Início » Sem categoria » Lei do Arizona segue enfrentando oposição
Imigração

Lei do Arizona segue enfrentando oposição

Tema será debatido durante fórum dos presidentes dos poderes legislativos dos países da América Central, México e Caribe

Lei do Arizona segue enfrentando oposição
Protesto contra a nova lei (Fonte: AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A lei que aumenta o rigor contra a imigração ilegal aprovada no estado norte-americano do Arizona vem causando bastante polêmica. Líderes dos países da América Central, México e Caribe estão buscando fixar uma postura comum de rejeição à lei, considerada por eles xenófoba e discriminatória.

De acordo com a nova lei, a polícia está autorizada a parar, prender e interrogar qualquer imigrante latino-americano que pareça clandestino, além de punir aqueles que transportarem ou contratarem imigrantes sem documentos.

Os presidentes dos poderes legislativos da região devem se reunir entre os dias 15 e 18 de maio, na Guatemala. O deputado salvadorenho Shafick Jorge Handal disse que os representantes desses países devem ir “todos juntos e em bloco expressar nossa posição de que não estamos de acordo com uma lei que tem um amplo caráter xenófobo”.

Dos cerca de 11 milhões de imigrantes sem documentos nos EUA, 62% são provenientes do México, 530 mil são de El Salvador, 480 mil da Guatemala e 320 mil de Honduras.

Leia mais:

Obama é contra novas medidas de imigração

Fontes:
Prensa Latina - Criarão na América Central frente comum contra lei Anti-imigrante

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo Dabés Filho disse:

    Existem duas coisas que sempre tiveram entradas permitidas nos EEUU: imigrante ilegal e drogas.

    O combate a ambas sempre foi uma farsa, pois interesses financeiros maiores se impunham.

    Depois do 11 de Setembro a situação dos imigrantes ilegais se complicou, pois nenhum governante quer ser responsabilizado por eventual novo ato terrorista.

    As drogas, no entanto, continuam correndo soltas e somente um colapso social, na mesma proporção do 11 de Setembro, será capaz de provocar o seu combate efetivo, antes que “a banana coma o macaco”.

    É isso aí Tio Sam: quem planta vento colhe tempestade!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *