Início » Opinião » Tendências e Debates » Restrição de sacolas plásticas gera polêmica
Tendências e Debates

Restrição de sacolas plásticas gera polêmica

Uma lei é suficiente para mudar um hábito? Por Felipe Varne e Carla Delecrode

Restrição de sacolas plásticas gera polêmica
O plástico leva até cinco séculos para se decompor

Na última sexta-feira, 16, ficou restrito o uso de sacolas plásticas nas compras de supermercado do Rio de Janeiro. O governador Sérgio Cabral manteve o cumprimento imediato da Lei nº 5.502 de 2009, cujo adiamento havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa. Agora, fiscais da Secretaria do Ambiente vão monitorar lojas e supermercados, que poderão ser multados em até R$ 20 mil. Mas somente uma lei pode não ser suficiente para mudar um hábito.

A decisão dividiu os comerciantes. Aylton Fornari, presidente da Associação de Supermercados do Rio de Janeiro, acredita que o comércio está preparado para a mudança. “Os mercados darão desconto para quem não quiser levar a sacola. E disponibilizarão outros tipos de sacolas reforçadas, como de lona e ráfia, que possam ser reutilizadas. Isso já vem acontecendo há algum tempo”, conta Fornari, que em maio deste ano protestou contra a lei, alegando que a redação dela não era clara e que deixava dúvidas sobre quais materiais seriam permitidos para a confecção das novas sacolas.

Na época levantou-se a possibilidade de uma ação judicial em favor dos varejistas, que acabou não acontecendo. O presidente da associação afirma que os supermercados não vão retirar as sacolas de circulação, mas sim estimular os consumidores a não usá-las por meio dos descontos.

Para Ênio Bittencourt, presidente da Sociedade de Amigos e Adjacências da Rua da Alfândega (Saara), a mudança será difícil: “O comércio popular utiliza muito esse material. Tentaremos diminuir, mas não nos apresentaram nenhuma alternativa”, disse Bittencourt, que representa comerciantes do maior centro de comércio popular da cidade do Rio.

Os descontos mencionados por Fornari estão previstos na lei. Os consumidores que abrirem mão das sacolas plásticas terão descontos de três centavos a cada cinco itens comprados. Os supermercados também funcionarão como postos de coleta, nos quais cinquenta sacolas poderão ser trocadas por um quilo de arroz ou feijão.

Segundo a Associação Brasileira de Supermercados, o Brasil consome anualmente 12 bilhões de sacolas plásticas, que formam cerca de 10% de todo o lixo nacional. Em um ano, a campanha “Saco é um Saco”, realizada pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com a Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro, recolheu cerca de 600 milhões de sacolas no estado. De acordo com a Secretaria, a campanha será intensificada para conscientizar a população dos males causados ao meio ambiente pelo plástico, material cuja decomposição pode levar até cinco séculos.

Caro leitor,

Você concorda que estimular o uso de sacolas reutilizáveis é suficiente para mudar um hábito?

Você acredita que o governo ou as empresas deveriam apresentar uma alternativa às sacolas plásticas?

Na sua opinião, houve mudanças significativas após a lei?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

60 Opiniões

  1. manoel disse:

    Em primeiro lugar é preciso saber que 90% de todo o lixo brasileiro é “Embalado ” em sacolinhas fornecidas para empacotar as compras de supermercados….em segundo lugar que o brasileiro esta acostumado a embalar o lixo com sacolas gratis….em terceiro lugar que as sacolas proprias para lixo, compradas, custarao em média R$10,00 reais mensais…..acho que debveremos usar a força do inimigo para derrota-lo….entao que tal, utilizar as sacolas para embalar compras nas cores da reciclagem, assim os supermercados e hipermercados poderiam distribuir informação para quem geraa lixo na fonte, alem de fornecer as sacolas certas para embalar o lixo em 3 cores marrom de somente organicos, cinza de inserviveis ou misturado e colorida (amarela )para reciclaveis limpos….que gente burra que nao sabe organizar nada……putz…
    http://www.3lixos.com.br
    manoelconstante@hotmail.com
    41 84213540

  2. manoel disse:

    Alem do mais de que adianta naousar um tipo de plastico para embalar o lixo quando teremos que comprar outro tipo para utilizar????

    http://www.3lixos.com.br
    manoelconstante@hotmail.com
    41 84213540

  3. Carlos U. Pozzobon disse:

    Acho que os supermercados deveriam fornecer sacos de papel. Toda a mudança de hábitos implica em um processo de aprendizado e acho que o caminho é este. O problema não está nas pessoas. O problema é que nosso sistema de reciclagem é muito ruim. O Estado não está fazendo a sua parte, como sempre. Por isso, jogar só para o cidadão não vai dar o resultado esperado.

  4. Élio J. B. Camargo disse:

    Como estas sacolas são usadas, também, para a destinação do lixo doméstico,não adianta, querer resolver a coisa pela metade. Há a solução de serem feitas com o plástico oxi-degradáveis e que atenderia a ambas.

  5. Armando Broggi disse:

    Acredito que deveria haver investimentos mais eficazes em campanhas para o uso responsável e reciclagem. Muitas – se não a maioria – das sacolas recebidas nos supermercados são reutilizadas como saco de lixo; ora se não forem mais distribuidas serão substituidas por sacos de lixo também plásticos ou seja boa parte da vantagem calculada na caixa do supermercado será anulada. Há no próprio Rio um belo projeto piloto de geração de energia via incineração de lixo doméstico – diga-se desde já sustentável – onde o componente plástico do lixo melhora a taxa de conversão e consequentemente a viabilidade do investimento. Existem também aditivos comprovados que tornam o plástico biodegradável forma muito mais garantida e barata de proteger o meio ambiente do que ter que gastar com fiscalização do cumprimento da lei. Com a palavra os produtores de resina, aditivos, sacolas, recicladores e todos os que podem ser afetados em suas atividades produtivas com a simples eliminação das sacolas. Armando Broggi

  6. Daniela Reis disse:

    Acho que não é suficiente para mudar um hábito, porque na prática, pelo que entendi, nada vai mudar. Os mercados vão continuar fornecendo sacolas plásticas. Os compradores vão continuar não usando sacolas retornáveis e os vendedores vão continuar olhando os clientes que optam pelas sacolas retornáveis como se estivessem vendo um ET.
    Por que não mudam as sacolas plásticas pelas de papel reciclado (ou pelo menos reciclável)?
    Tudo continuará como dantes no quartel de Abrantes…

  7. reginaldo nunes disse:

    Queremos banir o plástico de nossa socidade?

    Acabaremos com as garrafas PET?

    Ok!
    Qual é a alternativa?

    Sou pelo vidro e pela sacola de pano,mas não pela caixa de papelão e pet.

    E essa babozeira de fazer chichi no chuveiro é um absurdo.O principio basico de reciclagem é a separação, quanto mais impuro mais dificil de separar e reutilizar.Aguas de banho servem para por exemplo ir para preivadas e limpeza de quintal, imgine com chichi!
    Valeu

  8. OLBE disse:

    PRIMEIRO DEVIAMOS TER SACOLAS RECICLAVÉIS PARA O NOSSO LIXO DOMÉSTICO. OS COMERCIANTES ECONOMIZAM NAS SACOLAS E O CONSUMIDOR DEVE COMPRAR SACOS PLÁSTICOS PARA O LIXO DOMÉSTICO?

  9. Everaldo Antoniassi disse:

    O povo tem que ter conciencia temos que acabar
    com as sacolas, no começo vai ser dificil mas vamos nos acustumar desde que todos façam sua parte. Vamos pensar no futuro de nossos filhos

  10. Hans disse:

    Como estimular sacolas reutilizáveis se, por comodidade ou esquecimento na hora de sair p/ compras,etc.., prevalescer a lei do “menor esforço”. Apesar da lei ter sido aprovada, o resultado prático, até hoje, acredito que tenha sido insignificante.
    Entendo que o resultado da promulgação desta lei só vai surtir resultado se for de modo radical, ou seja , literalmente proibindo a fabricação de sacolas plasticas.
    Entretanto sou da opinião que o uso de filme de PVC para embrulhar carnes, frios, laticínios e outros, deveria ser mantido e permitido por questões de higiene ( antigamente se usava papel branco – que “colava” no produto ).
    Outrossim, mesmo que eliminando as sacolas plasticas, ainda conviveremos com as embalagens plasticas para grandes volumes ( ex: os grandes sacos de lixo, embrulho de colchões, equipamentos, etc… ) que continuarão a existir, pois nem sempre o uso de papel garante a mesma proteção.
    Não podemos esquecer que garrafas / recipientes de PVC também causam o mesmo prejuizo à natureza.

  11. Markut disse:

    Estamos no campo da lei que pega e a que não pega.
    Para essa calamidade ambiental, a iniciativa só pode vir de cima. Pergunto porque não se passa rapidamente para o uso das sacolas degradaveis, que, ao que consta, já são possiveis?
    De fato, o hábito confortavel do uso da sacola, mesmo após a compra,para outros descartes, poderia ser mantida, desde que fossem degradaveis e pudessem integrar o volume de coleta normal do lixo urbano.
    Custo maior? esses centavinhos a menos oferecidos de desconto não serian melhor direcionados, na abolição gradual do horrendo plático atual?

  12. Lilian Gonçalves disse:

    Apenas uma lei é incapaz de restringir o uso de sacolas plástica, tal como homicidio é crime por lei, não impede que pessoas matem as outras. No entanto os incentivos como descontos, troca por alimentos ajudará muito a diminuir o uso. Um dos maiores vilões contra essa lei é o uso da sacola para lixo, restringir o uso sem dar outra sopções, ou incentivar a coleta seletiva, será o grande desafio.

  13. Marly disse:

    Mais uma bobagem de campanhas ambientais!

    Querem mesmo escravizar nossas mentes com informações inúteis e sem fundamentos sobre o planeta.

  14. Carlos Lopes disse:

    Há tecnologia brasileira desenvolvida a partir de amido de mandioca, ainda em fase de estudos, mas que pode ser utilizada pelas empresas, tanto para produção de sacolas plásticas que se decompôem em 6 meses como em manufatura de vasilhames de plástico a partir de polvilho doce. Para tudo há solução, basta querer. Mas há que haver uam solução para os plásticos, pois eu como todo mundo usa as sacolas para embalar lixo.

  15. Jorge Luiz Ponce Cardillo disse:

    Fico imaginando se, dentre inúmeras hipóteses que não a preocupação ecológica, a lei não foi fruto de pressão das grandes redes visando economizar com o fornecimento das sacolas. Muita gente as utilizam para descartar lixo e assim serão substituidas por sacos de lixo comprados não resultando numa tão grande redução da poluição.

  16. Maria Regina disse:

    Não só sou a favor, com já faz algum tempo, (mais ou menos 2 anos) que faço uso de sacola retornável (de lona).
    O que acho no entanto, é que as campanhas de concientisação são pouco divulgadas. Precisariam ser mais constantes, inclusive nos proprios smercados.

  17. Flavia Lobo disse:

    O único absurdo é que levou tanto tempo pra tomarem alguma atitude, pois sabemos o crescimento do nosso lixo e o que ele faz com a natureza, então seria melhor trabalhar na educação das pessoas pra poderem elas mesmas não utlizarem as sacolas, pois leis polêmicas temos várias que não funcionam essa é mais uma.

  18. Ivone disse:

    Creio que na primeira frase a palavra correta seria “desestimular”, e trocando a palavra, acredito que um hábito pode ser alterado, após uma lei, tornando-se obrigatoriedade, claro que hábito se muda com o tempo, a lei vem para dar um empurrão, ou alguns casos, estímulo, lembrando do exemplo do cinto de segurança que se tornou hábito após a lei, e lembrando ainda que transgressões, infelizmente, ocorrem. Penso que uma alternativa biodegradável viesse abreviar o impacto na natureza.

  19. clodomildo da silva disse:

    Essa “SACOLA” pode ser de plástico, de pano, ou de papel; mas a natureza agradece a de papel.

  20. Oliveira disse:

    A retirada de sacos plásticos só deveria ocorrer depois que educassem a população para não jogar lixo em qualquer lugar. Onde irão jogar o lixo as pessoas que usam a sacola de plástico para isso? Acham que irão comprar sacos próprios? Eles também são se plástico e custam muito caro.Observem os morros e vejam a quantidade de lixo que desce quando chove, isso acontece porque? O lixeiro não sobe morro para pegar lixo e nem morador de morro tem caçamba. Como fica a realidade sobre o lixo e a imundice na cidade? Os políticos começam pelo fim, nunca pela raiz do probema – a educação e o exemplo de como se comportar e ser um cidadão que ama seu país e cuida dele.
    Quando isso ocorrer os políticos que aí estão ficarão todos desempregados e a maioria na cadeia.

  21. Humberto disse:

    Muita gente usa a sacola do supermercado, depois, como saco de lixo. Eu mesmo faço isso. Se não jogo a sacola fora direto, e a reutilizo para outro fim, não estou reciclando? Se os mercados não derem mais sacola, terei que comprar aqueles pacotes de saco de lixo, que TAMBÉM SÃO DE PLÁSTICO! De que adianta? Enquanto eu puder, vou embalar minhas compras nas sacolas plásticas, porque desconto de 0,03 a cada 5 itens não compensa se eu tiver que comprar sacos de lixo.

  22. Claudio Gambine disse:

    Eu gostaria de uma explicação muito simples, como fica o lixo doméstico? É notório que os sacolas de (super)mercado são usados por muitas famílias como saco de lixo, considerando que as famílias continuarão produzindo lixo e tendo de ensacar o lixo para não espalhá-lo pelas calçadas e casas, então será necessário compar sacos de lixo (que são feitos de plático mais ressitente (em geral)) então onde estáo benefício de não se usar mais sacolas plasticas nos mercados? talvez fose melhor o mercadi usar sacolas oxidobiodegradávesi (acho que é esse o nome?) ou melhorar a coleta do lixo, comcoleta seletiva, mesmo assim o lixo (úmido) orgânico continuaria precisando ser embalado. Os sacos plásticos para pequenas compras é que deveria ser abolido em todos os tipos de comércios, seria mais útil e inteligente, eu acredito.

  23. Rogerio disse:

    Eu já adoto levar sacolas a supermercados há mais de uma ano. Infelizmente o brasileiro é assim mesmo, se não tiver o “tacão” do Estado fica como está. Eta povinho…

  24. rosangela santiago disse:

    Como eu muitas pessoas vão ao supermercado com a intenção definida do que vão comprar , mas com as promoções relampagos essas compras podem até triplicar de volume . Se eu levei só uma sacola de casa, como faço com as promoções? Não aproveito? aproveito e compro uma nova sacola?Trago sempre várias sacolas?Esta medida acarretará uma grande mudança de hábitos.Acho que levará mais algum tempo para que outras medidas sejam implantadas.

  25. JOSE GRANGEIRO SOBRINHO disse:

    A degradação do meio ambiente, já é um fato social, havia muito tempo, mais uma vez, a sociede mundial, mostra sua imcapacidade de reconhecimento, de que necessitamos da preservação do meio em que vivemos, em nome da permanência do ser Humano na Terra. Ora, se cientificamente está comprovado que o material plástico, juntamente com o CO2, resultante da queima de diversos materiais, são os maiores responsáveis pelo efeito estufa, e que sua consequência mais visível, são as transformações que a Natureza tem apresentado nos últimos anos. Minha opinião é, não seria necessário a criação de Leis para coibir, não só o uso das sacolas, mas, de qualquer outro fator, que a sociedade pudesse contribuir com o seu não uiso em nome da preservação do nosso espaço de sobrevivência. Deveria sim, ser de iniciativa da própria Sociedade.

  26. JOSE GRANGEIRO SOBRINHO disse:

    CORREÇÃO
    A degradação do meio ambiente, já é um fato social, havia muito tempo, mais uma vez, a sociedade mundial, mostra sua incapacidade de reconhecimento, de que necessitamos da preservação do meio em que vivemos, em nome da permanência do ser Humano na Terra. Ora, se cientificamente está comprovado que o material plástico, juntamente com o CO2, resultante da queima de diversos materiais, são os maiores responsáveis pelo efeito estufa, e que sua consequência mais visível, são as transformações que a Natureza tem apresentado nos últimos anos. Minha opinião é, não seria necessário a criação de Leis para coibir, não só o uso das sacolas, mas, de qualquer outro fator, que a sociedade pudesse contribuir com o seu não uiso em nome da preservação do nosso espaço de sobrevivência. Deveria sim, ser de iniciativa da própria Sociedade.

  27. Johnny Logístico disse:

    Caros leitores
    As soluções estão nas respostas de : Humberto,Oliveira,Clodomildo,Ivone,Flávia L.,Lilian G.,Markut,Daniela R.,Élio J.,Manoel,Carlos L….
    Carlos L.tem o caminho principal que é pesquisar ,usando as Universidades,novas tecnologias;O problema é que estamos falando de um produto que custa 4 centavos/unidade.
    Maria Regina,não tem noção de produção em grd escala(lixo) e compras no mercado,em grds qtds do cidadão.
    Carlos U.,em parte está certo,mas o brasileiro é muito porco,mal educação.
    Jorge L.,seu comentário ñ é o caso,pois um rede/mercado do rio,cobra 8,5 Kg do pão/francês,margem de 50%(LL)por kg,da p/comprar 100 sacolas,onde o cliente só usou 2,
    sobrou 98 sacolas.
    Hans,tem um pouco de informação,mas o seu raciocínio está equivocado.
    Marly ignora o problema e Reginaldo:alternativa está nos comentários acima(bastar ler,se informar sobre o assunto e lutar p/ uma solução) e entre as fezes e o xixi,qual vc prefere ? Pois todos nós,nos lavamos no box do banho e lavamos nossos bebes e filhos.
    Qdo sujam fraldas,eles próprios,tb lavamos numa bacia ou no box.
    Já que isso já ocorre ,pq ñ fazer xixi durante o banho ? Vc economiza 7 litros no mínimo,em cada descarga.
    Everaldo,pensar nos filhos é bom,só que o planeta,não sabe destinguir lixo ou degradação,de um ou de outro,o planeta vai SOBREVIVER;nós,ñ sei não.
    A água já está acabando!
    Armando B.,incineração é um caminho,mas para se ter noção,o plástico durante á queima,gera 7 MIL(+-)substâncias diferentes,muitas canceríginas,gases de efeito estufa,etc.
    O fleur do incinerador,muitas vzs ,não tem sua manutenção feita corretamente(p/aumentar o lucro do empresário)ou má qualidade das emp.de manutenção e a incineração destroi o LIXO,hoje considerado materia prima p/vários produtos,subprodutos,gerando milhares de empregos e sub-empregos,enquanto a incineração pode ser operada por 6 pessoas,para se queimar 10.000 Ton/dia,ou seja ,mais desemprego.

    O lixo mexe com :Grds grupos financ.e Min.do Trabalho,Minas e Energia,Meio Ambiente,Transporte,Esporte,Saúde,da Justiça,das Cidades,do Planejamento,Ação Social,ONGs,OSCIP,Institutos,Fundações,etc..

    Deu pra notar,como é complexo !

    grato

    QQ informação : acipanema@hotmail.com

    Consultor em Logística,Ambiental e Rastreabilidade

  28. Lucy sanches figueiredo disse:

    Sou do meio ambiental.Acho importante que se comece o processo de troca de sacolas, más como é um hábito porque não incentivar o uso
    de sacolas degradáveis .O uso de um produto já usado em outros paises, e presente no Brasil, tem como principal função tornar um plastico comum em degradável.
    Isso não imporia uma mudança de hábito tão imediata enquanto para o meio ambiente o efeito é imediato. Além deste aspecto temos como benefício a não alteração da produção de sacolas . As mesmas tem como materia prima a nafta petroquímica e são seu principal uso.Isso permite a não alteração dos sistemas de produção atuais . O material assim pode ser usado no que hoje já está em circuação. Não é uma solução prática e real?

  29. Liselene Martins Garcia disse:

    Quero relatar minha experiênca no dia a dia, sem o uso das sacolas plásticas:
    1º- 50 % de meu lixo diário é de material reciclável(portanto é separado);
    2º- 40% de material orgânico e,
    3º- 10% de material que irá para o aterro sanitário.

    A pergunta é:
    O que fazer com os 40% de material organico, já que, como pessoa comum, não tenho um processo de compostagem em casa?
    De maneira que este mesmo lixo será enviado dentro de sacolinha de supermercado, juntamente com os 10% de lixo restante.
    Conscientização é importante, mas restriçoes de sacolinhas não será de nenhuma valia, a população continuará usando os saquinhos do mesmo jeito, porque é viável e barato.
    Precisamos mesmo é de alternativas, por que não uma horta comunitátia em cada bairro, com a utilização do lixo organico?
    Utopia? Não sei…
    Mas restriçoes de sacolas realmente não funciona.

  30. rosemary nobre pinheiro disse:

    ANTIGAMENTE NÃO HAVIA SACOS PLÁSTICAS E O MUNDO ERA BEM MELHOR SEM ELAS, AGORA ISSO SE TORNOU UMA BOLA DE NEVE NOS LIXÕES EM TODO O MUNDO, TEMOS SIM QUE CRIAR POLÍTICAS PARA MELHORAR ESSE PROBLEMA E TER CONSCIÊNCIA DE QUE AS SACOLAS APESAR DE SE UM ÚTIL VIROU O MAL DO SÉCULO EM TERMOS DE LIXO E SE ALGO NÃO FOR FEITO A COISA PODE FICAR PIOR

  31. rosemary nobre pinheiro disse:

    A UM DITADO QUE DIZ: QUEREMOS UM MUNDO MELHOR PARA OS NOSSOS FILHOS, MAS TAMBÉM TEMOS QUE NOS PREOCUPAR EM DEIXAR FILHOS MELHORES PARA O MUNDO,PQ SÃO OS NOSSOS FILHOS QUE DAQUI A ALGUNS ANOS ESTARÃO TOMANDO CONTA DO PLANETA TERRA,E POUCOS PAIS ESTÃO PREOCUPADOS EM ENSINAR A SEUS FILHOS COMO ISSO SE FAZ, TENDO EM VISTA QUE ELES TAMBÉM NÃO FORAM ENSINADOS, VEMOS ADULTOS JOGANDO TOCO DE CIGARRO NO CHÃO, TUDO O QUE COMEM O PAPEL OU O SACO E SEJA MAIS LÁ O QUE FOR QUE ESTEJA NAS MÃOS VAI PARA O CHÃO MESMO TENDO UM LIXEIRA AO LADO, SÃO OS VERDADEIROS PORCOS DA NATUREZA E PASSAM ISSO PARA OS FILHOS SEM O MENOR CONSTRANGIMENTO, POR ISSO A COISA VAI FICANDO CADA VEZ PIOR, TAL PAI TAL FILHOS. EMBORA HOJE JÁ SE FALA MUITO MAIS EM MEIO AMBIENTE, MAS SE CADA PESSOA FIZER A SUA PARTE SEM ESPERAR PELOS GOVERNOS OU POR PROPAGANDA, O MUNDO ESTARIA SEM DÚVIDA MAIS LIMPO

  32. Marcílio F. da Costa Pereira disse:

    Nem sempre as medidas evolucionistas,a princípio, são bem aceitas e muito menos incorporadas aos costumes populares. Contudo, não só por isso devem ser menosprezadas. Seria muito mais cômodo continuar a fazer velhos hábitos. Mas devemos prosseguir e aperfeiçoar, paulatinamente. Mas tomando o cuidado de ser um trabalho progressivo. Já que não dá para fazer uma mudança radical. Sem permitir, entretanto, demoras injustificáveis.

  33. Marluizo Pires Cruz disse:

    Eu só quero entender se o plástico das sacolinhas leva até cinco século para se decompor. Porque os plástico dos utensílios domésticos deteriora em poucos meses, seria uma alternativa fabricar as sacolinhas com um plástico mais degradaveis?.

  34. Ana Maria Luz disse:

    Acho que é louvável qualquer atitude visando a conscientização das pessoas com relação à enorme geração de lixo de nossa sociedade. Mas não apoio legislação totalmente restritiva, porque na verdade o problema não são as sacolinhas, mas a destinação que se dá a elas. Se forem reutilizadas, por exemplo para colocar o lixo de uma residência, ok. Se forem enviadas para reciclagem, ok. A questão é mais de educação ambiental e oferecimento de serviços de coleta seletiva pelo governo e empresas.

  35. Robson Mothé disse:

    Deveria ser criado uma alternativa, ou seja, a introdução das sacolas biodegrádaveis ou o uso do plático reciclado, introduzindo com o tempo novas tecnologias no melhoramento do produto, no caso as sacolas. Muitas famílias utilizam no acondicionamento do seu lixo essas sacolas e com o término da comercialização dessas sacolas, irão comprar sacos de lixos de pláticos para esse fim, voltando todo o ciclo de poluição ao meio ambiente.

  36. mauricio disse:

    acho muito bem essa lei vingar…mais primeiro tem que dar as soluções ao consumidor, como por exemplo: fazer programa educativo de usar sacolas retornaveis (rafias ou de courotam) e voltar as sacolas de papeis como a vinte anos atras..(são estas reciclaveis)…..aí sim conseguiria-mos fazer esta lei funcionar.

    um abraço a quem ler.

  37. fernando Jose Moesia Rolim disse:

    deveriam utilizar sacolas biodegradáveis mas os super mercados também deveria acabar com as embalagens que também são utilizados plásticos e isopor

  38. ADRIANA disse:

    EU ACHO ÓTIMO.
    AS PESSOAS NECESSITAM SE ADEQUAR E SAIR DE CASA JÁ PREPARADAS PARA IR AO MERCADO COM AS SACOLAS REUTILIZÁVEIS.
    É PARA UM MUNDO MELHOR.
    ESTA LEI DEMOROU PRA SAIR, JÁ DEVERIA SER ASSIM A MTO TEMPO

  39. ariovaldo rossi disse:

    E as outras embalagens que são centenas e mais centenas, como vamos fazer ? temos que incentivar a reciclagem, como se faz para as latinhas de aluminio,
    Pensar só nas sacolas plasticas é muito primário, temos tb. os potes, refrigerantes,e todas as outras embalagens plasticas que existem nos supermercados.

  40. Marisa Lopes disse:

    Uso as sacolas de mercado para colocar lixo. Portanto, gostaria de saber quanto tempo leva para se decompor os sacos próprios para lixo, que compramos em supermercados. Há diferença entre eles? Por isso, questiono, onde devo colocar o lixo?

  41. Helen disse:

    Já é um começo, se cada um fazer sua parte de não usar sacolas plásticas, os comércios pararam de comprar sacolas e se isso acontecer os fabricantes pararam de produzir. Mas com isso também vai gerar mais pessoas desempregadas, só que se esses fabricantes de sacolas começassem a reciclar e/ou produzir sacolas reutilizáveis ou sacolas biodegradavéis, acaba com as pessoas desempregadas. O problema é que também usamos para colocar os nossos lixo mas no meu pensamento seria bom se cada dia da semana passasse um caminhão de lixo pegando um material específico e as sacolas usadas mandassem para onde seriam recicladas e afins …
    Se começar pelo menos com o plástico quem sabe isso pode acontecer com os outros materias que agridem o meio ambiente.
    Ainda tá muito primata mesmo esse negocio de reciclagem aqui no Brasa, mas não dianta criticar só, ajudar também faz bem.

  42. andre becker(Santos/SP) disse:

    saiam a sacolas palsticas e cortem mais arvores para fazer sacos de papel

    mudou o que?

  43. BEATRIZ ANTONIETA LOPES disse:

    Se cada um de nós utilizar uma sacola não descartável para ir ao mercado ou a feira
    com certeza estaremos contribuido para proteger o meio ambiente, nossos rios.
    Não teremos bueiros entupidos por plástico, alagamentos de ruas!
    Ah, sim: E não podemos substituir sacolas plásticas por sacolas de papel, o desmatamento já está descontrolado!
    Uma sacola de algodão é bonita e resistente,
    compre ou faça a sua!

  44. Moacir disse:

    Apenas o estímulo, pela educação, seria insuficiente. Afinal de contas, todos sabemos que é muito difícil educar um povo deseducado. Eu, por exemplo, sinto-me desamparado: como carregarei minhas compras até em casa agora? Outra coisa: passarei a ter uma despesa que eu não tinha, com os sacos plásticos de lixo. Todo mundo usa os saquinhos plásticos de mercado nas lixeiras de casa.

    Se é uma lei feita para preservar realmente o meio-ambiente (o que eu não acredito, pois trata-se de um lobby dos supermercados), por que não regulamentou as sacolas plásticas de lixo, por exemplo?

    Então penso que o correto seria proibir a sacola plástica comum e, ao mesmo tempo, exigir que fossem utilizadas as sacolas biodegradáveis, pois estas não causam males ao meio ambiente. Da forma como foi feita, sabemos que os supermercados irão economizar muito dinheiro (aumentando seus lucros), não irão reduzir preços, darão um pífio desconto (R$ 0,03 centavos a cada cinco itens, ou seja, menos de R$ 0,01 centavo por item) e nós, mais uma vez, pagamos a conta.

  45. claudio disse:

    tem que acabar com o uso de sacolas plastica sim tem que colocar sacolas que podem ser reutilizada e cada vez que o cidadao esquecer ele compla outra quando doi no bolso aa ate o rico chora parabens a altor da lei so nao quer essa turma de acomodados que nao si preoculpa com a vida ou com o planeta

  46. Leidy Santos disse:

    EU SOU DA ÉPOCA DAS SACOLAS DE PAPELÃO.
    PORQUE NÃO VOLTAM A USÁ-LAS?
    DOU A SEGUINTE IDEIA: AS PRIMEIRAS SACOLAS SERÃO CEDIDAS PELOS COMERCIANTES. EM SEGUIDA, OS FREQUENTADORES DAQUELE ESTABELECIMENTO,QUANDO RETORNAR PARA NOVAS COMPRAS, TRAZEM AS MESMAS, PARA AS NOVAS DESPESAS QUE SERÃO FEITAS.

  47. rafael coelho da silva disse:

    Isso é um absurdo S/C

  48. Henrique disse:

    Noto que é um pequeno começo, porém de grande valia.
    Contudo, não é só a sacola plástica, são outros produtos que contém plástico:
    1-Um repolho que custa R$.0,29 o quilo em oferta – vem embrulhado com papel filme (PVC);
    2-A carne vem com 2 embalagens: esopor e papel filme;
    3-Todos os produtos industrializados contém embalagens plástica (de uma forma ou outra):Caixa de pasta dental-revestida com plástico (sem considerar o tubo); toda gama de biscoitos, chocolates, goma de mascar,etc possui plástico envolvido.
    Acredito que o consumidor não pode ser apontado como “destruidor da natureza” sozinho.
    Fui criado (possuo 66 anos): coloque na lata o lixo de casa. Posteriormente, fui destrado a utilizar sacolas plásticas para não poluir com produtos orgânicos da casa (resto de comida, papel higiênico, etc).
    Finalizando, boas intenções existem, porém a única coisa que falta é um plano de educação à todos.

  49. Nazaré Lopes disse:

    Sim, concordo com que foi colocado, mas se faz necessário uma grande intensificação nas campanhas de conscientização a populção dos males causados por todos os produtos derivados do plástico,visto que, a maioria da população não conhece todos esses produtos.

  50. Adriane Paiva disse:

    Acredito que com o incentivo ao uso da sacola reciclada o nosso planeta ficará um pouco melhor , mas infelizmente não é o que tenho visto, pois estou fazendo a minha parte levando a sacola , mas esta havendo um total descaso por parte de alguns estabelecimentos comerciais, um total desrespeito com o consumidor pois simplismente colocaram minhas compras no balcão e disseram que eu é que deveria coloca-la na sacola, e caso não desse não me forneceriam outra embalagem . O comércio precisa ser fiscalizado e o consumidor ser respeitado ,pois estão perdendo a noção de valores como gentileza e educação é vergonhoso!!!!!!

  51. Eduardo disse:

    Na minha opinião, os estabelecimentos estão agradecendo esta nova lei. Além de venderem seus produtos, os consumidores estão arcando com um enorme gasto que são as sacolas. Eu trabalho com sacolas e sei. Toda vez que sugerimos a compra de “biodegradáveis”, eles não querem, pelo preço ser acima. Será mesmo que o interesse está no meio ambiente?
    Bom…ai cada um pode refletir…

  52. Maria das Dores Lima disse:

    A primeira empresa que vi trazer para o caso uma contribuição efetiva foi Wal-mart. A empresa oferece desconto proporcional ao número de ítens comprados para o cliente que não leva sacolas de plastico e, ainda mais… oferece caixas de papelão para levar as mercadorias até o carro… Se essas atitudes não se tornarem efeitvas… a lei será morta… apenas um amontoado de palavras restritivas e nada mais…

  53. Silvia disse:

    Gente, custa usar uma caixa de papelão para levar as mercadorias até o carro?
    Os supermercados que ainda não aderiram a restrição do uso das sacolas plásticas não o fez porque, na maioria das vezes, é o cliente que está reclamando…
    Nós somos muito acomodados, deveríamos mudar nossa postura, principalmente quando as mudanças são extremamente necessárias!

  54. Juliana Nascimento disse:

    Estimular o uso de sacolas plásticas não é suficiente, porem é uma alternativa valida. Na minha opinião, deveria banir as sacolas plasticas e optar por utilizar sacolas de papel reciclado e/ou sacolas reutilizavéis.

  55. carlos alberto martins disse:

    as sacolas plasticas são normalmente usadas para se por lixo.a não distribuição das mesmas só irão dar lucro aos mercados,pois com tal proibição,para se embalar o lixo sere-mos obrigados a comprar sacos plasticos para substitui-las,gerando assim mais lucros para os comerciantes.

  56. Edna da Penha de Freitas disse:

    Meio ambiente, resíduos químicos, governo, cientistas e população. Esta é uma equipe que não tem interesse de falar a mesma linguagem.]

    O cientista com sua necessidade de promover-se com dinamismo cria diversos tipos consideráveis modernos, lança no mercado, o governo aprova de acordo com cada setor, a mídia incentiva e a população compra, a sobra… a natureza se vira e revira.

    O governo como autoridade máxima deveria exigir que os fabricantes ao adotarem suas embalagens tenham segurança de quem as criou, que saiba como dar fim nelas com mais facilidade ou seja se queimar e virá cinza está tudo certo.

    Os fabricantes hoje não se contentaram com embalagens por exemplo de litro e hoje vai de três e daqui uns tempos, a medida que o olho crescer mais, haverá refrigerante de cinco litros, isto sem falar da cerveja, ou mesmo produtos alimentícios,que tem embalagens de 250grs,400grs. 1kg, etc, quase sempre todos as embalagens são plásticas.
    Isto sem falar nos tecidos, que somos um grande produtor de algodão e usamos em nossas casas, acredito que 90% seja tecidos sintéticos, então o mérito deste desajuste ambiental não é só das sacolas de supermercados e sim do todo.
    A população é um ser humano, o único ser dotado de inteligência por natureza, temos que fazer valer isso como autoridade própria não se deixando envolver pela mídia, e simplesmente comprando.

    Temos que voltar a época em que o vidro tinha valor como embalagens e não como paredes, portar inclusive em prédios aquecendo mais o clima. Todos o líquidos deveriam voltar a embalagens de vidro e transparentes, padronizadas; pois assim o refil retornaria para a indústria tanto de refrigerante, leite, óleo, cerveja, água, vinho, ou qualquer líquido, sem que seja necessário sair do norte para o sul, seria aceita por qualquer indústria, diminuiria custos, menor lixo para ser virado e revirado.
    Até porque são inúmeros tipos de tampas, muitas delas quebram a beirada do litro, simplesmente, poderíamos padronizar no alumínio com rosca, é uma saída para reduzir o lixo., quanto quebrar ou não… aí é outra história… é só reforças as embalagens master.
    Viu só? os obstáculos existem, se quebrá-los, poder[íamos salvar a nossa pele sem precisar ser pressionados por leis, e o governo teriam mais tempo para trabalhar… pois as energias se tornariam renováveis.

    Eu já estou fazendo minha parte, troquei todas minhas roupa, hoje só uso roupas em tecido de algodão, só espero que se alguém do governo ler este comentário não aumente ainda mais o preço do algodão.
    Quando vou às compras não pego uma sacola ou muitas para aproveitar para usar na lixeira, uso apenas uma.

    Dar desconto de centavos não vai trazer uma educação no consumo, os supermercados poderiam trabalhar com tecidos no lugar de sacos plásticos, como por exemplo o algodão crú de boa qualidade, não seria necessário aumento de preços no produto final, é só não inventar de gastar em modelos, fazer simplesmente sacolas.]

    Eu estou fazendo minha parte, e você já começou a fazer a sua? E a mídia está fazendo certo a parte que compete a ela?
    Eu não preciso de lei para me ensinar o certo e o errado, e você? Vamos nos unir e ensinar ao governo que nos também somos capazes de administrar nossa casa… o planeta terra.
    O meio ambiente agradecerá.

  57. Carlos disse:

    Um grande problema com lixo espalhado é a falta de sacolas plásticas para acondicioná-los. Pesoas que andam com cães pelas ruas e praças usam dessas sacolinhas para recolher as fezes, caso contrário crianças, estudantes, pedestres, idosos , etc, irão pisar nesses dejetos e poluir muito mais o meio ambiente além do aumento de viroses e doenças pois a carrocinha não pode mais pegar os cães soltos nos espaços públicos. A grande quantidade de lixo espalhados pelo chão em todo lugar se deve a falta de mais sacolinhas plásticas para acondicioná-lo. Vamos ser coerentes, essas sacolinhas sção quase biodegradaveis em 3 dezenas de dias elas apodrecem, se esfarelam toda. Digo não a extinção delas, pela sua utilidade, praticidade, etc. as donas de casa ao fazerem suas compras, depois as utilizam para mil outras utilidades de forma que proibí-las é andar na contramão de medidas ambientais.

  58. José Roberto disse:

    Penso que só quem vai ganhar com isso são os supermercados. a falha não está em usar sacolar plásticas e sim em como descartá-la. Se for pensar na ecologia apenas na saída do supermercado, há de se observar nãosó as sacolas, mas o que está dentro delas. O volume de plásticos e outros materiais nocivos e não reciclaveis que vão poluir o ambiente, que vão dentro das sacolas fazem delas as vítimas não as vilãs. Nunca fiz as contas mas vou fazer, acredito que cada sacola vai poluir menos que meio por cento do que cada produto que ela carrega. Alguém vai deixar de levar produtos por causa disto? Algum supermercado deixou de vender algum produto porque vem em embalagem de plástico? ou que conhecidamente polui? Aposto que não. A questão é que os mercados pensam na redução de custo evitando distribuir sacolas, sendo que poderiam investir em ecologia distribuindo por exemplo sacolas recicláveis. Essa questão é interesse puramente COMERCIAL e não ecológico. A disciplina e conciência no uso e descarte é que resolve, sem que seja preciso o consumidor abrir mão desta facilidade do uso das sacolinhas. Fico indignado com a manipulação da opinião pública para interesses econômicos usando a ecologia como pretexto.

  59. Neocir Jose Leite disse:

    gostaria primeiro esclarecer que sou favorável a eliminação das sacolas nos super. mais acho que o governo deveriam c preocupar mais com os produtos expostos nos mercados, pois desde uma bala ate uma geladeira e embalado em plastico itens como cafe açúcar bolachas e muitos outros deveriam ser embalados com papel deveríamos voltar ao passado onde todos os produtos eram embalados em papel sendo que quando uma pessoa vai ao mercado ele acaba colocando dentro de uma sacolas vários itens de plastico, e ao chegar em casa utiliza a sacolas para vários finalidade e as outras embalagens dos produtos vai direto para o lixo, imagina quantas mil embalagens de balas vai nas ruas do brasil todos os dias para onde vai essa embalagens c não para os rios e mares, fica aqui meu depoimento.

  60. EDUARDO disse:

    ESSA RESTRIÇÃO E APENAS PARA SACOLINHAS, SACOLAS, OU TSMBÉM INCLUI O SAQUINHO DE FEIRAS, O SACOS DE LIXO ?
    ONDE OS GARIS VÃO COLOCA A SUJEIRA QUE A POPULAÇÃO JOGA NAS RUAS APÓS VARER ?
    ENGRAÇADO SACO É UM SACO, MAS COMO RESOLVER ESSAS QUESTÕES?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *