Início » Sem categoria » Nigéria convive com vazamento há cinco décadas
Petróleo

Nigéria convive com vazamento há cinco décadas

Delta do Níger suporta anualmente o equivalente ao derramamento do navio Exxon Valdez

Nigéria convive com vazamento há cinco décadas
Moradora percorre o óleo poluído que afeta o riacho Gio, em Kegbara Dere, na Nigéria (Fonte: NYTimes)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Algumas estimativas dão conta de que há cinco décadas o Delta do Níger suporta anualmente o equivalente ao derramamento do navio Exxon Valdez em 1989, no Alasca, quando vazaram 40 milhões de litros de petróleo.

Especialistas afirmam que talvez esse seja o local mais agredido pelo petróleo em todo o mundo. Há tempos alguns pântanos da região estão sem vida.

De acordo com os especialistas, os moradores locais estão surpresos com a atenção incessante dada ao vazamento no Golfo do México, visto que o petróleo vaza quase semanalmente na região.

Um duto da Royal Dutch Shell que estorou em um manguezal foi fechado há poucas semanas após vazar durante dois meses. O local que era repleto de camarões e caranguejos agora não tem mais vida animal.

Os analistas dizem que o problema é decorrente de uma regulamentação ineficiente ou conivente, conjugada à falta de manutenção e sabotagem.

Leia mais:

BP vai criar fundo para indenizar vítimas

Desastre da BP põe em risco empresas britânicas

Fontes:
Uol - Nigéria enfrenta vazamento de petróleo com cinco décadas de existência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *