Início » Sem categoria » Campanha de Sarkozy teria recebido dinheiro ilegal
Escândalo

Campanha de Sarkozy teria recebido dinheiro ilegal

Doação de € 150 mil teria sido repassada ao ministro do Trabalho, Eric Woerth, afirmou a ex-contadora da herdeira da L’Oréal

Campanha de Sarkozy teria recebido dinheiro ilegal
Presidente da França, Nicolas Sarkozy, é acusado de ter recebido € 150 mil para campanha

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A campanha eleitoral do presidente francês, Nicolas Sarkozy, recebeu uma doação ilegal de € 150 mil de Liliane Bettencourt, herdeira da L’Oréal, informou a ex-contadora, Claire T, a um site de notícias.

A doação teria sido repassada ao atual ministro do Trabalho, Eric Woerth, que recebeu a quantia quando era tesoureiro do partido de direita UMP para financiar a campanha de Sarkozy em 2007.

Secretário-geral da Presidência defende Woerth

O secretário-geral da Presidência francesa, Claude Géant, defendeu o ministro do Trabalho e negou a possibilidade de demissão. Em uma entrevista dada à revista Figaro, o secretário disse que não existe motivo para demissão do tesoureiro porque não existe evidência de que Woerth tenha cometido alguma infração.

“A única questão que nos perguntamos é saber se este duplo papel dá lugar a um comportamento anormal. Nenhum comportamento anormal foi revelado. [Este caso] é de pura fantasia, a imaginação, a manipulação de informações falsas”, disse.

Entenda o caso

Uma série de denúncias tem estourado escândalos na gestão do presidente francês, Nicolas Sarkozy. Entre elas, gastos do dinheiro público com extravagâncias e envolvimento duvidoso com importante figura da elite francesa.

As polêmicas começaram após uma denúncia de que a herdeira da gigante de cosméticos L’Oréal, Liliane Bettencourt, organizava operações para sonegar impostos e tinha vínculos com o ministro do Trabalho, Eric Woerth, e sua esposa Florence – que administrava a fortuna de Liliane, a terceira maior da França.

Leia mais:

Primeiro-ministro de Cingapura é o líder mais bem pago do planeta

Fontes:
Le Monde - Affaire Bettencourt-Woerth : l'Elysée défend Eric Woerth
AFP - Sarkozy sacrifica dois ministros para salvar figura chave de seu governo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *