Início » Vida » Ciência » Avião abastecido por energia solar inicia viagem de volta ao mundo
marco histórico

Avião abastecido por energia solar inicia viagem de volta ao mundo

O Solar Impulse-2 promete dar a volta no planeta usando somente a energia solar gerada pelas 17 mil cédulas de captação fotovoltaica em suas asas

Avião abastecido por energia solar inicia viagem de volta ao mundo
Imagens do voo teste do Solar Impulse em Abu Dabi. Viagem deve durar 5 meses e os pilotos farão palestras em escolas no caminho (Foto: Reprodução/Estadão)

Um evento que promete ser um marco na história da aviação começou nesta segunda-feira, 9. Um avião, do tamanho de um Boeing 747, iniciou um voo para dar uma volta ao mundo, sem usar combustível. O Solar Impulse-2 utiliza apenas energia solar. O projeto levou 16 anos para ser concluído e tem como objetivo mostrar que há alternativas ao petróleo e o diesel.

O avião partiu de Abu Dabi e fará uma viagem de cinco meses sobrevoando vários países e continentes até retornar ao ponto de partida. O projeto foi desenvolvido na Suíça e financiado por grandes investidores. A velocidade do Solar Impulse-2 é mais baixa que a de um avião convencional movido a diesel. O primeiro trecho da viagem, dos Emirados Árabes à Muscat, em Omã, levará 12 horas, uma viagem que levaria uma hora normalmente.

O avião tem asas que medem 72 metros, maiores que as de um Boeing 747, mas pesa o mesmo que um carro de passeio. Suas asas contém 17 mil cédulas de captação de energia solar e sua velocidade varia entre 50 e 100 km/h.

Dificuldades na viagem

Para concluir o trajeto de volta ao mundo, o avião precisará viajar de noite, quando não haverá luz solar. Os cientistas acreditam que as baterias serão suficientes para sustentar o voo durante esse período. Os projetistas do Solar Impulse não ligam para a baixa velocidade, apesar das dificuldades que isso pode representar aos dois pilotos suíços, Andre Borschberg e Bertrand Piccard. Uma travessia sobre o oceano levará cinco dias e cinco noites em que eles não poderão dormir, com direito a, no máximo, 20 minutos de descanso.

O piloto Piccard já tem uma marca histórica: em 1999, junto com Brian Jones, ele foi o primeiro homem a completar uma viagem de volta ao mundo em um balão.

Avanço da energia solar

A aventura será acompanhada de palestras com o objetivo de promover o uso de energias limpas, em cada parada os pilotos irão em escolas explicar sobre as novas formas de captação energética.

Os pesquisadores afirmam que a mudança na aviação dificilmente acontecerá em curto prazo, mas é possível que até 2050 a energia solar já se torne a principal fonte de abastecimento elétrico.

Nos últimos dez anos o preço dos painéis solares teve redução de 70% e a previsão é de que caia pela metade até 2020. Especialistas especulam que em 2020 o preço da energia solar se equipare ao do gás em mais de 50% do planeta e que a energia fotovoltaica comece a competir com o gás já em 2017.

A tendência é que o mercado de energia limpa movimente bilhões nos próximos anos, tudo graças aos subsídios estatais ao desenvolvimento das novas formas de captação.

Fontes:
Estadão-Avião totalmente movido a energia solar começa volta ao mundo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *