Início » Sem categoria » Métodos digitais para preservação de idiomas
Cultura e tecnologia

Métodos digitais para preservação de idiomas

Métodos digitais para preservação de idiomas
fonte: New York Times

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A África tem cerca de dois mil idiomas de um total de seis mil em todo o mundo. Muitos, no entanto, provavelmente vão desaparecer.

Até pouco tempo atrás, os linguistas utilizavam cadernos e fitas cassetes para tentar salvar os idiomas ameaçados de extinção (estima-se que eles sejam mais de três mil em todo o mundo). Agora eles estão recebendo uma ajuda do mundo digital.

Em Serra Leoa, por exemplo, o linguista Tucker Childs vem utilizando um potente gravador e aplicativos capazes de analisar os elementos de uma vogal em segundos ou comparar sons entre os diferentes idiomas.

Childs utiliza também um software conhecido como Sistema de Informação Geográfica, que traduz dados em mapas, identificando vilas que não são encontradas em nenhum registro gráfico oficial. E o objetivo não é apenas salvar os idiomas da extinção, mas também fazer com que se espalhem novamente.

Fontes:
New York Times - Linguist’s Preservation Kit Has New Digital Tools

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Camilo Terras disse:

    Acho importante esse esforço de preservar idiomas em extinção.

  2. Dieter Rapp Junior disse:

    O que eles vao fazer com estes 2.000 Idiomas?

    Falar???

  3. Danilo Campanha disse:

    O qu evão fazer?

    Por exemplo, tentar descobrir características comuns entre as línguas para obter respostas sobre o funcionamento e a estrutura da linguagem humana.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *