Início » Vida » Ciência » Buraco negro no centro da galáxia pode lançar ondas gravitacionais
UNIVERSO

Buraco negro no centro da galáxia pode lançar ondas gravitacionais

Pesquisadores notaram que buracos negros localizados no centro das galáxias podem estar emitindo fortes ondas gravitacionais

Buraco negro no centro da galáxia pode lançar ondas gravitacionais
Um buraco negro massivo pode provocar campos gravitacionais muito intensos, capazes de separar estrelas (Foto: NASA/CXC/MIT/F. Baganoff)

Pesquisadores notaram que buracos negros localizados no centro das galáxias podem estar emitindo fortes ondas gravitacionais. A descoberta foi detalhada em um novo estudo do pesquisador de astrofísica e doutorando Joseph Fernandez, da Universidade John Moores, em Liverpool, no Reino Unido.

As ondas gravitacionais são pequenas ondulações no espaço-tempo produzidas por encontro entre objetos massivos, que se espalham pelo universo. Em 2015 houve a primeira detecção de ondas gravitacionais – exatamente um século depois da previsão do físico Albert Einstein, que acreditava que essas ondas nunca seriam detectadas por serem tão pequenas. A detecção foi feita por cientistas do Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (LIGO). Na época, dois grandes buracos negros se fundiram, criando oscilações.

Apesar da descoberta em 2015, os pesquisadores ainda não conseguiam explicar a formação dos sistemas binários – na astronomia, é um sistema composto por dois corpos celestes que orbitam em torno de um centro de massa comum, ligados gravitacionalmente.

Agora, o novo estudo de Fernandez sugere que dois buracos negros, ou outros objetos densos, podem se fundir rapidamente no centro das galáxias, inclusive da Via Láctea – onde está localizado o Sistema Solar. Isso porque, no centro dessas galáxias, está localizado um buraco negro supermassivo.

Um buraco negro massivo pode provocar campos gravitacionais muito intensos, capazes de separar estrelas. Dessa forma, sempre que pares de objetos passam por buracos negros, normalmente eles são separados. Quando isso não ocorre, as órbitas dos objetos podem ser severamente modificadas.

De acordo com a descoberta de Fernandez, depois de várias simulações, os objetos que sobrevivem aos buracos negros acabam com órbitas mais estreitas. Desse jeito, a situação se tornaria propícia para uma nova fusão, pois eles estariam mais próximos uns dos outros do que antes. Sendo assim, pôde-se notar que a fusão de buracos negros é bastante comum.

“Isso poderia ser suficiente para forçar [sistemas] binários que não se fundiriam na vida do universo a fazê-lo mais cedo, levando a ondas gravitacionais observáveis”, explicaram os pesquisadores através de um comunicado.

Fontes:
Independent-Scientists find that black holes at the centre of galaxies could be sending waves across the universe
Space-Black Holes in Galactic Bellies May Launch More Gravitational Waves

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *