Início » Opinião » Serra dá sinais de interesse em São Paulo
Coluna Esplanada

Serra dá sinais de interesse em São Paulo

Nas palavras de um cacique paulista, 'ele diz que não é candidato, mas age como um'. Por Leandro Mazzini

Serra dá sinais de interesse em São Paulo
Leandro Mazzini é jornalista e escritor

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Siga o colunista no Twitter @leandromazzini

Enquanto o PSDB é pressionado por militantes a decidir quem disputa a Prefeitura de São Paulo, o maior nome tucano, José Serra, confunde o partido. Nas palavras de um cacique paulista, “ele diz que não é candidato, mas age como um”. Serra tem pedido os resultados das pesquisas, acompanha de longe decisões internas, liga para aliados regionais e está a par das articulações. Ficou animado com recente sondagem, na qual caiu sua rejeição e ele cresce. Quem o conhece, crava: o tucano segura o partido até abril, quando decide se é candidato.

Eu, hein!?

Guilherme Afif Domingos lançou sua candidatura pelo PSD, mas se enrolou. Pregou aliança com o PSDB, mas ontem criticou, no Twitter, os “altos impostos” sem retorno.

Cautela

Para o líder do PSD na Câmara, deputado Guilherme Campos, a candidatura de Afif não representa um entendimento automático com o PSDB. Depende de “desenho regional”.

Quatro metas

A ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, esboçou sua meta do ano na interface com o Congresso: Código Florestal, Royalties, Lei Geral da Copa e mudanças na Previdência dos servidores federais. O ministro da Previdência, Garibaldi Alves, retoma o trabalho com a missão de cuidar da minirreforma, para evitar rombo.

Fórum do Garnero

CEO do fundo Brasilinvest, o empresário Mario Garnero foi a estrela brasileira no Fórum de Davos. Aos europeus, disse ver “com otimismo” o poder emergente do Brasil, e elogiou as ações cautelosas do governo Dilma.

Bem na fita

Garnero, que promove a Reunião de Salzburg desde 1975 para aproximar empresários brasileiros e europeus, foi apontado como pioneiro do biodiesel no Brasil e um dos inspiradores de Klaus Schwab, o criador do Fórum de Davos.

Agnelli, o retorno

Ex-Vale, Roger Agnelli fechou contrato para sua primeira palestra internacional. Será dia 10 de março, na XV Pan-Americana de Cambridge (MA, EUA).

‘Dilmou’

Não vai bem em Santa Catarina a relação entre o PSD, do governador Raimundo Colombo, com os tucanos. A Assembleia Legislativa começa ano em clima tenso.

Cálculo tucano

O deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA) duvida que o governo federal construa 6 mil creches até o fim do mandato de Dilma Rousseff. Teriam de ser 178 unidades por mês, e os contratos das prefeituras com obras estão longe disso.

Retirada

O senador Francisco Dornelles (PP-RJ) até ontem não aceitara ser ministro das Cidades por causa de sua idade. Não quer mais confusão a essa altura. Se topasse, subiria ao Senado o primeiro suplente Péricles de Paula, ex-prefeito de Itaperuna.

Cálculo do poder

Nas últimas semanas, por telefone ou pessoalmente, a presidente Dilma e o senador Dornelles conversaram mais que o tempo de um discurso do ex-senador Mão Santa.

Triste

Na semana de uma grande tragédia no Rio, nenhuma das três grandes revistas deu capa na edição nacional para o assunto. Lamentável. BBB e Michel Teló rendem mais.

No sapatinho

Passageiros revoltados no voo que chegou de Miami no Aeroporto de Brasília dia 28 à noite. Vários foram parados pelos agentes da PF, mas o nobre senador Gim Argello (PTB) do DF, com a família abarrotada de malas, passou “despercebido” na alfândega.

Lembrete

Do juiz Marlon Reis, um dos idealizadores da Lei Ficha Limpa, que agora luta pela sobrevivência dela: “Eu desafio qualquer outro movimento a demonstrar que fez um trabalho de base tão profundo quanto o nosso”.

Ponto Final

Projeções da empresa Frost & Sullivan apontam que, até 2020, existirão 30 megacidades no mundo.

Com Gilmar Correa e Hosa Freitas

www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Antonio Ribeiro Guimarães disse:

    Eu votei a primeira vez, em 1948,no gal.Eurico
    Gaspar Dutra. Perdi meu voto porque, eu não sabia
    que ele era de esquerda e nunca mais votei porque
    descobri, que o voto so tem valor para os eleitos,
    para os eleitores, não.No Estado Democrático de
    Direito, é necessário duas correntes partidária
    ideológicas nítidas, de esquerda e de direita, para que os eleitores tenha o direito de opção de esco
    lher qual lado lhe interessa.No sistema coalisão
    votante,o legislativo fica comunisado. É margi
    nalisado para o Estado Democrático de Direito.

  2. João Carlos disse:

    Mesmo com as fartas provas de corrupção disponíveis no livro A Privataria Tucana, mesmo com toda a proteção que lhe é garantida pela Rede Globo, Grupo Folha, Estadão e etc, será que ainda assim o Serra consegue se eleger?

    Bem, pra quem elegeu Maluf “Rouba, mas faz” durante décadas, Clodovil e agora elege Tiririca, tudo é possível, até mesmo pro Serra.

  3. Henrique Meyer de Azevedo disse:

    Um bom nome para ministro das cidades é o jornalista e reporter da GLOBO “André Trigueiro”.
    Conhecedor profundo dos assuntos das cidades.

  4. Marcia Guimarães disse:

    Jose Serra tem que ser Presidente da República e não se fala mais nisso ! #PSDB por um #BRASIL #DECENTE

  5. Ivone disse:

    É triste, para não dizer catástrófica, a possibilidade desse indivíduo que atende pela alcunha de José Serra se candidatar novamente a prefeito de São Paulo.
    Também é triste observar como há pessoas que vivem no estado de São Paulo e consideram que as quase duas décadas de governo tucano foram boas para o estado. Ô povinho retrógrado: Acorde antes que São Paulo perca o pé e vire um Maranhão!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *