Início » Sem categoria » Assassino de John Lennon pode entrar com pedido de liberdade condicional
ESTADOS UNIDOS

Assassino de John Lennon pode entrar com pedido de liberdade condicional

Atrás das grades desde 1981, Mark David Chapman fará sexta tentativa de reverter prisão perpétua

Assassino de John Lennon pode entrar com pedido de liberdade condicional
Mark Chapman assassinou John Lennon com cinco tiros em dezembro de 1980

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Condenado à prisão perpétua há quase trinta ano, Mark David Chapman, assassino do cantor John Lennon pode apresentar novamente, nesta terça-feira, 7, um pedido de liberdade condicional. A audiência, marcada original mente para agosto, e adiada por falta de documentação, será realizada na prisão nova-iorquina de Attica, onde Chapman cumpre pena desde 1981.
A série de entrevistas para pedidos de liberdade condicional terão início nesta terça, mas a Junta de Liberdade Condicional não informou quando Chapman será entrevistado. Esta será a sexta tentativa de Chapman. Desde que completou 20 anos de prisão, o assassino de John Lennon pode entrar com um pedido a cada dois anos.
Chapman assassinou Lennon a tiros na noite de 8 de dezembro de 1980, na entrada do Edifício Dakota, em Nova York.

Fontes:
Folha.com - "Assassino de John Lennon pode ter audiência para condicional nesta terça"

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. ANDERSON disse:

    Acho que deve ser cuprido apenas o tempo que ele foi julgado e depois colocá-lo em liberdade. Pois aí ele caminhará com as suas próprias pernas. E acredito qued não voltará a fazer mais coisas erradas e não acredito também que é umameaça para a sociedade. Pois depois de cumprido o tempo ele já vai ter pago sua dívida com a sociedade. Ele poderá até procurar pela família para ter um apoio.

    “E TODO SER HUMNANO É DIGNO DE PERDÃO.”

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *