Início » Sem categoria » Corte no orçamento é maior do que o esperado
País

Corte no orçamento é maior do que o esperado

O decreto com os cortes de custeio e investimentos do orçamento de 2009 foi publicado nesta segunda-feira com R$ 3,4 bilhões acima do valor anunciado há duas semanas. O governo detalhou por ministério o total dos recursos bloqueados, que somam agora R$ 25 bilhões. As pastas mais atingidas pelos cortes são os do Turismo e do Esporte.

O Ministério do Turismo teve 86,4% das despesas passíveis de corte tiradas do orçamento. De um montante de R$ 2,981, a pasta só tem liberados R$ 404 milhões. O Turismo recebeu a decisão sem protestar. O Ministério da Educação perderá R$ 1,3 bilhão, a área social também sofreu cortes, mas o Bolsa Família, que é o carro-chefe do governo, não teve os gastos reduzidos.

O de Esporte, que teve o segundo maior percentual de corte nas despesas de custeio e investimento, caindo de R$ 1,373 bilhão para R$ 194,2 milhões. A assessoria do ministro da pasta, Orlando Silva, disse que "o orçamento público é uma expressão das prioridades do governo e o contingenciamento deste orçamento também".

O Ministério das Cidades também sofreu grande corte. O limite da pasta foi reduzido de R$ 9,675 bilhões para R$ 6,181 bilhões – R$ 3,5 bilhões ou 36,1% de corte. O ministro Marcio Fontes disse que "o importante é preservar as obras do PAC, e isso foi feito. As emendas foram retidas, mas haverá liberações ao longo do ano, de acordo com a arrecadação".

O Ministério do Planejamento informou que as especificações das despesas cortadas serão detalhadas por portaria, já que o decreto de contingenciamento, publicado no Diário Oficial, não esclareceu se as despesas cortadas são de custeio ou investimentos.

 

Fontes:
Globo Online - Orçamento sofre corte maior, mas Bolsa Família e PAC são preservados

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *