Início » Quatro novos casos na França
Gripe aviária

Quatro novos casos na França

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Patos estão contaminados com o vírus H5N1, da gripe aviária, no lago de Diane-Capelle, onde a doença já havia sido detectada em dois cisnes no fim de julho.

A gripe aviária ainda está presente em Moselle, no leste da França. De acordo com a prefeitura, quatro patos encontrados mortos, no dia 8 de agosto, foram diagnosticados com o vírus.

A prefeitura afirma que a gripe aviária foi detectada somente em aves selvagens e que o risco de transmissão ao homem é desprezível, devido à falta de contato direto com as aves infectadas.

Fontes:
Le Figaro - Quatre nouveaux cas de grippe aviaire en Moselle
Estadão - Mulher de 29 anos é a 82ª vítima da gripe aviária na Indonésia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. EDVALDOTAVARES disse:

    A INFLUENZA AVIÁRIA PODE SER TRANSMITIDA AO HOMEM. O H5N1, vírus da gripe do frango ou aviária, não fica restrita ao nome, como falsamente pode ser entendido. O homem, mantendo contato freqüente e aproximado com aves ou animais não aviários contaminados pode entrar na cadeia de transmissão da doença e apresentar a sua manifestação. Conforme já foi registrado em outros comentários sobre vírus, é bom ter sempre em mente que são entidades diminutas dotadas de inteligência, diferente da do homem. Os cientistas temem, embora ainda não tenha sido registrado nenhum caso, que o H5N1 (proteínas: H= hemaglutinina, que vai de 1 ao 15 e N= neuroaminidase, que vai do 1 ao 9; dai temos H5N1) possa desenvolver a habilidade de transmissão diretamente entre os seres humanos. As aves selvagens contaminadas, detectadas na França, constituem perigo devido a possibilidade de contaminarem aves que são criadas na comunidade. A proximidade dos avicultores com aves de sua criação contaminadas podem apresentar, no atual momento, improvável, a preocupante possibilidade de participação do homem na cadeia de propagação da doença que pode desencadear uma epidemia mundial. "BRASIL ACIMA DE TUDO". EDVALDO TAVARES. MÉDICO. BRASÍLIA/DF.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *