Início » Sem categoria » Licenças de 39 cursos de pós-graduação são cassadas pelo MEC
Educação

Licenças de 39 cursos de pós-graduação são cassadas pelo MEC

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O MEC descredenciou 39 cursos de pós-graduação, incluindo programas da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), consideradas três das melhores instituições de ensino superior do país.

A medida é resultado de uma avaliação feita pelo MEC em que os cursos de pós-graduação tiveram notas 1 e 2 em uma escala de 1 a 7. A lista dos piores tem 19 cursos de São Paulo e Rio e 8 do Nordeste. Só 7 deles são de universidades particulares.

Fontes:
O Estado de S. Paulo- MEC descredencia 39 cursos de pós por baixa qualidade

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Ademir disse:

    Nada mais, nada menos, do que a reação "causa x efeito" do descaso dos sucessivos governos "dessepaís" (parodiando alguém!) em relação ao ensino. Repetição pura e simples, no ensino superior, do que acontece desde o ensino fundamental. Porém, para um observador mais atento, é fácil compreender o "porquê" da falta de atenção do governo para o problema: É MAIS FÁCIL LUDIBRIAR O INCULTO DO QUE O CULTO! E, mesmo que não se atente para o fato, o voto do inculto (até do analfabeto) tem o mesmo valor do voto daquele que tem um alto preparo intelectual. Coisas da "democracia à brasileira". Fica a pergunta: "Quem pagará a conta dos erros cometidos pelos "doutores" que já se diplomaram pelos cursos que ora foram descredenciados?"…e se houvesse curso de pós-graduação em medicina (cujo erro costuma matar o paciente), ou, pior, de engenharia (cujo erro pode matar, não apenas um, mas muita gente inocente)????

  2. EDVALDOTAVARES disse:

    VERGONHOSA CRISE EDUCACIONAL GERAL. Ver o nome de universidades consagradas como indiscutíveis templos de excelência de ensino numa lista de fornecedores de cursos de pós-graduação de baixa qualidade, é decepcionante. Que o país está cheio de universidades e faculdades destituidas de bom padrão, isto não espanta ninguém. Agora, ver os nomes da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) numa listagem de conceito negativo, por apresentarem baixa qualidade no aperfeiçoamento de alunos graduados, ultrapassa os limites da decepção. E, o governo federal petista ilude miscigenados com a moleza do ingresso nas universidades por meio de cotas raciais e, não bastando só isto, quer arrastar para o interior das universidades públicas os analfabetos, mestiços ou não, oriundos das escolas de ensino médio públicas, sem vestibular. Para piorar, oportunistas que querem um diploma de nível superior e ostentar um "anel de doutor" no dedo, conquistados em "cursos feitos nas coxas", alegam, como justificativa, reparação social e racial a que não têm direito. É lamentável admitir: "ESCULHAMBOU GERAL". A classe cultural brasileira, que é a verdadeira elite do país, onde estão os líderes não-manifestos, únicos preparados para conduzir ao progresso esta nação, tem que reagir imediatamente e assumir o governo para colocar o BRASIL nos trilhos. Estamos assistindo passivamente a desmontagem de um país. Está na hora de escorraçar essa corja de incompetentes e atacar os verdadeiros problemas que nos afligem antes que seja tarde. "BRASIL ACIMA DE TUDO." EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

  3. EDVALDOTAVARES disse:

    PASSIVA ASSISTÊNCIA DA VERGONHOSA CRISE EDUCACIONAL GERAL. Ver o nome de universidades consagradas como indiscutíveis templos de excelência de ensino numa lista de fornecedores de cursos de pós-graduação de baixa qualidade, é decepcionante. Que o país está cheio de universidades e faculdades destituidas de bom padrão, locais em que os estudantes não aprendem nada, isto não espanta ninguém. Agora, o que desanima é ver os nomes da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) numa listagem de conceito negativo, por apresentarem baixa qualidade no aperfeiçoamento de alunos graduados, ultrapassa os limites da decepção. E, o governo federal petista ilude miscigenados com a moleza do ingresso nas universidades por meio de cotas raciais e, não bastando só isto, quer arrastar para o interior das universidades públicas os analfabetos, mestiços ou não, oriundos das escolas de ensino médio públicas, sem vestibular. Para piorar, estudantes oportunistas que querem um diploma de nível superior e vaidosamente ostentar um "anel de doutor" no dedo, conquistados em "cursos feitos nas coxas", alegam, como justificativa, reparação social e racial a que não têm direito. É lamentável admitir: "ESCULHAMBOU GERAL". A classe cultural brasileira, que é a verdadeira elite do país, onde estão os líderes não-manifestos, únicos preparados para conduzir ao progresso esta nação, tem que reagir imediatamente e assumir o governo para colocar o BRASIL nos trilhos. Estamos assistindo passivamente a desmontagem de um país. Está na hora de escorraçar essa corja de incompetentes e atacar os verdadeiros problemas que nos afligem antes que seja tarde. "BRASIL ACIMA DE TUDO." EDVALDOTAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *