Início » Cultura » O shopping de Dubai
Turismo

O shopping de Dubai

Dubai Mall é um espaço público, como se fosse parte da rua, com praças, áreas comuns, pátios externos e arranjos dignos de um palácio

O shopping de Dubai
Imenso, megalomaníaco e ilusório, assim como a Dubai contemporânea

Em um dos lugares mais visitados de Dubai – principalmente entre os que não são arranha-céus – dá pra perceber muita coisa. Difícil ver um marco turístico tão apreciado por locais quanto o Dubai Mall. As lojas de roupas tradicionais árabes se esbaldam, apesar dos modelos tão parecidos. Compras, aqui, são levadas muito a sério.

O shopping é um espaço público, como se fosse parte da rua. Tem praças, áreas comuns, páteos externos e arranjos dignos de um palácio. Até aí nada de revolucionário na ideia – a preocupação mais atual dos malls não é mais oferecer um refúgio, mas integrá-los ao seu entorno. Só que isso faz muito mais sentido quando se fala de um lugar que tem, mais de metade do ano, temperaturas acima de 40 ou até 50 graus. O espaço é, ao mesmo tempo, uma ilha de sombra e água fresca, e parte do urbanismo do complexo que compreende o shopping, e os hotéis, restaurantes, bares e clubes que ficam em volta.

O shopping tem um aquário gigante, réplicas de souks – mercados tradicionais árabes – e rinque de patinação. No lado de fora, o Burj Khalifa paira, pra quem quiser observar de baixo pra cima e de cima pra baixo – a primeira opção é gratuita; a segunda, custa 100 Dirhams comprada com antecedência e 400 Dirhams pra visitar na hora. Procure pelas placas do At The Top na sinalização do shopping.

Imenso, megalomaníaco e ilusório, assim como a Dubai contemporânea, o Dubai Mall é conceitual e vanguardista como talvez nenhum outro shopping no mundo.

*Artigo publicado originalmente no Esvaziando a mochila, parceiro do Opinião e Notícia.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *