O momento é sempre bom para comprar ações

O momento é sempre bom para comprar ações »

18 ago, 2011

As ações podem estar caras para quem pensa no curto prazo, ou baratas para quem olha para o longo prazo. Por Fernando Leitão da Cunha

Inglaterra: ontem, hoje e até quando mais?

Inglaterra: ontem, hoje e até quando mais? »

12 ago, 2011

Gastar bem o dinheiro público, definindo prioridades para combater a corrupção, é o meio legítimo para esse fim, seja no Brasil ou na Europa. Por Luiz Leitão

O imprescindível sigilo eterno

O imprescindível sigilo eterno »

9 jul, 2011

Sob o manto do sigilo, o governo Dilma pavimenta a estrada, cheia de desvios – de verbas públicas -, abrindo o caminho para superfaturamentos

Brasil, um país na contramão

Brasil, um país na contramão »

6 jun, 2011

Nunca vimos o Brasil tão próspero e, contraditoriamente, tão jogado às traças da corrupção e do mandonismo. Por Luiz Leitão

Diálogo com o contraditório

Diálogo com o contraditório »

23 maio, 2011

Quanta crítica nos permitem os parlamentares, as autoridades do Executivo e do Judiciário, se toda ela dá em nada, enterrada na vala comum dos escândalos? Por Luiz Leitão

Ficha limpa e alopoiese*

Ficha limpa e alopoiese* »

29 mar, 2011

A volta dos que não foram na viagem imaginária dos “ficha-limpa”, surpreende somente aqueles que não conhecem o Judiciário Nacional. Por Luiz Leitão

Impressoras baratas, cartuchos caros

Impressoras baratas, cartuchos caros »

25 nov, 2010

Os fabricantes de impressoras sempre as venderam baratas. Agora, barateiam os cartuchos, porém com menos tinta e ainda mais caros que os nacionais. Por Luiz Leitão

Entre Cuba e a Rússia

Entre Cuba e a Rússia »

27 out, 2010

Dilma e Lula sonham com a continuidade e um Estado cada vez maior porque não enxergam os erros de Vladimir Putin, que re-estatizou parte das companhias. Por Luiz Leitão

Obrigado, Marina

Obrigado, Marina »

4 out, 2010

Lula deve estar espumando de raiva, não só pelas favas (mal) contadas da vitória em primeiro turno, mas com a possibilidade do fim – ou interrupção – de seu projeto de poder. Veja o artigo de Luiz Leitão

Sakineh está morta

Sakineh está morta »

21 ago, 2010

A fêmea da espécie humana é a única tratada como inferior pelo sexo oposto, dominante. Por Luiz Leitão (luizmleitao@gmail.com)