Início » Sem categoria » A Espanha quer acabar com a imigração
Imigração

A Espanha quer acabar com a imigração

A Espanha quer acabar com a imigração
Entre imigrantes, a taxa de desemprego é de 30%

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Espanha sempre se orgulhou de receber bem imigrantes, mas agora políticos estão começando a tentar mudar esta política. Pode ser tarde demais. O número de imigrantes se dirigindo para o país está diminuindo com a crise financeira.

O país está com 4 milhões de desempregados. Entre imigrantes, a taxa de desemprego é de 30%, sendo que 20% é a taxa comum entre o restante da população. A intenção de alguns políticos é tentar tirar imigrantes do país ao impedir que se registrem em municípios. Sem isto, eles não teriam direito a educação ou atendimento médico.

Críticos da medida afirmam que não passa de terrorismo. A taxa de crescimento de imigrantes estagnou com a crise. Além disso, os imigrantes foram o motor do crescimento do país nos últimos anos. Uma medida para impedir a imigração teria sido útil em 2008. A maior parte dos imigrantes que veio naquele ano está desempregada por culpa da crise.

Fontes:
Economist - Spain and immigration: Bad new days

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. Roberto Carlos disse:

    Espanha Espanha, lugar dos meus antepassados, e fazem isso conosco agora? Faremos com eles o que fazem conosco, simples.

  2. Rodney disse:

    Eu tenho em minhas econmias alguns milhões de euros.E eu gostaria de passar a minha terceira idade na Espanha por ser aterra dos meus antepassados, que vieram para o Brasil quando as coisas não andavam bem por lá.Será que eles vão me aceitar.

  3. luiz antonio vieira barbi disse:

    CARÍSSIMO SENHOR ROBERTO CARLOS! PARA QUE PREGAR A OBSOLETÍSSIMA LEI DO TALIÃO?? AQUELA MESMA DO OLHO POR OLHO E DENTE POR DENTE…POIS OS ESPANHÓIS ESTES DIAS ESTÃO ENTRANDO EM UMA ” SERASA ” EUROPÉIA DOS MAUS PAGADORES. PORTUGAL, ITALIA, IRLANDA, GRECIA E ESPANHA ( SPAIN ) JÁ SÃO CHAMADOS DE PIIGS…PORCOS!! VEJÁ SÓ QUE SEUS ANTEPASSADOS NÃO ESTÃO NADA BEM…

  4. Antonio Campos Monteiro Neto disse:

    É a política da conveniência. Enquanto precisaram de imigrantes, houve estímulo à imigração. Agora, quando não mais necessitam, deportação neles. Com direito a xenofobia, discursos de extrema direita, etc.

  5. jaderdavila the small shareholder disse:

    o descendente de castelhano está errado.
    nem espanha nem europa.
    lugar de crescer neste momento é a africa.
    todo aquele investimento em mineraçao, ferrovia, fundiçao, vai precisar de gente que sabe oque está fazendo.

  6. Fernanda disse:

    Que nojo! Não dá pra aceitar a postura desse país, principalmente quando se trata de brasileiros, nem turistas os ignorantes respeitam. Não são grande modelo europeu, não foram e jamais serão.

  7. Marc disse:

    Não vejo problema algum na Espanha adotar a política de imigração q mais lhe convem, desde que arquem com as consequencias de suas decisões no futuro. Claro que não concordo com a postura dos espanhóis, mas ainda assim achonque cada um tem o direito de escolher quem entra em sua casa.

  8. Luiz Carlos disse:

    A Espanha é uma nação, infelizmente,com uma política desastrosa. Tudo que a Espanha fez na América Latina foi roubar, matar,mentir,impedir o desenvolvimento,obstruir a liberdade religiosa e de pensamento. O que essa nação quer é roubar dos seus imigrantes o direito da dignidade. Essa nação acha que eles são os escravos de Potosi, lugar que levaram muita prata e tiraram muitas vidas, que devem ser usados e depois jogados fora. Eu sou do Rio de Janeiro, felizmente,não uso os trens dessa Super Via,que é de espanhóis,que tem um serviço de baixa categoria, isto é, o serviço é pior do que pra gado quando é carregado para abate.A Espanha é um desastre para a humanidade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *