Início » Brasil » Embaixador Mário Vivalva assume presidência da Apex
NOVO PRESIDENTE

Embaixador Mário Vivalva assume presidência da Apex

Vivalva vai ocupar o cargo deixado por Alex Carreiro, que desempenhou a função por menos de dez dias

Embaixador Mário Vivalva assume presidência da Apex
Bolsonaro se reuniu com Vivalva e o ministro Araújo na última quinta-feira, 10 (Foto: Jair Bolsonaro/Twitter)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu, na noite da última quinta-feira, 10, o embaixador Mário Vivalva, que foi indicado para ocupar o cargo de presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).

Vivalva foi indicado pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para substituir Alex Carreiro, que se recusava a deixar a presidência. Carreiro, inclusive, teria afirmado que não deixaria o cargo, pois apenas Bolsonaro poderia demiti-lo. Porém, o Palácio do Planalto confirmou, na última noite, que Vivalva será o novo presidente da agência, depois que o chefe de Estado demitiu o comandante da Apex.

“Recebi hoje o embaixador Mário Vilalva, indicado pelo chanceler Ernesto Araújo para o cargo de presidente da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX)”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro.

Alex Carreiro é o primeiro nome a deixar o governo Bolsonaro em menos de dez dias. Formado em publicidade, o agora ex-presidente não é fluente em inglês e não tem experiência no setor público na área de comércio exterior, o que seria necessário para se manter no cargo. Carreiro havia sido empossado no último dia 2 de janeiro.

Durante seu período de atuação, Carreiro teria demitido 17 funcionários e nomeado outros 11, além de ter acertado a contratação de outros dez. Ademais, substituiu responsáveis por cargos de gerências estratégicas. Os diretores da Apex não estariam satisfeitos com o desempenho de suas funções, o que gerou mal-estar dentro da agência.

Desta forma, os diretores procuraram o ministro Araújo, a quem os responsáveis pela Apex se reportam, que agiu imediatamente, demitindo Carreiro. O anúncio da saída do então presidente foi feito na noite da última quarta-feira, 9, através das redes sociais. Uma das denúncias teria sido feita por Letícia Catelani, que foi indicada por Araújo para assumir duas diretorias, mas Carreiro se recusou a nomeá-la.

Carreiro é próximo do filho de Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o que teria gerado polêmica desde a nomeação do publicitário para a Apex. O vereador Carlos Bolsonaro, irmão de Eduardo, usou as redes sociais para desmentir que o deputado federal tenha indicado Alex Carreiro para o cargo na Apex.

Fontes:
O Globo-Após disputa pela presidência da Apex, Bolsonaro confirma demissão e se reúne com novo presidente

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *