Início » Sem categoria » Austrália terá ‘imposto da reconstrução’
Após chuvas

Austrália terá ‘imposto da reconstrução’

Governo australiano se viu diante de duas opções: viabilizar a obtenção de mais recursos ou adiar seus planos de reduzir o déficit federal

Austrália terá ‘imposto da reconstrução’
Inundação no estado de Queensland, na Austrália (Fonte: Getty Images)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo da Austrália irá recorrer ao aumento de impostos para arcar com os custos da reconstrução da parte oriental do país, arrasada pelas piores inundações da região nos últimos 50 anos.

Precisando de US$ 10 bilhões para sanar os estragos feito pelas chuvas, a Austrália se viu diante de duas opções: viabilizar a obtenção de mais recursos ou adiar seus planos de reduzir o déficit federal.

US$ 5 por semana

A solução encontrada pelo governo australiano foi onerar cada trabalhador com US$ 5 a mais por semana ao longo de um ano, período ao fim do qual deve ser atingida a meta de arrecadação de US$ 3,5 bilhões.

Na prática o “imposto da reconstrução” consistirá na elevação da alíquota do imposto conhecido como Medicare, que financia o sistema de saúde do país. O dinheiro arrecadado será usado para estradas, pontes, redes ferroviárias e outras infraestruturas essenciais.

Leia mais:

Enchentes dividem cidade em duas na Austrália

Austrália alerta contra crocodilos e cobras

Fontes:
Folha de S.Paulo - Austrália criará imposto especial para reconstrução após enchentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carlos U. Pozzobon disse:

    Esta notícia é perigosíssima. Daqui a pouco o Brasil vai imitar a Austrália e começar a cobrar imposto de reconstrução. Só que o destino será os afilhados políticos do partido dominante, quer dizer, apenas uma beirada, porque o grosso fica na mão dos políticos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *