Início » Sem categoria » Desnutrição infantil na Guatemala é crítica
Tragédia humanitária:

Desnutrição infantil na Guatemala é crítica

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De acordo com a Unicef, quase metade das crianças da Guatemala são cronicamente desnutridas. Esse é o sexto pior desempenho em todo o mundo.

Em algumas regiões rurais da Guatemala, onde a população é predominantemente de origem maia, a incidência da desnutrição infantil chega a 80%. A situação piorou ainda mais com o aumento mundial dos preços dos alimentos, a queda das remessas de dinheiro dos guatemaltecos que trabalham nos EUA — que correspondem a 12% do PIB da Guatemala — e a seca no leste do país.

O governo e doadores estão fornecendo alimentos em caráter de urgência para 300 mil pessoas espalhadas por cerca de 700 aldeias da Guatemala. Outras 400 mil pessoas também podem precisar de ajuda.

A Economist diz que o que torna essa situação ainda mais perturbadora é que a Guatemala tem recursos suficientes para evitar que as coisas cheguem a esse ponto, o que indica falhas do governo. A revista lembra ainda que outros países da América Latina, como Bolívia, Peru e Brasil, vêm conseguindo reduzir a fome entre as crianças.

Fontes:
Economist - Malnutrition in Guatemala: A national shame

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *