Início » Sem categoria » Como a Índia lida com ondas de calor
TEMPERATURAS EXTREMAS

Como a Índia lida com ondas de calor

Métodos tradicionais de combate ao calor na Índia podem servir de exemplo para países europeus, que enfrentam ondas de calor cada vez mais intensas

Como a Índia lida com ondas de calor
Além dos métodos tradicionais, país também conta com planos de ação do governo (Foto: Twitter/AJ+)

Na última semana de julho, a Europa registrou uma temperatura recorde de 45ºC. A temperatura chegou a 45,9°C na cidade de Gallargues-le-Montueux, no sul da França. A atípica onda de calor acionou o alerta vermelho em diversos países europeus.

Na Índia, cerca de 130 pessoas morreram desde que a onda de calor começou em meados de maio. Nova Déli registrou a temperatura recorde de 48ºC em junho e o calor estendeu-se do estado de Rajasthan, na região oeste do país, ao estado de Bihar, a leste.     

“Quando a temperatura atinge mais de 37ºC, o corpo humano começa a acumular calor. O corpo tenta compensar a retenção de calor produzindo mais suor. Essa reação aumenta os batimentos cardíacos e, por isso, muitas pessoas, sobretudo idosos e crianças, são hospitalizadas com problemas no coração ou de circulação”, disse Dileep Mavalankar, diretor do Institute of Public Health Gandhinagar.

“Mas mesmo em pessoas jovens e fortes, se a temperatura do corpo ultrapassar 40ºC, o cérebro pode sofrer danos irreversíveis”, acrescentou
Mavalankar.

Alguns cientistas atribuem as ondas de calor extremo que atingiram a Europa em 2018 e neste ano ao aquecimento global. Porém, as temperaturas recordes registradas em julho na Índia situam-se na média prevista na variação nos meses de maio e junho.

Segundo Sanjiv Phansalkar, pesquisador da fundação Transform Rural India em Nagpur, no estado de Maharashtra, no verão as temperaturas costumam atingir 47ºC e 48ºC. “Por esse motivo, desenvolvemos mecanismos simples para enfrentar o calor, que podem ser aproveitados em outros países”, diz Phansalkar.  

“As pessoas precisam beber muita água ao longo do dia. Não se deve sair de casa sem um chapéu, ou um lenço, por causa do sol forte. As bebidas geladas provocam um choque no organismo superaquecido. O ideal é beber uma xícara de chá quente. Além disso, os turnos de trabalho externo em Nagpur são interrompidos no período de 11 horas às 17 horas”, explica o pesquisador.

Em Bihar, as pessoas têm o hábito de beber “sattu”, uma bebida feita de grão de bico, água, sal e pimenta, em dias muito quentes. “É uma tradição local, porém, não acredito que o gosto da bebida agradará aos europeus. Mas além da ingestão de líquido, o sattu é rico em ferro e proteína e, assim, complementa a alimentação indiana”, disse um advogado originário de Bihar, que mora em Déli.

O Heat Action Plan, o primeiro programa oficial de combate ao calor na Índia, elaborado pelas autoridades da cidade de Ahmedabad, salvou centenas de vidas durante uma onda de calor extremo em 2015.   

De acordo com as diretrizes do programa, os trabalhadores fazem uma pausa nas horas mais quentes do dia e a prefeitura aciona um alerta vermelho em dias com temperatura acima de 45ºC. A cidade tem parques arborizados e jardins abertos ao público, espaços antes reservados aos moradores mais ricos da cidade.

As ambulâncias têm estoques de gelo para atender a população. As enfermarias dos hospitais contam com recursos especiais para o tratamento de doenças decorrentes do calor intenso, como desidratação. A prefeitura também incentiva os moradores de casas com tetos de zinco a pintá-los de branco, para que as casas fiquem mais frescas.

A Europa não está preparada para enfrentar as ondas de calor cada vez mais intensas. As casas foram construídas de acordo com as necessidades de um clima frio. Muitas não têm  ar-condicionado ou ventiladores.

Já na Índia, as casas têm paredes grossas feitas com uma mistura de lama e argamassa, pé direito alto e telhados de sapé, um tipo de construção que mantém as casas mais frescas no verão.

Apesar da tendência dos jovens que vivem em cidades como Déli e Mumbai de adotarem costumes ocidentais, como o uso de ar-condicionado nas casas e nos carros, observou Phansalkar, os indianos ainda mantêm os princípios básicos de proteção contra o calor nos meses de verão.

Fontes:
The Independent-How India copes with heatwaves: From traditional tricks to official action plans, what keeps the country from meltdown?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    Uma maneira de aliviar o sofrimento causado pelo calor acima da temperatura do corpo, se houver um refrigerador que produza gelo disponível, é manter a pessoa com um braço dentro de uma bacia cheia de água e algumas pedras de gelo. O braço mergulhado na água gelada funciona como o radiador de um automóvel e a temperatura do sangue de todo o corpo é arrefecida pelo braço mergulhado na água fresca. Se o local for úmido(umidade acima de 40%) os ventiladores que borrifam água só produzem mais mal estar. Já nos locais secos, os COOLERS conseguem diminuir o calor em até 5 graus, MAS APENAS EM LOCAIS COM UMIDADE RELATIVA DO AR ABAIXO DE 40%. No Brasil estão vendendo COOLERS como se fossem mini-condicionadores de ar, o que é uma picaretagem, pois só funcionam em locais muito secos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *