Início » Sem categoria » Assange teme pena de morte
Sob pressão

Assange teme pena de morte

Advogados disseram que Assange pode ir para a prisão de Guantánamo ou até mesmo ser executado

Assange teme pena de morte
Julian Assange, fundador do site WikiLeaks (Fonte: AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em uma tentativa de evitar a extradição de Julian Assange para a Suécia, os advogados de defesa do fundador do WikiLeaks divulgaram nesta terça-feira, 11, um documento afirmando que Assange teme enfrentar a pena de morte.

O documento ressalta ainda que “existe um risco real de que, se extraditado para a Suécia, os EUA irão buscar a sua extradição e/ou transferência ilegal”. Ainda de acordo com os advogados, Assange pode ir para a prisão de Guantánamo ou até mesmo ser executado.

Assange: risco de ser executado?

Em um outro trecho do documento, que foi reproduzido pelo jornal britânico The Guardian, os advogados do fundador do WikiLeaks dizem que “se Assange for levado aos EUA sem garantias de que não seria condenado à morte, há um grande risco de que essa seja sua pena […] É de conhecimento de todos que figuras proeminentes, se não disseram diretamente, insinuaram que ele deveria ser executado”.

Julian Assange está em liberdade condicional, respondendo a um processo de crime sexual. Na saída de um tribunal de Londres nesta terça-feira, onde aconteceu mais uma etapa do processo sobre a sua extradição, Assange disse que estava feliz com o resultado obtido e que o “trabalho com o WikiLeaks continua inabalável”. O australiano afirmou ainda que está “intensificando a publicação de outros documentos que em breve estarão disponíveis”.

Leia mais:

WikiLeaks pode estar perto do fim

Assange escreve autobiografia para pagar sua defesa

A infoguerra já tem seu primeiro wiki-mártir?

Fontes:
Veja - Advogados de Assange intensificam pressão contra extradição
Estadão - Fundador do WikiLeaks teme pena de morte nos EUA, diz defesa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Helio disse:

    Eu se fosse o Assange ia pra Suècia antes que um Tea Party da vida resolva eliminá-lo.

  2. Carlos U. Pozzobon disse:

    Isso é pura fofoca de advogado.

  3. Geferson Alves disse:

    Isto seria um tiro de misericórdia na decadente credibilidade dos Estados Unidos.

  4. Paulo Fernando disse:

    Assange, está em liberdade condicional por enquanto e o destino da sua trajetória só Deus sabe. Assange é um heroi ou um martir, ou um réu ou nenhuma coisa nem outra.
    Se ele está sendo tão procurado pelas autoridades internacionais, terá com certeza de dar uma boa explicação para sair desse embaraço todo que se encontra.

  5. josepintodeoliveira disse:

    A verdade doi quando a pessoa deve. Lá se vai a reputação e o prestigio da familia.
    Esta na hora de todo mundo tomar conhecimento de tudo. Neste mundo cultural não exite mais pastores para ovelhas e nem fazendeiros de gado. Não se pode mais confiar a administração do paíz em uma só pessoa, pois não terá visão suficente para administrar tudo, é como se fosse o maestro de uma orquestra um falha estraga o serviço!

  6. josepintodeoliveira disse:

    O pessoal mora numa cidade, bem tudo lindo, novidade! Bem a realidade é que se acabar o bendito dinheiro, vai virar num problema! Por isso o pulo tem que ser certo! Emprego garantido, local para ficar, senão vai virar vira-latas de rua! As cidades só ficam fantasmas quando o emprego acaba! Para habitar na ciade dormitorio é só os politicos e os aposentados,pois o recurso do governo é certo e não falha!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *