Início » Sem categoria » UE e FMI acertam detalhes de resgate à Irlanda
Déficit público

UE e FMI acertam detalhes de resgate à Irlanda

Primeiro-ministro irlandês disse que os termos do financiamento ainda estão sendo negociados

UE e FMI acertam detalhes de resgate à Irlanda
Brian Cowen, primeiro-ministro da Irlanda, e Brian Lenihan, ministro irlandês das Finanças (Fonte: AP)

Uma reportagem do jornal Irish Times revelou que o governo irlandês pediu oficialmente ajuda financeira à União Europeia (UE) e ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Ainda segundo o jornal, o plano de resgate das finanças públicas da Irlanda prevê a supervisão externa do desempenho da economia do país por pelo menos três anos.

O primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, disse que os termos do financiamento ainda estão sendo negociados. O pacote de socorro deve ser direcionado para o sistema bancário irlandês e ainda para lidar com o déficit público do país.

Valor do pacote não foi divulgado

O valor do pacote não foi divulgado pelo primeiro-ministro Brian Cowen e pelo ministro das Finanças do país, Brian Lenihan, que ressaltaram ainda que as negociações podem durar até duas semanas.

A reportagem do Irish Times destaca, no entanto, que Brian Lenihan teria arriscado um valor total inferior a € 100 bilhões (cerca de R$ 235 bilhões).

George Osborne, ministro britânico das Finanças, afirmou que a Inglaterra vai contribuir com cerca de £ 7 bilhões (cerca de R$ 19 bilhões) para o pacote de resgate à Irlanda.

Leia mais:

França não está melhor do que a Irlanda

Futuro econômico da Irlanda preocupa zona do euro

Sobrevivência da União Europeia está em risco, diz presidente do bloco

Fontes:
O Globo - Irlanda pede ajuda e FMI e europeus negociam termos do acordo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Peter Pablo Delfim disse:

    Inacreditável! O FMI retoma a velha lenga lenga da supervisão da economia aqui, depois ali e assim vai, nos moldes anteriores a crise e deu no que deu. Será mesmo que a humanidade ou melhor, os simples mortais, estão fadados aos mirabolantes efeitos de ilusionismo do grão-mestre do estelionato oficial de emissão de moeda, lançamento de títulos e o inevitavel pagamento de juros? Ou será que ninguem notou que a solução da crise que serpenteia o mundo hora aqui hora acolá está sendo remediada desta forma? Será mesmo que alguem está perdendo com a eclosão dessas crises? Acredito que somente o povo, as massas. O que vemos na realidade, no zero come zero é a simples emissão de moeda. E, hoje, não se fala mais em milhonários, e nem bilhonários e sim trilhardários, que, ao julgar pela evolução das coisas logo estarão superados. Quem diria que o FMI daria as caras tão cedo!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *