Corretora estima prejuízo para empresas de papel e celulose »

23 jan, 2009

Com os prejuízos contabilizados no terceiro trimestre do ano passado, as empresas de papel e celulose devem ter resultados negativos no último balanço de

VCP se beneficiará com incorporação da Aracruz »

21 jan, 2009

Com a conclusão do acordo de incorporação da Aracruz pela Votorantim Celulose e Papel (VCP), a VCP poderá, no futuro, aproveitar fiscalmente não

Aracruz e Votorantim Celulose retomam processo de fusão »

20 jan, 2009

Após meses de negociação, o processo de fusão entre a Aracruz e a Votorantim Celulose e Papel foi retomado nesta terça-feira, 20.

VCP negocia a compra da Aracruz »

9 jan, 2009

A Votorantim Celulose e Papel (VCP) anunciou que seguem as negociações com os controladores da Aracruz, entre eles o Grupo Votorantim, para a

Aracruz e Sadia são processadas por acionistas nos EUA »

28 nov, 2008

Acionistas americanos estão processando a Aracruz e a Sadia em busca de indenização por danos sofridos com as operações de câmbio das duas

Petrobras é excluída do índice de sustentabilidade da Bovespa »

27 nov, 2008

A nova carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial, anunciada esta semana pela Bolsa de Valores de São Paulo, exclui a Petrobras do grupo de empresas

Acionistas entram com ação contra Aracruz nos EUA »

27 nov, 2008

Acionistas da Aracruz nos Estados Unidos entraram com uma ação civil pública contra a empresa. De acordo com comunicado divulgado pela fabricante de

Stora Enso recebe garantia para investimento do governo baiano »

18 nov, 2008

O governador baiano, Jaques Wagner, reafirmou nesta segunda-feira à Stora Enso, em Estocolmo, a disposição de manter o investimento de US$ 2,5 bilhões

Aracruz perde US$ 2,13 bilhões em derivativos »

4 nov, 2008

A Aracruz informou nesta terça-feira que 97% de sua exposição a instrumentos derivativos de investimento foram eliminados, o que resulta uma perda total

CVM quer balanços de empresas com detalhes de derivativos »

18 out, 2008

O balanço do terceiro trimestre das empresas brasileiras deverão conter informações mais abrangentes e detalhadas sobre derivativos. A determinação foi dada pela Comissão