Início » Sem categoria » Brasil violou regras internacionais ao divulgar informações da caixa-preta
Caos aéreo

Brasil violou regras internacionais ao divulgar informações da caixa-preta

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De acordo com as recomendações da Convenção de Chicago, acordo da Organização das Nações Unidas (ONU) que regulamenta a aviação internacional e do qual o Brasil é signatário, o Brasil não poderia ter divulgado as gravações da caixa-preta do Airbus da TAM.




Embora o acordo não preveja punições, as regras só aceitam a divulgação em casos extremos, como quando se desconfia da intenção do piloto de causar o acidente. Além de atrapalhar as investigações, a divulgação é considerada invasão de privacidade.

Fontes:
O Estado de S. Paulo - Divulgação de dados viola acordo internacional

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

11 Opiniões

  1. melina leshelle disse:

    É impressionante isso. Brasileiro não respeita nada mesmo.

  2. Markut disse:

    Mais um indicador de como anda a nossa cultura cívica
    ,onde o respeito aos comprmissos assumidos, a ética e a sensibilidade foram para a lata do lixo.
    O poder, entre nós, está na mão de verdadeiros trogloditas, onde se casam a falta de respeito, a corrupção, a inercia, a leniência e o deboche.
    E, por cima, temos o Lula zangado e fazendo ameaças veladas à sociedade justamente indignada com os desmandos e a irresponsabilidade, de alto a baixo.

  3. Eduardo disse:

    Além do mais, a parte do diálogo que foi para os jornais não acrescenta nada além de muito sensacionalismo. De que adianta divulgar os gritos de "ai meu Deus, vira, vai bater" ? Só para ganhar mais Ibope. O Lula, a imprensa que divulgou essa perversidade e as autoridades que permitiram a divulgação deveriam ser presos num avião da TAM sem reversor e obrigados a pousar 100 vezes em congonhas com pista molhada.

  4. E. Coelho disse:

    É essa mentalidade do "vale tudo" que faz a diferença, lamentavelmente para pior. Afinal, aqui é país do jeitinho…

  5. Henrique disse:

    Ao se criar uma CPI para um tema o que mais se espera é que haja ÉTICA por parte dos nossos "representantes" do legislativo (hienas).. infelizmente o que vemos são pessoas sem o mínimo preparo ou escrúpulos, sedentos por marketing. A consequência disto é o descrédito em nossos políticos, a violação de informações e tratados além dos enormes danos morais às famílias das vítimas, principalmente dos pilotos. Notem que os dois deputados que acompanharam as transcrições nos EUA já falavam e especulavam informações mesmo antes dos laudos técnicos finais. Acusar os pilotos é fácil, não estão vivos para se defender ou contar o outro lado da história.. quero ver se irão investigar a fundo as condições técnicas e operacionais da aeronave (velha e de terceira mão) que a TAM operava sem a devida manutenção e numa pista "crítica" para qualquer operação de pouso e decolagem.
    Será uma nova PIZZA que está sendo preparada ??

  6. Leamartine Pinheiro de Souza disse:

    Isto me lembra o General Geisel que acusou o acordo militar que tinhamos desde a 2a Guerra Mundial, pelo qual, tinhamos de perguntar aos EUA sobre qualquer compra de equipamentos bélicos para as nossas forças armadas e, como resultado, só comprávamos as sucatas norte-americanas e, com isto, fomos comprar os Mirage da França e fazer o Acordo Nuclear com a Alemanha que incluía a absorção da tecnologia do urânio, coisa que os EUA não aceitavam para terem o domínio desta tecnologia escravizando quem precisasse do urânio enriquecido para alimentar suas usinas nucleares.

    Precisamos acusar esta "regra internacional" que só protege os fabricantes das aeronaves. Neste caso, a "caixa preta" teve sua integridade confirmada porque o Airbus 320 é de fabricação européia, no entanto, se fosse da Boeing norte-americana, quem garante que os interesses daquele país não se sobreporiam aos nossos interesses sobre a questão e a "caixa preta" não seria declarada "irrecuperável"?!!
    Por conseguinte, precisamos absorver e dominar a tecnologia da análise destas "caixas pretas", em nome da DEFESA DOS INTERESSES NACIONAIS.

  7. Luís Bustamante disse:

    Não culpem a imprensa. Embora ávida por notícia, a imprensa só publica aquilo que lhe é informado e do interesse das fontes. mas não deixa de ser um descalabro a divulgação do conteúdo da caixa preta.

  8. EDVALDO TAVARES disse:

    O PAÍS ESTÁ UM "ESCULACHO" GERAL. As instituições brasileiras das diversas hierarquias do poder estão desacreditadas. As medidas que tomam, não são confiáveis e, o povo brasileiro está à deriva, apenas sobrevivendo sem esperança. E, agora, como última novidade, o oportunismo fez da tragédia do avião da TAM uma bancada de arrendamento de dividendos políticos. Deputados que há longo tempo parasitam e espoliam os cofres públicos, que não entendem de nada, tendo baixo nível intelectual em número significativo, protagonizaram a violação de regras internacionais da aviação. O governo federal, por outro lado, de maneira demagogica, provavelmente sem pareceres de comissões de estudo conduzidas por especialistas sérios, quer, porque quer, construir outro aeroporto. Tudo é feito "nas coxas", a ciência do "de araque" prevalece e convence os iludidos, os "mais trouxas". As vezes, chego a duvidar que os homens sérios neste país inexistem ou estão omissos. Como pode uma cambada de corruptos, trambiqueiros, chavequeiros, politiqueiros "desavergonhados", terem infestados o judiciário, inclusive as cortes máximas (STJ e STF), todas as esferas dos executivos (federal, estadual e municipal) e complementando a malta, o legislativo (deputados e senadores). Dá vontade de chorar! São esses que envergonham o BRASIL. Um momento de cruel sofrimento para os familiares das vítimas do acidente, se transforma em espetáculo de televisão de deputados oportunistas. É decepcionante, em vez de solucionarem os problemas com seriedade, expôem ao povo brasileiro as suas incapacidades com discurseiras inúteis, acusações, suposições e, comprovada ineficiência. "BRASIL ACIMA DE TUDO". EDVALDO TAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

  9. Jorge Nascimento (acreucho) disse:

    O problema é que este foi considerado um "caso extremo". Era de extrema necessidade que o governo pudesse "tirar o seu da reta". Para assim fazê-lo, acha que eles se importariam com as regras da ONU?
    Não confio nos dados, nem nas análises, nem nas transcrições e vou dizer porque: em informática, tudo é possível.

  10. Jorge Nascimento (acreucho) disse:

    Da-lhe Edvaldo…
    é disso que eles estão precisando…
    http://www.radiovolante.blog.uol.com.br

  11. Markut disse:

    Um parente do piloto do avião acidentado, colocou bem essa safadeza toda que está ocorrendo.
    Diz ele, que, na procura dos culpados, a corda vai romper do lado mais fraco , que é o piloto, que nem está aí, para se defender. Do outro lado está o governo, a Companhia aérea e o fabricante da aeronave.
    Certamente a causa da tragédia é complexa, mas esta se fazendo tudo para mascarar o essencial: falta de comando, de planejamento sério e não corrompido por interesses, que pouco têm a ver com a segurança do cidadão.
    Paradigmático é ver Aeronáutica, Infraero e Anac se desdizendo procurando tirar o seu da seringa.
    Só agora, ficamos sabendo que a pista de Cumbica está com o seu prazo de validade vencido?????
    Onde estavam as autoridades competentes ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *