Início » Sem categoria » Soldado de 22 anos pode ter vazado documentos
WikiLeaks

Soldado de 22 anos pode ter vazado documentos

Analista de inteligência é suspeito de ter conseguido entrar em sistema cujo acesso só é permitido a altos oficiais

Soldado de 22 anos pode ter vazado documentos
Julian Assange, fundador do WikiLeaks (Fonte: EPA)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Bradley Manning, um soldado de 22 anos de idade, é o principal suspeito de ter vazado para o site WikiLeaks os mais de 90 mil relatórios secretos do exército dos EUA sobre a guerra no Afeganistão.

Manning, que é analista de inteligência, já havia sido preso em maio por ter acessado indevidamente cerca de 260 mil documentos do exército norte-americano e repassado grande parte deles ao mesmo WikiLeaks.

WikiLeaks insiste: não conhece a fonte

Agora, o jovem soldado é suspeito de ter conseguido entrar no “Secret Internet Protocol Router Network”, sistema cujo acesso só é permitido a altos oficiais, por meio de senhas e até de barreiras físicas.

O fundador do WikiLeaks, entretanto, não confirmou a origem dos relatórios. Julian Assange garante não conhecer a identidade do “delator”.

Leia mais:

WikiLeaks divulga documentos sobre o Brasil

EUA: divulgação não afeta compromisso com Afeganistão e Paquistão

Fontes:
Correio Braziliense - Militar preso em maio teria vazado documentos secretos sobre o conflito no Afeganistão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *