Início » Sem categoria » Polícia Federal prende acusados de fraudes
Operação Castelo de Areia

Polícia Federal prende acusados de fraudes

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Segundo a polícia, o esquema manipulava licitações, superfaturava obras públicas, enviava dinheiro para paraísos fiscais e fazia doações ilegais a políticos.

Dez pessoas foram presas na operação da PF, entre elas quatro diretores e duas secretárias da construtora Camargo Corrêa. Pelo menos sete partidos foram apontados como beneficiários das doações: PPS, PSB, PDT, DEM, PP, PMDB e PSDB. Estima-se que a evasão tenha sido de R$ 20 milhões.

Em Nossa Opinião…

Na Operação Castelo de Areia, a Polícia Federal prendeu pessoas acusadas de fraudes. O mesmo aconteceu com a dona da Daslu, Eliana Tranchesi, em 2006. Ela foi presa sob uma acusação –nada havia sido provado. Os acusados, sem direito a defesa, foram presos preventivamente –- procedimento aplicado, em nome da segurança pública, a acusados de crimes hediondos e não aplicável, portanto, a casos como esses. A máxima “todos são inocentes, até que se prove o contrário” se perde em episódios assim, em que prevalece o marketing da Polícia Federal tentando se impor à força e em segundo plano ficam os direitos que deveriam ser garantidos a todos.

 

Fontes:
Estaão - PF prende executivos e vê doação ilegal de empreiteira a políticos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Evandro Correia disse:

    Mais prisões marqueteiras. Amanhã estarão de volta em casa, e daí começa o processo judicial que, se forem culpados, culminará na prisão. Como aconteceu com a dona da Daslu, prisão marqueteira 4 anos atrás, prisão correta agora após o devido processo judicial.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *