Início » Opinião » Tendências e Debates » Igreja católica: suas controvérsias e suas razões
Realidade

Igreja católica: suas controvérsias e suas razões

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Não deve ser fácil para uma brasileira de apenas nove anos, 36 quilos e pouco mais de 1,30m de altura entender os ataques sexuais e estupros do padrasto que a levaram a uma gravidez precoce. Mais difícil ainda para alguém tão indefeso terá sido o fato de ter se tornado o centro de uma polêmica nacional – com repercussão em todo o mundo – envolvendo médicos, religiosos, juristas e a imprensa. Submetida a uma curetagem, esta criança insiste em não sair do centro de uma discussão que envolve princípios religiosos, preconceito e intolerância. O padrasto que a subjugou está preso. Por sua vez, os médicos que a submeteram ao aborto de gêmeos foram excomungados pelo arcebispo de Olinda – Dom José – pena criticada até mesmo pelo Vaticano.

Já a recente visita de Bento XVI à África pode ser um indício de que a Igreja Católica Apostólica Romana não teme polêmicas como a de cima – ou como as que ainda virão mais aí embaixo. O papa visitou o continente devastado pela Aids, sustentando, ainda em Camarões – o destino final era Angola – o combate aos preservativos, a “camisinha” – como dizemos na intimidade da intimidade. Exaltar isso no continente onde a doença já matou 25 milhões de pessoas e contamina outras 27 milhões seria o mesmo que falar em corda na casa de enforcado. Só faltava Joseph Ratzinger criticar os adeptos da bruxaria naquele país que é prolífero em tradições animistas. Era mesmo só o que faltava. Agora não falta mais.

Em contrapartida, o pontífice denunciou flagelos que tornam a vida na África um grande sofrimento, como a fome, a extrema miséria, as doenças e o tráfico de humanos. O religioso alemão insistiu também nas expressões “justiça” e “paz” – numa crítica às ditaduras e às guerras que devastam o que resta de dignidade ao continente.

Até a carola imprensa italiana acredita que o Vaticano se desloca para a direita quando fraqueja com as diferentes atitudes que tomou em relação ao bispo inglês Richard Williamson – aquele que nega o holocausto e considera “inflado” o número de judeus mortos na segunda guerra mundial. A incontinenti excomunhão de Williamson foi seguida por uma rapidíssima quanto inexplicável revogação da pena. O papa reconhece que houve uma crise de gestão neste episódio.

Tanta roupa suja pra lavar em casa acaba provocando uma briga interna. Arcebispo de Salzburg, Dom Alois Kothgasser acha que o Vaticano quer “reduzir a Igreja a uma seita, na qual somente ficará um grupinho de membros fiéis à linha oficial”. A reação dele se deve – e é favorável – à indignação de milhões de católicos diante da nomeação do bispo conversador Gerhard Maria Wagner para o cargo de bispo-auxiliar da cidade austríaca de Linz. Wagner, para quem não sabe, é homófobo de carteirinha e prega que a tsunami que atingiu a Tailândia foi um castigo divino, assim como o furacão Katrina – que teria devastado, também, os pecados de New Orleans. Nem o adolescente Harry Potter escapou do controvertido religioso que o acusou de “satânico”. Discussões de grande relevância que uma partida de quadribol não poderia resolver.

Impossível trazer estas discussões sem ouvir a posição da igreja. Membro da Comissão de Bioética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e médico formado pela Faculdade de Medicina da USP, Dom Antonio Augusto é bispo auxiliar do Rio de Janeiro. Para ele, no episódio da menina, houve uma manipulação estrategicamente orquestrada em favor do aborto. “A menina não corria risco de morte. Conversei com o diretor do Hospital da Infância em Alagoinhas. As vidas – a desta criança e as dos gêmeos que ela iria gerar – têm o mesmo valor. O que houve foi uma distorção da verdade”, afirma. Já as declarações do papa sobre os preservativos receberam o seguinte comentário de Dom Antonio: “O pontífice se baseia em dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a eficácia – entre 80% e 90% – dos preservativos em evitar a doença. Quer dizer, existe o risco de contágio entre 10% e 20%. Você viajaria num avião que tem entre 10% e 20% de chances de sofrer um acidente?”, ele pergunta.

Sobre a excomunhão de Williamson, o bispo auxiliar do Rio ressalta: ”É um ato aplicado pelo próprio infrator. É o que acontece, por exemplo, com quem passa com seu carro por um pardal em velocidade não permitida. A pena é automática. Foi o próprio Williamson quem promoveu sua excomunhão ao desobedecer e confrontar valores da igreja”, compara. Dom Antonio encerra a pauta de assuntos comentando que Gerhard Maria Wagner manifesta posições diferentes das da igreja sobre os homossexuais. “É uma declaração infeliz e imprudente. As pessoas não devem ser discriminadas por suas preferências. Sobre o homossexualismo, a igreja tem a clara visão levando em conta pontos de vista como a natureza e o casamento heterossexual para a preservação da vida”.

Caro leitor,

É realmente possível a sociedade atual seguir os conceitos católicos da mesma forma que há 2 mil anos?

Sobre os papas: Joseph Ratzinger é mais conservador que Karol Wojtila?

A igreja está se afastando de seu rebanho?

Veja também o artigo de Luiz Leitão, hoje, no Opinião e Notícia.

*Para esta Sexta-feira Premiada, a parceria entre a Editora Ediouro e o Opinião e Notícia oferece os seguintes livros:

As grandes questões sobre a fé“, de Jonathan Hill.
As 100 Maiores Descobertas Científicas de Todos os Tempos“, de Kendall Haven.
O Zoológico de Varsóvia“, de Diane Ackerman.

Leia outras matérias de Claudio Carneiro:

Keirrison e Maicosuel no mesmo time: o dos nomes criativos – 12/03/2009

A sopa de letrinhas que dita a vida econômica do país – 09/02/2009

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

24 Opiniões

  1. Viviane Campezate Diniz disse:

    A fé das pessoas não mudo utanto, mas as opiniões sobre a própria religião sim, muitas pessoas estão na igreja católica, praticam sua fé e seu amor, mas não concordam com o que hoje a igreja tenta impor.

    Poucos são aquelas e aqueles fiéis que transma após o casamento, que não usam os anticontraceptivos optando pela castidade e são poucos os que são contra a legalização do aborto.

    Os católicos caminharam de acordo com o seu mundo, com o seu tempo, a igreja católica ficou parada no tempo.

    Mas em uma coisa ela evoluiu: na crueldade e no endurecimento de suas posições achando-se hierárquicas.

    Por isso, é claro e evidente que com o atual papa Ratzinger a igreja chegou ao patamar que queria, de tentar ser a mestra que dará as ordens no mundo, só que eu acho que os católicos querem mais que isso, eles querem viver a fé mas nã oser escravos dela.

    Onde já se viu fazer uma criança ser escrava de um destino tão cruel pq as crianças que ela carregava na barriga são inocentes? E a inocência dela, quem vai recuperar?E pq o estrupador não foi excomungado? Ele estrupou em nome de Deus pra tirar a inocência de um anjo e gerar outros dois?
    Ninguém parou pra pensar que tanto a criança que gerava qto as que seriam geradas teriam um carma muito pesado para carregar?

    Eu queria ser excomungada!!!

    Eu acredito sim, que a cada dia que passa, mesmo que seja a passos lentos a igreja vai perder seu rebanho.

    Eu acho que a fé não, mas a igreja sim, pq ela está cada dia mais desumana, prefere muitas pessoas doentes, infectadas com um vírus maldito, do que sãs e salvas com o uso do preservativo, justamente na África, onde sabemos que moram lá os desprovidos de amor, de solidariedade e vítimas de racismo e da escravidão que de fato não acabou, pq se uma pessoa é obrigada a morrer ou viver com uma doença por causa da ignorância humana em nome de DEUS, ela só pode estar como na escravidão ou na prisão.

    E eu digo com clareza e verdade, eu sou uma católica que não perdeu a fé em Deus e nas pessoas, mas o meus pés na Igreja eu só ponho em casamento de pessoas queridas.

    Eu não acredito mais na igreja qdo diz amai o próximo como a ti mesmo, pq essas atitudes mostram o contrário, Deus é superior a isso, a Igreja é feita de homens!!!

    Abraços

    Viviane

  2. manoel nascimento ramos disse:

    Torna-se muito difícil dirigir a Igreja nos atuais tempos. A Ciência célere caminha e os conceitos evoluem morosamente!Os choques serão inevitáveis: "Terra centro do Universo, Teoria Evolucionista,Darwim.Teologia da Libertação onde Leonardo Boff, frade franciscano propos a reconciliação da fé católica com a justiça.Tantos outros Carismas perseguidos pela hierarquia eclisiástica. Como médico urologista, proponho que hajam estudos cotemporâneos no sentido de mudar conceitos arcaicos do atual timoneiro Papa Bento XVI.

  3. Michelson Borges disse:

    Os mandamentos bíblicos estabelecidos por Deus – não matarás, não furtarás, não adulterarás, etc. – são imutáveis e aplicáveis a qualquer época e cultura. Por outro lado, também são passíveis de contextualização. O apóstolo Paulo foi grande exemplo disso, ao dizer que se fazia de grego para ganhar os gregos e de judeu para ganhar os judeus. Isso é tolerância, respeito e compreensão – calçar as sandálias do outro. A igreja deve ter os olhos no Céu, sim, mas os pés na Terra. O bom senso guiado pelo Espírito Santo deve ser aliado constante na luta pela preservação dos valores ético-religiosos. E se tiver que haver algum erro nessa busca pelo equilíbrio, que seja para o lado da misericórdia. Foi isso o que Cristo ensinou. Seus seguidores não deviam fazer diferente.

  4. Rosangela Friedrich Camara disse:

    Naturalmente é impossível que a sociedade siga os conceitos católicos da mesma forma que há dois mil anos. Mesmo porque, os interesses políticos, culturais e corporativos das igrejas, vem mudando ao longo do tempo.
    A igreja católica descarrilhou-se. Temos visto paróquias fechando, padres homossexuais, pedófilos ou mesmo abandonando o celibato, pela falta de diálogo, de maleabilidade e pela dura manutenção dos dogmas eclesiásticos.
    À que interesses serve esta postura? É o que fico me perguntando.
    Está na hora dos padres, bispos, arcebispos, cardeais e o próprio Papa, abrir a Bíblia e começar a lê-la com os olhos do coração e não como um fazendeiro que quer manter cada vez maior o seu rebanho a qualquer custo.

    Acredito que tanto Bento XVII ( Joseph Ratzinger) é, quanto João Paulo II (Karol Wojtila) foi conservador. Mas Karol Wojtila era muito mais carismático. No entanto, ambos estiveram na África, fazendo campanha para o “não uso” de preservativos.
    O que me deixa indignada, principalmente com relação àqueles países, é que enquanto os maus cristãos ou descrentes usam preservativo e vivem, os bons cristãos ou obedientes à igreja católica que não o usam, morrem de AIDS. Além disso, a igreja católica proíbe também, métodos contraceptivos, o que aumenta a pobreza e as condições sub-humanas em que vivem aquelas pessoas.

    Sim, a igreja católica está perdendo terreno (ou rebanho) para outras religiões menos dogmáticas.
    È preciso respeitar a natureza humana, adequar-se ao tempo, acompanhar a evolução e o crescimento tanto científico quanto cultural e educacional das pessoas. Nosso mundo hoje, permite acesso a informações e acontecimentos em um curto espaço de tempo, o que antes não acontecia. Era preciso enviar um mensageiro para transmitir algum recado, hoje enviamos e-mails. E mesmo nos lugares mais distantes, temos os Correios, as Tvs, os rádios, enfim, não dá mais para acreditar que o padre seja “um representante de Deus na Terra”, da forma como a igreja católica tem mantido por mais de dois milênios. Eu não ví a procuração e não encontrei essa determinação em parte alguma da Bíblia.

  5. Aureliano Lopes disse:

    Acho que já perdi qualquer respeito que poderia ter à Igreja Católica há tempos. Fui criado no catolicismo e, em termos de fé, consegui separar Deus desta dita Igreja e me sinto muito bem. As posições da Igreja Católica ferem direitos humanos básicos, são absurdas se pararmos pra refletir. Os os próprios membros da Igreja, se refletissem. Claro que muitos pensam diferente dentro da própria Igreja Católica, mas a maioria defende algo que nem sabe o que é. É muito triste pensar que muitas pessoas "sofrem" esta (de)formação ao serem criadas em meios católicos, que muitos acreditam nisso. E muitos sofrem.

  6. Antonio Campos Monteiro Neto disse:

    A EXCOMUNHÃO DA VÍTIMA

    Miguezim de Princesa
    I
    Peço à musa do improviso
    Que me dê inspiração,
    Ciência e sabedoria,
    Inteligência e razão,
    Peço que Deus que me proteja
    Para falar de uma igreja
    Que comete aberração.

    II
    Pelas fogueiras que arderam
    No tempo da Inquisição,
    Pelas mulheres queimadas
    Sem apelo ou compaixão,
    Pensava que o Vaticano
    Tinha mudado de plano,
    Abolido a excomunhão.

    III
    Mas o bispo Dom José,
    Um homem conservador,
    Tratou com impiedade
    A vítima de estuprador,
    Massacrada e abusada,
    Sofrida e violentada,
    Sem futuro e sem amor.

    IV
    Depois que houve o estupro,
    A menina engravidou.
    Ela só tem nove anos,
    A Justiça autorizou
    Que a criança abortasse
    Antes que a vida brotasse
    Um fruto do desamor.

    V
    O aborto, já previsto
    Na nossa legislação,
    Teve o apoio declarado
    Do ministro Temporão,
    Que é médico bom e zeloso,
    E mostrou ser corajoso
    Ao enfrentar a questão.

    VI
    Além de excomungar
    O ministro Temporão,
    Dom José excomungou
    Da menina, sem razão,
    A mãe, a vó e a tia
    E se brincar puniria
    Até a quarta geração.

    VII
    É esquisito que a igreja,
    Que tanto prega o perdão,
    Resolva excomungar médicos
    Que cumpriram sua missão
    E num beco sem saída
    Livraram uma pobre vida
    Do fel da desilusão.

    VIII
    Mas o mundo está virado
    E cheio de desatinos:
    Missa virou presepada,
    Tem dança até do pepino,
    Padre que usa bermuda,
    Deixando mulher buchuda
    E bolindo com os meninos.

    IX
    Milhões morrendo de Aids:
    É grande a devastação,
    Mas a igreja acha bom
    Furunfar sem proteção
    E o padre prega na missa
    Que camisinha na lingüiça
    É uma coisa do Cão.

    X
    E esta quem me contou
    Foi Lima do Camarão:
    Dom José excomungou
    A equipe de plantão,
    A família da menina
    E o ministro Temporão,
    Mas para o estuprador,
    Que por certo perdoou,
    O arcebispo reservou
    A vaga de sacristão.

  7. Emilio Mendonça disse:

    Entender a igreja como instituição de importância política é algo interessante.
    A religião pode ser importante para propagação de uma ordem moral da qual os indíviduos compactuam gerando uma certa ordem na sociedade.
    No entanto, faz-se claro que,com as mudanças na sociedade, esta perde sua influência bem como sua importância caso não se adpte.
    Sendo assim, a incerteza quanto aos procedimentos aplicáveis dentro da igreja se deve ao fato de que eles não estão bem certos de até que ponto possuem influência para fazer alterações na sociedade, ou até que ponto eles, com determinadas medidas, perderão mais influência ainda.
    Com efeito, as recentes discussões nos demonstram que a igreja já não possue mais a influência que possuira, e que nem os católicos mais convictos concordam que uma garota de 9 anos tenha obrigação de se sujeitar à humilhação de ser mãe tão precocemente, cuja gravidez provém de um ato de violência, enquanto deveria estar brincando, estudando e, aos poucos, amadurecendo (como qualquer outra pessoa).
    No que diz respeito à posição de cada papa, acredito que o anterior era sim mais flexível do que o atual, haja vista a quantidade de controvérsias que a igreja tem se envolvido nos tempos atuais.
    Face ao exposto, acredito que a igreja não está se afastanho de seu rebanho, mas o rebanho se afasta dela, e ela não conhece meios de mantê-los próximos.

  8. Maria Regina Adoglio Netto disse:

    A ideologia capitalista tomou conta da igreja católica, sendo romana, e portanto adota os preceitos da globalização e seus efeitos – "um abismo leva ao outo" (Fonte: Biblia). As igrejas, políticamente corretas e incorretas estão ultrapassadas pois a mídia propiciou a união do homem com Deus, deixando os rituais e seus intermediários e senhores feudais para o passado, rsrsrsr
    O papa, é a rainha da Itália, atração turiística de Roma, e seus membros, o partido republicano romano, inserido nos meandros financeiros espúreos da comunidade européia, aliados ao islã.
    Enfim, a linha arábica nacionalista e a igreja católica colocam os ovos na mesma cesta e odeiam os judeus.
    Shabbat Shalom, Deus abençoe Isreal e o Brasil

  9. Valesca disse:

    Não é possível como nunca deverá ser possível com o mundo de hoje como está, as igrejas são contra para poder acobertar os absurdos que os próprios padres fazem dentro de suas igrejas, pois o mundo do jeito que está hoje não é mais possível seguir a risca os ensinamentos da bíblia de crescer e se multiplicar, pois com isso a fome está difícil de ser compatida os maus tratos porque descontam em crianças inocentes que não pediram pra vir ao mundo para sofrer, e o porque as igrejas não sustenta então todo esse povo? Para eles continuarem com os abusos sexuais, humilhações, pedofilias é isso o que eles querem!! Fazer sem que o mundo saiba o que realmente eles pensam e agem!

  10. Celso Rodrigo Branicio disse:

    Eu acredito que é impossível a sociedade de hoje seguir os conceitos católicos da mesma forma que há 2 mil anos, afinal, temos uma nova realidade, onde as mulheres hoje desfrutam de muito mais liberdade que no passado, o sexo hoje não é visto apenas como meio de reprodução humana, sem contar as mudanças políticas, sociais e econômicas, hoje a igreja já perdeu o poder econômico que tinha no passado, quando era dona de grandes riquezas no mundo todo e tinha grande poder sobre políticos e impunha facilmente seus dogmas, sem contar que a maioria das pessoas hoje em dia tem um nível cultural em média maior que naquela época, onde a maioria absoluta era composta de camponeses e pessoas humildes de pouca educação que se restringia a um pequeno grupo de elite formado por nobres.

    Quanto a questão dos papas, fica bem claro que o atual papa Bento XVII (Joseph Ratzinger) é bem mais conservador que João Paulo II (Karol Wojtila), aliás, fica claro que ele como seu assessor direto é que conseguia fazer com que ele tomasse muitas atitudes também considerada conservadoras, fica claro que ambos eram conservadores, mas o atual papa é muito mais e de forma um tanto radical, e ele em si é menos carismático o que torna o futuro da igreja ainda mais arriscado na atual conjuntura.

    A igreja católica com esta atitudes e suas falhas de ordem moral e ética como os casos de pedofilia e homossexualismo, esta de fato afastando cada vez mais seus adeptos, e igrejas evangélicas e o Islamismo está ganhando cada vez mais espaço deixado pela igreja católica, é uma pena, pois, todos padres tem formação superior e são portanto cultos o suficiente para fazer a coisa certa se não o fazem são por determinações equivocadas do alto comando da igreja no vaticano e não por falta de conhecimento, tomara que esta situação se reverta e a igreja se adapte aos novos tempos e desista da maioria de seus dogmas em prol da existência desta igreja tão importante para o mundo, principalmente ocidental em que estamos inseridos.

    Celso Rodrigo Branicio – Barretos-SP

  11. Rafael Inacio disse:

    Não sou católico e tão pouco baseio as minhas atitudes, ações, questionamentos e estilo de vida na ideologia católica. O nosso Estado é laico e as nossas leis devem ser respeitadas. O artigo 128 do Código Penal dispõe que não se pune o crime de aborto nas seguintes hipóteses: quando não há outro meio para salvar a vida da mãe; quando a gravidez resulta de estupro. Então é nisso que me baseio. Foi-se o tempo em que a igreja católica tinha todo o poder. Ela não tem uma história linda para contar aos seus fiéis e acredito que não passará a escrever uma nova história com essas atitudes. A evolução deveria acontecer naturalmente para tudo. Mas certas tradições seguram, impedem a evolução. A igreja católica tem perdido sim adeptos, não por sua incapacidade, mas pelo fortalecimento de outras religiões. Esse fortalecimento dá-se pela mesma forma que a igreja católica cresceu: política, divulgação de prosperidade, enriquecimento (ás vezes ilícito, não preciso citar exemplos). Mas isso é assunto para outra matéria.
    No marketing aprendemos que devemos conhecer a cultura, a população, a economia de um país para que dê certo a comercialização de algum produto naquele ambiente. A religião atrapalha o país na hora de internacionalizar, de comercializar com outros países. Isso é crescimento. Então, por isso o marketing entra em ação, para adaptar esta comercialização. A igreja católica se esqueceu de crescer. Subestimou outras religiões. Não se adaptou. Ficou totalmente acomodada somente por ser maioria. Mas alguém furou seu barco e agora ela percebe que está naufragando. Devagar, mas está. Então, aplaudo a atitude médica e de quem apoiou o aborto. Ovaciono quem foi a favor de não seguir os padrões e as normas católicas, pois já estão ultrapassadas. Ser religioso não significa ser cego e surdo.
    Não posso deixar de mencionar a imagem do papa. Está perfeita!

  12. Iria Barradas disse:

    Algum tempo atrás vi uma reportagem mostrando uma grande manifestação de mulheres na
    África , queriam medidas e solução para um crime horroroso que estão enfrentando em suas vidas –> com medo da AIDS os homens estão estuprando meninas – até de berço – principalmente, as sadias, eles usam caminhinha para se garantirem…
    O Papa pediu contenção, pediu a busca de mais autocontrole e não satisfação a qualquer preço, a camisinha evita a AIDS em 80% mas não impede os abusos que ocorrem na Africa, onde não existe nem um único ítem de direito similar aos que a mulher brasileira tem atualmente, na África a mulher é tratada como animal, nos países onde sáo feitas as cirurgias de subtração do clitóris e vulva, pelo fato de sangrarem demais durante a relação sexual e sofrerem dores terriveis as próprias mulheres preferem o sexo anal que dói muito menos para elas que o vaginal ( dá para imaginar )!!!
    Acho importante olhar o pedido do Papa como um apelo pela moderação, já que a camisinha não está impedindo que o flagelo da AIDS esteja alastrado no continente, é uma questão que precisa muito mais que isso, é uma questão humanitária, um pedido para que os homens se contenham na sua bestialidade e abusos.

  13. flavita disse:

    Ratzinger é tão conservador quanto Wojtila, o rebanho diminui, e a sociedade moderna está mais informada que há 2 mil anos atrás para conseqüentemente discordar. Se existe base na idéia do arcebispo de Salzburg de que o Vaticano deseja reduzir a religião a uma seita só com os membros do grupinho oficial, podemos renovar nossas esperanças. Uma igreja menor, multiplicada em mil seitas, faria menos estragos com seus equívocos. Para o bem da humanidade, o Islamismo crescente no mundo também deveria adotar esta hipotética política do Vaticano apontada pelo arcebispo.

  14. J. B. disse:

    O mumdo parece desorientado, ninguem mais sabe o que é certo ou errado,não se tem idéia dos riscos emtre acertar ou errar, a Igreja perde campo para outras religiões e tentam a qualquer custo se recuperar, as outras Igrejas um excelente meio de comércio, na verdade todas são meio de comércio, basta olhar-mos com bastante atenção que iremos enxergar, a polemica do aborto, difícil julgar a atitude em abortar, o que ser feito deve ser feito, em uma atitude irregular e de risco devemos executar qualquer situação desta forma preservaremois a dignidade, um trabalho brilhante que é feito com as células trencos, mas alguem prara preservar seus conceitos e defender uma idéia de enganação barra um trabalho que possivelmente traria muitas pessoas acidentadas a uma vida normal.

  15. Fabio Leonel disse:

    Gente, esses comentários estão compridos demais. Vamos treinar um pouco de síntese. Eu votaria na Rosangela não fosse o tamanho exagerado.

  16. Robison Luiz disse:

    Olha os comentários estão excelentes, mas o meu voto vai para o Michelson Borges que foi muito racional e equilibrado e é isso que os lideres das religiões dever ser.

  17. Samuel Vital Ferreira disse:

    Atendo-me às perguntas, sem entrar em polêmica e tentando ser sintético, como aconselha Fábio Leonel, eu diria:
    1) A sociedade não tem obrigação de seguir os conceitos católicos, mas estes, sim, na medida de sua consciência. Jesus disse que suas "palavras não passarão".
    2) Sem dúvida Bento XVI é mais conservador que João Paulo II, de quem foi conselheiro e em quem influiu.
    3) Alguém comentou aí que é o rebanho que está se afastando da Igreja. Acho que tem razão. Em Jo 6, Jesus fala sobre seu
    Corpo se tornar alimento e muitos o abandonaram. Ele não voltou atrás. Quem tiver disposto a segui-Lo sabe que tem de "carregar a cruz", como Ele disse. Aquele jovem do Evangelho ouviu isso, virou as costas para Ele e se foi. Somos livres de seguir o caminho (embora Ele seja o Caminho, Verdade e Vida) que quisermos, mas devemos estar conscientes das consequências.
    Muito salutar ler esses comentários. Parabéns a todos.
    Ops, me delonguei. Desculpe, Fábio Leonel.
    Samuel Vital Ferreira – Uberlândia-MG
    diacsamu@gmail.com

  18. Carlos disse:

    Fabio Leonel…
    Se está com preguiça é só não ler…
    Não vem querer dizer como as pessoas devem escrever…
    O espaço é livre!!!

  19. Samuel Vital Ferreira disse:

    Gostei da fina ironia do Sr. Carlos. Pena que não deixou o endereço para a gente se comunicar.
    Um abraço, Carlos.
    Samuel

  20. Dagda Carvalho disse:

    Pois é né ? em que mundo estamos ..
    O padrasto estupra a entiada, é preso mas não é excomungado ; já os médicos que salvam a vida da garota (que seria praticamente impossivel a garota sobreviver a essa gravidez) são excomungados!

    em minha turma, esse assunto foi muito comentado, e nós jovens estamos chocados com isso.

    acho que a igreja católica esta vivendo na idade média .. não se ligou que estamos no século 21! eles não mandam no MUNDO!

  21. tim disse:

    quero dizer que o problema da igreja é se conformar com as obras deste século, e não mostrar o erro para os fiéis, ou seja, “tudo é normal”, “todo mundo faz”, etc.Agóra como que a igreja condena pessoas que lutam para salvar vidas, e absolve quem tenta matar, isso é um absurdo sem tamanho, a biblia diz que DEUS perdoa quem se arrepende do mal, ai eu pergunto e se fosse a filha de um padre, o que a igrja católica faria?

  22. aline lins disse:

    @Samuel Vital Ferreira,

    gostei muito de seu comentario.

    Parabens

  23. MARCOS BICALHO disse:

    Universo, Sistema Solar, Terra, vida, seres humanos, sociedade, ignorância, poder, mentira, religião. Religião, fanatismo, fundamentalismo, mortes, guerras, ódio e ignorância. Os humanos, para explicar a natureza, inventaram os deuses da natureza ( sociedades tribais, deus-sol, deus-vulcão, etc. ). A medida que a humanidade explicava os fenômenos da natureza os deuses viravam sentimentos e ações humanas ( Grécia, deus da guerra, deusa do amor, etc. ). Depois os judeus inventaram a sociedade patriarcal e o monoteísmo para simplificar a arrecadação nos templos ( o deus era a lei num mundo sem o Direito ). Depois alguns judeus e os romanos inventaram o Jesus para lucrar
    com todas as seitas e deuses solares daquele Oriente Médio e unificar o Império Romano ( o divino era a compreensão do outro através de sua própria ignorância ). Depois veio o Maomé. Depois veio a Reforma e milhares de filiais cristãs buscando o lucro e o poder através de franquias, revoluções e guerras. Hoje o deus é dinheiro, mansões, carros de luxo e ignorância. O cristianismo virou merchandising para ter credibilidade junto aos ignorantes desesperados e aumentar as fortunas pessoais dos CEOs e sacerdotes. A Igreja Católica parou no tempo e tenta apagar seus erros em cima do apedeutismo de seus crédulos seguidores. A arte da enganação, o estelionato mental. As religiões se apoiam na simplicidade dos fiéis, através de mentiras e do terror, para obter poder e dinheiro. Podem me excomungar, me rogar pragas, me chamar de infiel, mas prendam esses pedófilos, destruam todos os estupradores ( de mulheres e de homens ), liberem o aborto e permitam que a mulher seja dona do organismo mais evoluído do planeta Terra, o seu corpo.

  24. Julio Castro disse:

    A igreja católica está perdendo seus fiéis por causa dos inúmeros casos de pedofilia,e o que é mais repugnante é que o papa acoberta esses escândalos.O papa é conivente com os padres pedófilos,e ainda se diz representante de Cristo.Não,ele não é representante de Cristo,é representante de Satã.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *