Início » Sem categoria » Driblando as dificuldades para o transporte de cargas
África

Driblando as dificuldades para o transporte de cargas

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Na África, é difícil e oneroso transportar mercadorias. Mas várias empresas estão tentando tirar o melhor proveito possível da precária infra-estrutura existente para montar redes logísticas transcontinentais.

O continente africano tem poucas e precárias linhas ferroviárias, e nada que se aproxime de uma grande estrada intercontinental. Há bloqueios, subornos, doenças e toda sorte de outras dificuldades.

O maior protagonista do esforço em prol da maior eficiência no transporte de mercadorias é o grupo francês Bolloré, responsável por 80% das exportações do oeste do continente (excluindo o petróleo), e 25% do leste.

O objetivo do grupo é a criação de uma rede pan-africana de 26 mil quilômetros de "corredores vitais" através do aproveitamento de toda infra-estrutura já disponível. Assim, o grupo Bolloré espera aproveitar melhor o aumento da demanda por bens de consumo nas economias africanas.

Fontes:
Economist - Network effects

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *