Início » Vida » Ciência » Ancestrais do homem tomavam álcool há 10 milhões de anos
Ciência

Ancestrais do homem tomavam álcool há 10 milhões de anos

Estudo mostra em que momento uma das enzimas que metaboliza o etanol das frutas foi ativada nos seres humanos

Ancestrais do homem tomavam álcool há 10 milhões de anos
Quando a fruta passa do ponto de maturidade pode conter uma quantidade de etanol equivalente a um copo de cerveja (Reprodução/Jane Goodall Institute)

Um estudo de paleontologia foi realizado para saber em que momento uma das enzimas que metaboliza o etanol das frutas foi ativada nos seres humanos. Concluiu-se que um ancestral comum entre homens, macacos e chimpanzés, desceu da árvore e comeu frutas quase apodrecidas, que serviram como sustento daqueles primeiros hominídeos que caminhavam pelo chão. Foi assim que o álcool foi metabolizado pela primeira vez pelo ancestral humano.

Isso porque, quando a fruta passa do seu ponto de maturidade pode conter uma quantidade de etanol equivalente a um copo de cerveja. Mas a teoria dominante defende que o ser humano só incorporou o álcool na sua dieta há cerca de 9.000 anos, após o nomadismo coletor dar lugar ao sedentarismo e à agricultura.

Segundo a pesquisa, divulgada na revista científica PNAS, o primeiro contato dos humanos com o álcool dá-se a mais tempo, cerca de 10 milhões de anos atrás. Tal afirmação foi concluída analisando a evolução da enzima álcool desidrogenase classe IV (ADH4), uma das que metabolizam os diferentes álcoois que entram no organismo em primatas atuais e extintos.

Simulações feitas pelo biólogo Matthew Carrigan, do Santa Fe College , EUA, demonstram uma mutação em uma das enzimas ancestrais, que tornou possível o ancestral comum ao homem, aos gorilas e aos chimpanzés metabolizar o etanol. Os três são primatas terrestres. Outra espécie de grandes símios, o orangotango, não apresenta essa enzima modificada e nunca deixou de ser arbóreo. De fato, a ativação da ADH4 teria ocorrido pouco depois que as linhagens de orangotangos e dos três hominídeos se separaram.

Fontes:
El País-Ancestrais do homem tomavam álcool há 10 milhões de anos

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *