Início » Sem categoria » Itália desiste de bloquear sites incitando ódio
Censura

Itália desiste de bloquear sites incitando ódio

Itália desiste de bloquear sites incitando ódio
Berlusconi após ataque

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Itália desistiu de tentar conter sites promovendo ódio, apesar de ter ameaçado tomar medidas sérias contra sites que apoiaram o ataque de um homem contra o primeiro-ministro do país, Silvio Berlusconi. O site Facebook anunciou que vai fechar qualquer página sobre Massimo Tartaglia, o homem que atacou o primeiro-ministro.

Em apenas dois dias, Tartaglia ganhou 100 mil fãs no site de relacionamento pessoal. Apesar de ter fechado a página, duas outras surgiram para substituí-la.

O ministro do Interior do país, Roberto Maroni, havia proposto uma lei de emergência para bloquear sites de ódio. A proposta foi encarada como uma forma de censura. Membros do partido de oposição ao governo compararam a proposta a medidas de países como Irã e China, que bloqueiam o acesso de seus internautas a diversos conteúdos.

Fontes:
Reuters - Itália abandona plano de proibir sites que promovem ódio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. luiz antonio vieira barbi disse:

    MASSIMO TARTAGLIA, SE QUERIA APARECER E TER SEU NOME ESPALHADO PELO MUNDO, CONSEGUIU…UMA LEGIAO DE CEM MIL IDIOTAS DESOCUPADOS, ALEM DE UMA PEQUENA CRISE POLITICA!! BEM MELHOR FOI A NOSSA CRISE POR CAUSA DE UMA ESTUDANTE DE PERNAS DE FORA…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *