Início » Sem categoria » Turquia se destaca na mediação de conflitos internacionais
MUNDO

Turquia se destaca na mediação de conflitos internacionais

Localizado entre a Ásia e a Europa, país vem se tornando uma verdadeira ponte entre Ocidente e Oriente

Turquia se destaca na mediação de conflitos internacionais
Ahmet Davutoglu, ministro das Relações Exteriores da Turquia (Fonte: AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

As relações da Turquia com Israel, seu antigo aliado, pioraram nos últimos anos, e atingiram seu ponto mais baixo depois que uma embarcação turca que levava suprimentos à região da Faixa de Gaza, foi atacada pelo exército israelense, numa ação que deixou nove turcos mortos. O incidente provocou comentários preocupados com um possível distanciamento turco do Ocidente, sob o comando do Partido da Justiça e do Desenvolvimento, de orientação levemente islamita, e que está no poder desde 2002.

As preocupações aumentaram quando o país reforçou suas relações com o Irã, apesar da insistência dos iranianos em um programa de energia nuclear. No entanto, eventos como a libertação de 15 membros da Marinha britânica que estavam presos no Irã ou a liberação de Clotilde Reiss, uma professora de francês que estava presa no Irã sob suspeita de espionagem, passaram despercebidos. Ambos os incidentes tiveram a participação direta do governo turco, que intercedeu junto aos iranianos em nome de vítimas ocidentais.

A Turquia é a primeira parada no exílio de vários refugiados políticos de países como Irã, Iraque, Afeganistão e repúblicas da Ásia Central. Entre eles está Mohammed Mostafei, um advogado iraniano que defende Sakineh Ashtiani, uma mulher condenada à morte por apedrejamento por ter cometido adultério. Mostafei voou à Turquia no início de agosto, depois de receber ameaças de morte, e de lá seguiu para a Noruega. A Turquia discretamente assumiu a defesa de Sakineh (embora o Brasil tenha oferecido asilo à iraniana), e está pressionando o Irã para que o país liberte três norte-americanos presos por suspeita de espionagem perto da fronteira com o Iraque há um ano e mantidos na prisão de Evin, em Teerã, desde então.

Os talentos da Turquia para mediar conflitos encontraram espaço até mesmo na África. Ahmet Davutoglu, ministro das Relações Exteriores da Turquia, revelou que foi recentemente convocado pelo governo de Botsuana, que buscava uma resolução para um problema territorial com seus vizinhos da Namíbia.

Leia mais:

Conflitos entre turcos e curdos se intensificam

Livro defende aliança norte-americana com Irã e Turquia

Fontes:
Economist - Turkish foreign policy: The great mediator

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *