Início » Sem categoria » Rede Globo é acusada de racismo
Mídia

Rede Globo é acusada de racismo

O MP da Bahia instaurou inquérito civil para apurar se a novela “Sinhá Moça” está deturpando a história da escravidão no Brasil e prejudicando a auto-estima da população negra e afro-descendente.

De acordo com promotor de Justiça Almiro Sena Soares Filho, a novela erra ao mostrar o negro extremamente passivo e sofredor, que precisa de heróis brancos para se libertar, omitindo os quilombos e as lutas lideradas por negros.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

31 Opiniões

  1. Fabi disse:

    Globo deve ser processada por transmitir novelas racistas.

  2. sandra neusa marchesini ferreira disse:

    Não tenho qualquer dúvida de que o Império Globo ( não é somente a TV) é racista, e assim o é porque a sociedade brasileira é racista, apesar de afirmarem que não o são. Detesto novelas, mas quando assisto a algumas cenas por exemplo e Eta Mundo Bom, vejo personagens como Sandra ( minha xará), mal tratando uma empregada branca como há décadas se fazia aqui no Brasil. Uma outra mais velha famosa atriz que fala como uma tabaroa só falta bater nas empregadas negras. Como se pode assistir e aprovar tais cenas horripilantes? Se nossa sociedade não fosse racista nenhuma TV teria a coragem de fazer isso e ainda ter uma boa audiência. A bestialização da população chega a tal ponto que outro dia um burro e uma burra se casando dentro de cada com direito a banquete e lua de mel. Aí é o fundo do poço!!! O racismo no Brasil é incubado, meio disfarçado, mas é real.

  3. Oliver disse:

    Tem negro e negra animando programas ???
    Nós telejornais ???
    Em papéis destacados nas novelas ??
    Nós concursos ??
    Nós realities shows ??
    Ganhando concurso de cantor ???
    Ganhando algum prêmio ??? Enquanto houver essa hipocrisia , essa falsidade pública e notória !!!!
    Então , somos racistas !!!!!

  4. Luh disse:

    Demorou, não?
    Que ela sempre foi racista, nem precisa questionar, pois negro lá só entra por Cotas!
    Sobre italianos já existem quase uma dezena de novelas, sobre escravidão, até as Indias, mas a História do Negro, ela não conta e quando conta, é mentirosa!
    Porque não fazem uma novela africana?
    Também, com ali Kamel lá… é de mal a pior!

  5. Francisco Ventura disse:

    Blá, blá, blá. E a Censura no Brasil continua. Que eu tenha percebido (não vi a novela inteira) havia fuga de escravos para o Quilombo, sim. Nas novelas não se fala de favela, violência, prostituição(infantil em particularmente) e uma série de problemas muito sérios do Brasil porque também a entidade que regula as emissoras não deixaria. Qualquer cena mais forte e realista eles cortam. Se até beijo gay não pode imagina agora cenas de violência em favela? Cenas verdadeiramente realistas, digo. E quanto a isso de na globo só ter atrizes negras interpretando empregadas… talvez porque seja assim na vida real. Em vez de nos preocuparmos em mudar a ficção que se baseia na realidade que tal mudarmos primeiro a realidade? Que tal essa gente se preocupar com coisas mais sérias?E que tal essa gente que regula as emissoras deixar de censurar usando a integridade de quem assiste cubrir os seus preconceitos. Enquanto na novela não pode, no filme americano pode e nos mesmo horários. Se você for nas ruas do Rio vê coisa bem mais graves: violência gratuita, menores se prostituindo, assaltos atrás de assaltos, enfim…
    Se é pra não deixar as pessoas terem acesso a cenas chocantes, não deixem ninguém sair de casa em várias cidades do país.

  6. Edmundo disse:

    Eu acho até engraçado quando se fala de racismo no Brasil,sendo que quase nao se um negro casado com uma negra e um loiro casado com uma loira.
    Se eu fosse negro ficaria irritado com o que esta acontecendo no Brasil de uns tempos para ca.Eu acho que a rede globo quer implantar o racismo no Brasil,até alguns anos atraz a coisa mais normal no Brasil era um loiro de olhos azuis se casar com uma negra e vise versa.Agora a Globo esta colocando isto como se fosse a coisa mais anormal do mundo

  7. Cacilda de Paula disse:

    Enquanto os brasileiros continuarem assistindo BBB e novelas da globo que repetem as mesmas coisas, favelas com a mairia de brancos, palacetes e fartos cafes da manhã, branco rico casando com branco. A ingnorância continuará. Se os negros fossem tão submissos não teria 2500 Quilombos no Brasil. Sou a favor da cota ao negro porque as portas abrem muito mais fácil para nós brancos, e a USP há anos forma brancos riquinhos que estudaram a vida toda em escolas particulares. Sou a favor de cotas em escolas particulares desde a primeira infância, só assim o preconceito será extirpado dessa hipócrita sociedade que acha que no Brasil não existe racismo.

  8. Carine disse:

    A minha opinião é e sempre foi essa…Nas novelas da globo, geralmente as empregadas são negras e indiretamente ou diretamente sofrem algum tipo de discriminação sem contar também que eles as vezes tentam mudar a história dos negros para um lado um pouco "vulgar", como que se os brancos tb fossem tão "certinhos"…

  9. Desirre disse:

    Eu acho que essa novela mostrou um pouco da história da raça negra.
    Pode ser que como na reportagem,isso tenha ofendido a raça negra mas a novela também não deve falar só sobre sofrimento negro.
    Talves nesse país e em todos devecemos lembrar todo dia de que todos nós somos iguais e feitos de carne e osso,com sangue nas veias.
    Deus nos fes para ser perfeitos,mas temos defeitos e o racismo é um deles.

  10. André disse:

    O Eduardo (15/06/2006) tem toda a razão, a verdade é aquela mesmo! O grande problema nessa conversa toda é que os próprios “negros” hoje em dia parece que fazem questão de se diferenciar. Há situações em que eles se auto-denominam “negros”, “afro-brasileiros” ou “afro-americanos” (dá vontade de mandá-los de volta para a “mama” África já que gostam tanto), e outras em que preferem ser chamados de “mulatos” ou
    “morenos”, “brasileiros”, dependendo da conveniência. É preciso pôr fim à hipocrisia. O passado foi o que foi e não adianta querer distorcê-lo. Em primeiro lugar devia prevalecer a igualdade com base no presente e visando o futuro! E não tentar encontrar subterfúgios ridículos e falsos do passado para hoje atribuir vantagens aos negros “tão injustiçados” do presente como forma de compensação. Essa é justamente uma lógica que depõe totalmente contra eles! Os “negros”, se é assim que querem ser tratados, deveriam ser os primeiros a pedirem por IGUALDADE de direitos e DEVERES para mostrarem que nas mesmas condições, são tão competentes quanto todo o mundo. Vão trabalhar para mostrar do que são capazes! É muito fácil chorar pelo ser humano que foi torturado e morto há séculos atrás, mas esse aí já veio e já foi há muito tempo! Não estão mais entre nós, a realidade hoje é outra! As melhores pessoas da raça negra que eu conheço são justamente aquelas que não tentam se enquadrar nessa ou naquela cultura. São as que agem como pessoas normais, dignas e livres de estigmas “psico-sociais”. E é justamente quando as pessoas se comportam assim, que não se nota a raça e a cor da pele.

  11. André disse:

    O Eduardo (15/06/2006) tem toda a razão, a verdade é aquela mesmo! O grande problema nessa conversa toda é que os próprios “negros” hoje em dia parece que fazem questão de se diferenciar. Há situações em que eles se auto-denominam “negros”, “afro-brasileiros” ou “afro-americanos” (dá vontade de mandá-los de volta para a “mama” África já que gostam tanto), e outras em que preferem ser chamados de “mulatos” ou
    “morenos”, “brasileiros”, dependendo da conveniência. É preciso pôr fim à hipocrisia. O passado foi o que foi e não adianta querer distorcê-lo. Em primeiro lugar devia prevalecer a igualdade com base no presente e visando o futuro! E não tentar encontrar subterfúgios ridículos e falsos do passado para hoje atribuir vantagens aos negros “tão injustiçados” do presente como forma de compensação. Essa é justamente uma lógica que depõe totalmente contra eles! Os “negros”, se é assim que querem ser tratados, deveriam ser os primeiros a pedirem por IGUALDADE de direitos e DEVERES para mostrarem que nas mesmas condições, são tão competentes quanto todo o mundo. Vão trabalhar para mostrar do que são capazes! É muito fácil chorar pelo ser humano que foi torturado e morto há séculos atrás, mas esse aí já veio e já foi há muito tempo! Não estão mais entre nós, a realidade hoje é outra! As melhores pessoas da raça negra que eu conheço são justamente aquelas que não tentam se enquadrar nessa ou naquela cultura. São as que agem como pessoas normais, dignas e livres de estigmas “psico-sociais”. E é justamente quando as pessoas se comportam assim, que não se nota a raça e a cor da pele.

  12. Ika disse:

    Todos os negros com talento são destacados em suas profissões, agora querer impôr que eles façam parte de tudo sem passar por um processo de qualificação ou de média, como nas Universidades é um absurdo;
    Os brancos têm que lutar para serem alguém também, eu não devo nada para os negros, e gostaria muito que estas cotas para eles fosse iliminada, eles não percebem que isto prova mais ainda a falta de capacidade e talento da raça; CONQUISTE… para provar que a raça não é passiva e sofredora.

  13. Ika disse:

    Todos os negros com talento são destacados em suas profissões, agora querer impôr que eles façam parte de tudo sem passar por um processo de qualificação ou de média, como nas Universidades é um absurdo;
    Os brancos têm que lutar para serem alguém também, eu não devo nada para os negros, e gostaria muito que estas cotas para eles fosse iliminada, eles não percebem que isto prova mais ainda a falta de capacidade e talento da raça; CONQUISTE… para provar que a raça não é passiva e sofredora.

  14. Vanderlei Vieira disse:

    Digam ao Pedro Bial para parar de chamar de heróis esta turma de desocupado. Para não vulgarizar demais o termo HERÓIS.Obrigado

  15. Vanderlei Vieira disse:

    Já estou farto desta palhaçada de que chamar de negrão, macaco, etc… é racismo. Vou chamar o negão de quê? alemão? Quando chamam de branquelo, olho rasgado, rolha de poço, é racismo também? Isto chama-se indulgência racista, não cabe processo. Racismo é barrar alguém por ser de cor amarela, negra, etc. Tem bailes de preto que não deixam entrar branco, isto é que é racismo. Nesta estou com o Agnaldo Timóteo…palhaçada!!!

  16. Marcus Antonio N. Araujo disse:

    Além da Globo ser racista, ela é anti-cristã, pois suas novelas só abordam temas que a Bíblia condena, tais como: a prática do espiritismo, a do homossexualismo, adultério, família destruída e outros.
    Deus ama o pecador mas, o pecado Deus abomina.

  17. maria rosa disse:

    sou negra e fico triste em ler tais comentarios de falta de oportunidades, oportunidades nos é dada. ñ temos que ficar a mercê esperando de braços cruzados ,nós temos que ir a luta de nossas proprias.exemplo temos ai todas as noites , o AIRTON do bbb esta jogando fora a oportunidade e sorte que lhe foi dada. entao tudo esta em nosso carater ´n importa se branco ou negro.esta é a nossa realidade , o nosso interior,nossa fortaleza. ñ temos que nos fazer de herois ou vitimas temos que dobrar as mangas sem nos desmerecer assim como um branco faz e se preciso matar um leao ao dia sem alardear troféu algum,ai sim posso dizer a mim mesma ou a alguém que queira ouvir,EU SOU CAPAZ, EU POSSO , EU CONSIGO.UM ABRAÇO

  18. Marcio/Prof Historia disse:

    É duro ver que o nazifascismo perdura na mente de pessoas que de maneira desinformada (formadas pela midia parcial e manipuladora)colocam suas opiniões equivocadas sobre o processo histórico de escravização de povos africanos no Brasil. Dessa forma o preconceito, a discriminação e a intolerância subsistem na sociedade brasileira que é o próprio caldeirão das etnias de todo o planeta. Jogam a culpa do atraso do nosso país nas costas marcadas pela chibata da fome e da miséria dos negros que com sua força de trabalho sustentaram a economia de “colônia” do Brasil. A ideologia integralista continua firme e forte na mente dos adeptos brasileiros da Ku Klux Klan.

  19. Lima Barreto disse:

    Pois é, Giovani, você diz que: “…dificilmente vemos nas novelas negros bem sucedidos,
    empresários, empresárias, mulheres e homens de negócios” mas essa é a nossa realidade. Cai na real! E o que quer dizer que “o negro tem uma competência inesplicável (sic)”??

  20. Giovani disse:

    Acho que as novelas da rede globo deveriamse mais focadas para os negros, sempre quando tem um negro na novela, ele é faxineiro, empregada domestica ou etc, dificilmente vemos nas novelas negros bem sucedidos, empresários, empresárias, mulheres e homens de negócios, vamos provar que o negro tem uma beleza fundamental e tb uma competência inesplicável, só falta para nós oportunidade!!!

  21. Renata disse:

    A minha indignação, são em todos os aspectos, a emissora globo é muito racista na minha opinião, nas novelas, minisseres, programas enfim,
    Ex: No big brother, semprem colocam um ou dois negros, só para não ser julgados por preconceito, mas quantos negros tem nesse país? Agora brancos, sempre aparecem em maiorias, comerciais, tb, é apenas um negro.
    Sou negra e fico cada dia mais triste com isso, pois a mídia seria uma forma de mudar muitas vezes a forma das pessoas verem as coisas, mais ela está cada vez mais incentivando, o preconceito. Só lamento.

  22. Vilma disse:

    Venho através desta registrar minha indignação com o autor da novela Páginas da Vida e com os diretores que levaram ao ar, na última quarta feira, dia 10 de janeiro, a cena em que a personagem Marta se refere aos portadores de síndrome de down como “mongolóides, com a mesma cara, que nem japoneses”.
    Uma comparação de extremo mau gosto e racista que ofendeu e chocou a mim e a tantos outros descendentes de japoneses.

    É louvável o autor abordar o tema e as situações de preconceitos pelo qual passam as pessoas portadoras da doença. Entretanto, isso não justifica uma comparação com outra etnia ou raça, seja esta branca, amarela ou negra.

  23. Paula disse:

    A globo diz que é contra o racismo, mas, na maioria de suas novelas, prevalece um elenco de pessoas brancas, exceto quando as novelas são a respeito da escravidão, em que o negro sempre vai fazer o papel de desprivilegiado e que é dominado pelo branco. Ela prega uma coisa e faz outra muito diferente, disfarça seu preconceito escalando dois ou três atores negros para fazer algum papel nas novelas em que o elenco é composto por mais de 20 ou 30 atores, como por exemplo: Malhação, Páginas da Vida, Cobras e Lagartos e varias outras novelas; e isto ocorre não somente na teledramaturgia mas também no jornalismo, nos programas de entretenimento e outros.

  24. Hess disse:

    A Globo apresenta uma hipocrisia sem limites. Divulga falsidades e mentiras para enganar pessoas que não têm senso de racionalidade. Suas telenovelas são rídiculas, mostram apenas uma alta classe social hipócrita e acéfala. Os escritores das telenovelas da Globo divulgam a imagem de uma pseudo-realidade brasileira. Em suas rídiculas telenovelas são mostrados aspectos fúteis de uma classe social alheia à realidade dos problemas da classe popular que sustenta o Brasil. Será que a Globo pensa que somos idiotas para nos deixar enganar com suas telenovelas hipócritas ?? As fantasias e idiotices mostradas em suas telenovelas são altamente rídiculas.

  25. Zuleica e Nice disse:

    Para quem conhece profundamente a história dos negros escravos no Brasil colônia, há possibilidade de entrar nestas discussões, entretanto a grande maioria do povo que assiste à novela, não tem este conhecimento. Acho que se as pessoas gostam e assistem , já é um grande passo. Aprenderão um pouco mais do que se perderem tempo assistindo cenas de sexo quase explícito, vocabulário algumas vezes inadequado, além de ouvirem muitas vezes um português que deixa a desejar. Acho interessante que a televisão não se esqueça de que os pais de hoje já não controlam muito o que seus filhos assistem e sendo assim precisa se preocupar com este detalhe tão importante. Afinal,parece que a criança procura ser valorizada muitas vezes pela emissora através de campanhas, reportagens e até alguns programas belíssimos como por exemplo, “Hoje é dia de Maria” que INFELIZMENTE, foi exibido muitíssimo tarde, bem depois da novela das 09:00 e que por sinal deveria ser exibida após as 23h00. Seria bom que pensassem a esse respeito.

  26. Rose disse:

    Venho comunicar q estou assustada com esta nova novela “Paginas da Vida”, pois a linguagem esta muito voltada para o sexo, mas de uma maneira vulgar e ñ de forma instrutiva e estes depoimentos q são dados no final da novela alguns são muito pesados, hoje muitas crianças acompanham e ñ acho legal p/ elas ouvirem certas coisas porque ñ acrescenta só desvaloriza.

  27. ermesson disse:

    a economia d paiz era pra ser feita por pessoas estudadas..e nao por ladroes que ajuda o pais a ser mais pobre……..

  28. sigilo disse:

    Assim como a guerra a escravidão é lembrada com muita tristesa por todos ou por quase todos.É um passado que devemos combater para sim ser evitado e não passar como novela deixando muitos irmãos tristes

  29. Rafael disse:

    De fato o que se passa na novela é um passivismo dos negros perante a escravidão, como sempre tentam omitir a luta do negro pela sua liberdade e a sua resistência pela escravidão desde o inicio, mas já era de se esperar uma visão desta pois e notorio que nao e uma visão vistas por afro-descendentes.

  30. roger disse:

    Estamos em 2006, faltou criatividade para uma nova novela, acho ridículo um jovem negro perder seu tempo com essa novela, recomendo aos negros a se ligar um pouco na cultura Afro Americana(Filmes, Musicas, Religião(gospel), Vida Social, etc…
    Sinha Moça é regresso e não progresso!!!!!!!!!!

  31. Eduardo disse:

    Quilombos e líderes negros pouco ajudaram no processo de libertação dos escravos. E a história conta que eles foram sim passivos e sofredores. Os negros fugidos em quilombos eram uma minoria inexpressiva. Não adianta agora tentar reformular a história para transformar os negros em heróis. Os negros africanos foram os preferidos pelos portugueses e espanhóis para virarem escravos justamente porque eram passivos e conformados com a situação. Coisa que não aconteceu com nenhum outro povo subjugado, como foram também os índios sul e norte-americanos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *