Início » Sem categoria » Equador corta internet de Julian Assange na embaixada do país em Londres
WIKILEAKS

Equador corta internet de Julian Assange na embaixada do país em Londres

Governo equatoriano corta acesso à internet do fundador do WikiLeaks logo após divulgação de discursos de Hillary Clinton

Equador corta internet de Julian Assange na embaixada do país em Londres
Equador diz que medida visa evitar influênciar o pleito americano (Foto: Wikimedia)

O governo do Equador restringiu temporariamente o acesso à internet do fundador do WikiLeaks,  Julian Assange, que está refugiado na embaixada do país em Londres desde 2012. Em comunicado, o Ministério do Interior equatoriano afirmou a medida tem como finalidade evitar a interferência da organização nas eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Recentemente, o WikiLeaks divulgou documentos com discursos da candidata democrata Hillary Clinton para o banco de investimentos Goldman Sachs. Com isso, o conteúdo põe em evidência, na reta final das eleições americanas, os vínculos de Hillary com executivos de Wall Street, o que não é bem visto por democratas liberais.

Dessa forma, o governo equatoriano afirmou na última terça-feira, 18, que “exercitou seu direito soberano” ao cortar o acesso de Assange ao sistema de comunicações da embaixada. “O governo equatoriano respeita os princípios de não intervenção nos assuntos de outras nações, e não se intromete em campanhas eleitorais ou apoia um candidato em particular”, disse o comunicado.

Além disso, a chancelaria equatoriana destacou que a restrição é apenas temporária e que ela não impediu as atividades jornalísticas do WikiLeaks.

O próprio grupo havia denunciado em sua conta no Twitter que o Equador cortou a internet de Assange logo após a publicação dos discursos de Hillary e na terça-feira chegou a acusar o secretário de Estado americano John Kerry de ter pedido ao governo equatoriano que impedisse que o site publicasse documentos da democrata.

“Qualquer sugestão de que o secretário Kerry ou o Departamento de Estado estiveram envolvidos na desconexão do Wikileaks é falsa. Relatos de que o secretário Kerry teve conversas com as autoridades equatorianas sobre isto é simplesmente mentira”, afirmou o porta-voz do Departamento de Estado americano John Kirby.

Julian Assange mora e trabalha na embaixada equatoriana em Londres desde junho de 2012. Ele obteve asilo logo após a corte britânica ordenar a extradição dele para a Suécia, onde ele é acusado na Justiça de abuso sexual.

Fontes:
Washington Post-Ecuador cuts off Internet access for WikiLeaks founder Julian Assange
G1-Equador corta internet de Assange, fundador do WikiLeaks
Público-Equador confirma que cortou acesso à Internet de Assange

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Alessandro Garcia disse:

    Essa vagabunda da Hillary está escondendo muita coisa, por isso que Donald Trump sem sombras de dúvidas vai ser o novo Presidente dos EUA.

  2. Roberto1776 disse:

    Os americanos estão ralados. Segundo brasileiros direitistas, republicanos e radicados nos EUA, Hillary é a dilma destruidora do futuro dos americanos e Trump se assemelha ao nosso detestável molusco cefalópode. E agora? Se realmente é assim, eu daria preferência ao Trump, pois ele não precisa roubar enquanto que o nosso molusco roubou ilimitadamente. E um destruidor do futuro, tipo hillary rousseff clinton, é pior do que um ladrão já cheio da grana como dizem ser o Trump.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *