Início » Sem categoria » Juristas pedem processos contra torturadores
Lei da Anistia

Juristas pedem processos contra torturadores

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Foi ratificado, na última segunda-feira, um manifesto assinado por mais de cem advogados, juízes e promotores em apoio à decisão do Ministério da Justiça de discutir a possibilidade de processo por tortura durante a ditadura militar.

O documento é uma reação à movimentação de militares da reserva que vêm se manifestando contra a revisão da Lei da Anistia.

O "Manifesto dos Juristas", como foi chamado o documento, diz que o "processo de consolidação de nossa democracia" só "dar-se-á por concluído quando todos os assuntos puderem ser discutidos livremente". "Crimes de tortura não são crimes políticos e sim, crimes de lesa-humanidade."

Fontes:
Folha de S. Paulo - Juízes e advogados defendem processos contra torturadores

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Arlon Borges disse:

    Qeum são esses 100 advogados? Uma gota d”água. Tarso Genro já calou a boca e voltou atrás. Se querem mudar a regra do jogo, decidida em consenso quase trinta anos atrás, que mude para todos. Vamos processar o seqüestrador Gabeira, a assaltante Dilma, etc etc.

  2. zuil disse:

    Não existe uma única prova desses crimes de tortura, a não ser a palavra deles mesmos. Por outro lado, se esses crimes foram cometidos, forma cometidos contra criminosos, que jogaram bomba no aeroporto de Guararapes, nos consulados e bibliotecas. Isso pode. Moralmente falando, a gravidade desses atos é muito maior ao da tortura. A tortura é ilegal e deve ser punida, mas é humanamente compreensível. Agora, soltar bomba em aeroporto não é humanamente compreensível. Além do mais, todos êles trabalhavam para o govêrno cubano, que foi o govêrno que mais torturou e matou na América Latina. O José Dirceu que foi alto funcionário da inteligêencia cubana, por exemplo, é moralmente responsável por cada morte e tortura. Êles têm é muito dinheiro a ganhar com isso, como o Ziraldo e cia..Êles querem dar a impressão que existem milhares de torturadores por aí. Em vinte anos de ditadura militar foram prêsos duas mil pessoas,isto é, cem pessoas por ano.E fica o Genro querendo dar uma de superioridade moral. E a mídia aceita.E aquele soldado da brigada militar,Sr. Ministro, degolado com uma foice em praça pública pelo MST ? Continua impune. Quando morre um deles, é aquela choradeira, com todo o apoio da mídia nacional. Isso não é terrorismo? Protesto pacífico é que não é. Nós somos 180 milhões de brasileiros. Onde estão os homens desse país? São poucos.

  3. Ademir disse:

    Concordo "em gênero, número e grau" com o Arlon Borges, pois "pau que dá em Chico, também dá em Francisco", portanto, a Lei que vale para um, vale para todos, e, se for feita qualquer alteração nesta mesma Lei, tem que valer para ambas as partes.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *