Início » Cultura » ‘O Filho Eterno’
CINEMA

‘O Filho Eterno’

Confira a crítica do filme de Paulo Machline, baseado no livro homônimo de Cristóvão Tezza

‘O Filho Eterno’
Marcus Veras e Pedros Vinícius em 'O Filho Eterno' (Foto: Divulgação)

Incômodo. Talvez esta seja a melhor palavra para descrever “O Filho Eterno”, de Paulo Machline, baseado no livro homônimo de Cristóvão Tezza. A obra autobiográfica é um desabafo de um pai sobre sua relação com seu filho com síndrome de down.

O filme acerta ao usar a paixão nacional pelo futebol como um marcador de tempo e evolução do sentimento do pai Roberto (Marcos Veras) pelo filho Fabrício (Pedro Vinícius). Entre as derrotas e a vitória do Brasil nos campeonatos, Roberto reflete sobre como será sua vida com Fabrício.

No começo, a  esperança de Roberto é reverter o quadro do filho, achando que Fabrício possa ser uma exceção, depois ele passa a tentar “consertar” o menino por não conseguir aceitar quem ele é. A dificuldade neste relacionamento acaba por pesar em seu próprio casamento, porque ele não consegue entender como sua esposa Cláudia (Débora Falabella) consegue ser sempre tão paciente com as dificuldades do filho e como ela consegue amá-lo. O incômodo aumenta no decorrer da trama seja pelos olhares de pessoas de fora da história, seja pelos pensamentos por vezes sombrios do pai.

A presença do ator mirim Pedro Vinícius é essencial no filme. Com seu jeito e reações completamente doces e ingênuas, ele é o trunfo do filme.

“O Filho Eterno” não é um filme fácil de ver, é agoniante, principalmente, por se tratar de uma história real de um pai que se permitiu dar a cara a tapa sobre sua relação com a síndrome de down. Não se trata de uma história de superação, mas de alguém que teve que viver muito para entender aquela velha história de que é normal ser diferente.

O filme entra em cartaz no dia 1° de dezembro.

Ficha Técnica:

O FILHO ETERNO

Diretor: Paulo Machline

Produtor: Rodrigo Teixeira  – RT Features / Camisa Treze
Co-produção: Globo Filmes

Roteiro: Leonardo Levis

Colaboração de roteiro: Murilo Hauser

Baseado no livro de: Cristovão Tezza
Elenco: Marcos Veras (Roberto),  Débora Falabella (Cláudia), Pedro Vinícius (Fabrício), Uyara Torrente (Marina) e Zeca Cenovicz (Dr. Lachmann). Participação Especial de Augusto Madeira (Dr. Lachmann)

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *