Início » Sem categoria » Os jornais estão de pires na mão
Crise da imprensa

Os jornais estão de pires na mão

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nos EUA e em outras partes do mundo, muitos jornais estão indo à falência em virtude da queda de quase um terço das receitas publicitárias desde seu pico, em 2005. Os empresários do setor buscam novas ideias para manter seus títulos de pé.

No momento em que se prevê uma queda de mais 21% das receitas publicitárias dos jornais só este ano, os patrões da imprensa nutrem duas esperanças: a de caridosas doações e de que leitores acostumados a ler notícias gratuitamente na internet concordem em pagar por isso.

Nos EUA, alguns vêm usando o argumento de que os filantropos devem agir imediatamente se quiserem preservar um componente vital da democracia norte-americana. A independência do "New York Times", por exemplo, custaria US$ 5 bilhões — o necessário para cobrir os custos anuais da sua redação.

Fontes:
Financial Times - When newspapers fold

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

11 Opiniões

  1. GRANGEIRO disse:

    É preocupante a situação dos veículos de comunicação(Rádio, Televisão e Jornais) do mundo inteiro. Se precisamos e queremos uma informação verdadeira e sem omissões, teremos, que fazer alguma coisa. Aqui no Brasil, mais preocupante ainda, com uma mídia, quase sempre tendenciosa como a nossa, imagine, em crise, vai ser um verdadeiro leilão das informações, quem der mais, sairá ganhando, e quem se saceia com a verdaeira informação, terá que aguardar o desfecho. É uma pena.
    Grangeiro
    SANTA CRUZ-RN

  2. Piero disse:

    Lá se vão as boas coisas no mundo. Paris está tendo pouca visita aos museus. Até as lojas como a Lafayette está as moscas. Sumiram os consumidores japoneses, há menos turistas na Europa. Enquanto isso Roseana e outros distribuem as suas passagens aéreas entre amigos, e a filha de Tião Vianna viaja com celular de graça do congresso na sua viagem ao México. Parece que estamos enfrentando a crise melhor, mas que não nos dá orgulho.

  3. Neusi Maria Manso disse:

    Pagar não seria o problema para ter boas notícias.Mas, a crise é consequência da inconsequência deles, não é mesmo? Se virem!.

  4. berenice disse:

    Chegou o Tempo Mundial, para qu o povo fique aculturado.Não é interessante aos Governos, que seus povos estejam atentos aos acontecimentos.Ante a Fome e um jornal, lógico a alimentação.O valor do jornal deveria ser o mínimo para que a população tivesse ciência dos acontecimentos e debater.Mas… isto não é bom para o Governo, é melhor deixar a população alheia e assim se fazer o que quiser, pois não existirá mais Justiça, Respeito, Dignidade,Honradez a camada, menos favorecida seá o alto falante de quem esteja querendo manobrar a máquina governista, pela IGNORÂNCIA.

  5. Neusi Maria Manso disse:

    Além da crise mundial continuamos com a crise da língua pátria.
    1) Até as lojas… ESTÃO…
    2) A gente não saceia. E quem se SACIA …

  6. Markut disse:

    Infelizmente, estão se sobrepondo a crise global e o salto tecnológico da informação.
    Sem futurologias, como de outras vezes, haverá uma reacomodação, mas isso terá o seu custo.
    Empresas sumirão e outras aparecerão.
    Mas, do ponto de vista da fidelidade da informação, sempre tivemos a sina de depender dos meios de divulgação, que são empresas, visando o lucro.
    Está em xeque , como sempre esteve, a confiabilidade da mídia.

  7. renato vasconcellos disse:

    O pior problema da imprensa em minha opinião são êstes neo fascistas, que estão fazendo escola, que atnetam contra a liberdae de expressão, e curiosamente sao chamados pela própria imprensa com govêrno de esquerda, quando na realidade são de xtrema direita(é só comparar os discurso de Mussolini e Hitler e ver as semelhanças)

  8. Ricardo Alves disse:

    Depois de intenso lançamentos de tablóides a maioria Grátis e informações pela Internet a queda já era prevista desde 2004 , e caira ainda muito daqui para frente Ricardo alves

  9. Vera Lucia disse:

    Eu parei de comprar jornais, desde que começaram a valorizar a b árbárie… além disso; eles não tem compromisso com a verdade, salvo raríssimas exceções…

  10. Edenilson disse:

    Bem, imagino que nem todos estejam em prantos com essa fatalidade. Afinal, a mídia sempre foi taxada de conservadora, de direita e em alguns casos, de esquerda. Mas apesar da sua tendenciosidade, de um lado ou para outro, sempre houve espaço para a verdade, não sabemos em que medida mas sempre houve.

    Agora, com essa crise, resta-nos saber se ficaremos completamente alienados aos acontecimentos do mundo, ou se os governos abocanharão mais essa. 1984, o ano que está chegando

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *