918, recomendou Armstrong para substituí-lo na banda de Kid Ory. Louis tocou com a banda de Fate Marable de 1919 a 1921, e em 1922 foi para Chicago para se juntar novamente a Oliver. Em 1924 casou-se com Lillian Hardin, a pianista do conjunto de Oliver (a segunda de suas quatro esposas). Por incentivo de Lil, Louis deixou Oliver e entrou para a orquestra de Fletcher Henderson em Nova York, com quem ficaria pouco mais de um ano.

A partir de 1925 começou a tocar como solista no lugar da improvisação simultânea de vários instrumentos. Os outros músicos ficavam impressionados com seu completo domínio da música. Ele tinha um som de alta qualidade. Foi o primeiro a improvisar nos tons mais baixos do instrumento. Foi o mais criativo dos improvisadores, reinventando as melodias das canções que tocava.

Numa segunda fase começou a cantar, num estilo semelhante ao de seu trompete, criando o “scat singing” e influenciando todos os cantores brancos que viriam depois dele, de Bing Crosby e Frank Sinatra a Tony Bennett.

É visto até hoje como o maior solista de jazz da história e o músico popular mais influente do século 20. Graças a ele, o jazz passou dos bordéis para as casas noturnas da classe média. Morreu em Nova York em 6 de julho de 1971.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *