Início » Sem categoria » Uma nação de presidiários
EUA

Uma nação de presidiários

Uma nação de presidiários
Economist

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O prédio mais alto do mundo está em Dubai, o maior shopping center, em Pequim, e a maior roda gigante agora fica em Cingapura. Mas os EUA continuam na frente em pelo menos um aspecto: o encarceramento de sua população.

Os EUA têm menos de 5% da população mundial, mas quase 25% dos prisioneiros de todo o mundo. O país encarcera 756 pessoas por cem mil habitantes, quase cinco vezes a média global. Cerca de um em cada 31 adultos está na prisão ou em liberdade condicional. Os homens negros têm uma chance em três de serem presos em algum momento de suas vidas.

Mais de 20% dos presos dizem ter sido sexualmente violentados por guardas ou outros detentos. As prisões federais estão operando em mais de 130% acima de sua capacidade. Um sexto dos prisioneiros sofrem de algum tipo de doença mental. Há quatro vezes mais doentes mentais nas prisões do que nos hospitais.

Não existe nenhum lobby em prol de uma reforma carcerária. A imprensa ignora o assunto. Agora, o senador Jim Webb parece disposto a encarar a questão, mas terá que enfrentar um complexo de prisões públicas e privadas que emprega milhares de pessoas e um exército de lobistas.

Fontes:
Economist - A nation of jailbirds

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Arlon Borges disse:

    Dorival Silva
    Não tenho dúvidas de que a situação carcerária aqui deve ser bem pior, mas saber dessa situação no país mais rico do mundo é surpreendente. E suponho que lá como aqui existam milhares de pessoas presas por pequenos furtos, que poderiam ser condenadas a prestar serviços comunitários em vez de ir para a prisão ser torturadas e se tornando criminosos de fato.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *