Início » Economia » Internacional » Novo ciclone atinge norte de Moçambique
CICLONE KENNETH

Novo ciclone atinge norte de Moçambique

Seis semanas após a passagem do ciclone Idai, uma nova tempestade atinge o país, causando uma morte e deixando milhares de desabrigados

Novo ciclone atinge norte de Moçambique
Mais de 15 mil pessoas estão desabrigadas após o novo ciclone (Foto: Unicef)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Pouco mais de um mês após o ciclone Idai ter devastado parte de Moçambique, causando mais de mil mortes, um novo ciclone atingiu ao norte do país, deixando um rastro de destruição e milhares de desalojados.

A tempestade Kenneth atingiu a costa na noite da última quinta-feira, 25, com rajadas de vento de até 280 km/h. Durante a trajetória, matou três pessoas pela ilha de Comores. Em Moçambique, a única morte registrada até o momento foi de uma mulher na cidade costeira de Pemba, que foi atingida por uma árvore. O país continua em alerta vermelho.

Segundo o Centro da Junta de Aviso de Tufão (JTWC, em inglês), o ciclone atingiu o continente africano com ventos contínuos e tem a força de um furacão com categoria 4 na escala Saffir-Simpson. Não há registros da passagem de dois ciclones em um curto espaço de tempo, segundo especialistas.

De acordo com o comitê de emergência, pelo menos 15 mil pessoas estão desalojadas e buscam ajuda em abrigos, que já estavam superlotados. A cidade ainda carece de água e alimentos.

A Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou, na última quinta, 25, que ampliou suas medidas de emergência para apoiar Moçambique a enfrentar a nova tempestade. De acordo com o porta-voz do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), Herve Verhoosel, “estima-se registrar até 600 milímetros de chuvas, o dobro do mesmo período após a passagem do ciclone Idai, no mês passado”.

O Kenneth atingiu ao norte do país enquanto o Idai atingiu com mais força a área central de Moçambique. A distância entre os dois locais é de aproximadamente 1.000 quilômetros. A expectativa é que o Kenneth traga vários dias de chuva contínua.

Fontes:
Folha de S.Paulo-Novo ciclone atinge Moçambique um mês após catástrofe que matou mil pessoas
Agência Brasil-Novo ciclone atinge Moçambique

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *