Início » Vida » Ciência » É hora de deixar o planeta, diz Stephen Hawking
Ciência

É hora de deixar o planeta, diz Stephen Hawking

Astrofísico afirma que a única chance de sobrevivência da humanidade é colonizar o espaço

É hora de deixar o planeta, diz Stephen Hawking
Hawking incentiva missões tripuladas ao espaço (Reprodução/Internet)

Stephen Hawking acredita que a colonização do espaço é a chave para a sobrevivência da humanidade. Se isso não acontecer, diz ele, será difícil para os habitantes do planeta “evitarem um desastre nos próximos cem anos”.

Leia também: Uma entrevista com o físico Stephen Hawking

O renomado astrofísico explora alguns dos avanços mais notáveis ​​da tecnologia na sua nova série de TV britânica-canadense “Admirável Mundo Novo Com Stephen Hawking”, que estreia no próximo sábado, 26, no Discovery HD Mundial. Antes da estreia do programa, Hawking falou sobre suas preocupações mais prementes em uma entrevista com o The Canadian Press, de Cambridge, na Inglaterra, em que declarou que a exploração do espaço é a missão mais urgente para a humanidade.

“Estamos entrando em um período cada vez mais perigoso da nossa história”, disse Hawking, portador da doença de Lou Gehrig, que o deixou quase completamente paralisado e incapaz de falar. “Nossa população e nosso uso dos recursos finitos do planeta Terra estão crescendo exponencialmente, junto com nossa capacidade técnica para mudar o meio-ambiente para o bem ou para o mal. Mas o nosso código genético ainda carrega os instintos egoístas e agressivos que eram vantajosos para a sobrevivência da espécie no passado. Vai ser difícil evitar um desastre nos próximos cem anos. Nossa única chance de sobrevivência a longo prazo não é permanecer à espreita no planeta, mas nos espalhar pelo espaço”.

Hawking disse que é por isso que favorece missões tripuladas ao espaço e incentiva ainda mais estudos sobre como tornar a colonização espacial algo possível.

A série de TV, dividida em cinco partes, abordará esse tema, além de colocar os holofotes sobre descobertas científicas que prometem transformar o século 21. Hawking introduz cada episódio, enquanto uma equipe de especialistas viaja pelo mundo para conhecer várias inovações tecnológicas.

Maravilhas destacadas na nova série incluem um computador na Suíça que é controlado  pelo cérebro, um carro sem motorista que é inteligente o suficiente para percorrer as ruas tortuosas de San Francisco e um robô-bebê na Itália que aprende como uma criança.

“Eu tenho tanta coisa que ainda quero fazer”, disse Hawking, manifestando sua curiosidade sem limites sobre o mundo. “Há muitas perguntas ainda para responder”.

Outros episódios da série investigam como distúrbios cerebrais podem ser tratados usando a luz de um laser e células cerebrais geneticamente modificadas, como celulares  podem permitir que médicos monitorem todos os nossos  hábitos e ações e impressoras capazes de imprimir objetos em 3D.

Fontes:
Huffingtonpost - Stephen Hawking: Space Exploration Crucial To Human Survival

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Edna da Penha de Freitas disse:

    Esta é uma tese que tende a nos levar a entender ou mesmo aceitar que somos incapazes de raciocinar e sem competência para acreditarmos na essência da vida.
    É uma tese que nos leva a sermos manipulados pelas máquinas, quando na realidade nós é que deveríamos manipular.
    Ainda há tempo para tornar o planeta um lugar que é o único no universo que podemos conservar a espécie humana, pois estamos no centro do universo e a terra é o equilíbrio do mesmo.
    O que acontece com nosso planeta é a retirada excessiva do gaz no solo, totalmente descontrolada, tornando assim impossível o equilíbrio do hidrogênio e da água.]Mas, mesmo assim há chances de conseguirmos equilíbrio do mesmo.
    A primeira coisa que precisamos é limitar a nossa ambição que na boa intenção de desenvolvimento, acabamos destruindo a nós mesmo.
    Precisamos trabalhar no solo e no lixo, esta é o caminho para tornarmos o planeta habitável com saúde e muita fartura.

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Sem querer diminuir o mérito científico de Stephen Hawking, penso que tal proposta — a exploração do espaço como caminho de fuga para a Humanidade — é algo apenas para ‘os holofotes’. Afinal, a capacidade tecnológica atual ainda está muito distante de prover meios de viagens espaciais a distâncias além de nosso sistema solar (onde nenhum dos demais planetas apresenta condições de suportar vida humana). E, mesmo que fosse possível, a médio prazo, deixarmos o planeta Terra como “ratos abandonando um navio naufragando”, esse recurso seria acessível a quantas e quais pessoas? De que maneira seriam escolhidos os que “teriam direito ao bote salva-vidas”? Imagino que seria algo parecido com o naufrágio do Titanic, onde os passageiros da 3ª classe ficaram para trás…
    Propostas mirabolantes como essa são só para causar impacto midiático (mas o incentivo à pesquisa espacial pode trazer muitos avanços tecnológicos com aplicabilidade mais imediata, certamente!). Enquanto isso, tratemos de conscientizar a Humanidade de que é preciso viver em harmonia com a Natureza.

  3. Viko Cesar disse:

    Um tal Juvenal disse uma vez:

    Deve-se pedir em oração que a mente seja sã num corpo são.
    Peça uma alma corajosa que careça do temor da morte,
    que ponha a longevidade em último lugar entre as bênçãos da natureza,
    que suporte qualquer tipo de labores,
    desconheça a ira, nada cobice e creia mais
    nos labores selvagens de Hércules do que
    nas satisfações, nos banquetes e camas de plumas de um rei oriental.
    Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio;
    Certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude.

    “MENS SANA IN CORPORE SANO”. – Esta frase jaz nos muros de um colégio onde estudei nos anos ’70. E, acredito que seja a base de tudo! Mente sã num corpo são! Desculpe-me Sr. Hawking mas, acho que esta sua teoria não é a das melhores! Não preciso ser catedrático para defender a tese de que o “homem inteligente e moderno” destruiria todo e qualquer lugar por onde passe, assim como toda e qualquer vida inteligente que se ponha no seu caminho! Se somos tão inteligentes como costumam afirmar, por que não resolvemos os nossos problemas aqui mesmo no Planeta Terra? Parafraseando o nosso amigo André Luiz D. Queiroz, se seguirmos a linha de raciocínio deste “fabuloso” físico britânico dixaríamos este magnífico lugar à deriva, como se fosse um PLANETA DESCARTÁVEL. Volto a dizer que transformamos esta belíssima célula num PLANETA VÍRUS. E, nós humanos, somos uma bactéria extremamente letal a qualquer coisa que vislumbremos. Somos a imagem e semelhança de um deus criado por nós mesmos: fomos criados para matar, destruir e aniquilar! Como eu sou ateu, deixo esta tarefa para quem acredita nele.
    O sr. Hawking sofre de uma doença rara, degenerativa, não move um dedinho sequer. Sua maior diversão é imaginar vidas além do Universo, mesmo cravado numa cadeira de rodas ou mesmo em sua maca. Não é normal, definitivamente! Mas, a fama lhe deu louros e estes louros são a arma contra qualquer contraprova. Quem ousar em contrariar sua teoria publicamente e não for um catedrático, será terminantemente excomungado. Mas, como eu sou ateu…

  4. Regina Caldas disse:

    O Hawking deve se divertir mais sonhando com mulheres, do que migração dos terrenos para outros planetas. É o que se conclui através de uma de suas ultimas afirmações….

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *