Início » Vida » Ciência » Empresa australiana desenvolve técnica para afastar lixo espacial
Ciência e tecnologia

Empresa australiana desenvolve técnica para afastar lixo espacial

A empresa pretende destruir o lixo potencialmente perigoso para evitar que haja colisão com satélites e que isso prejudique as redes de telecomunicações

Empresa australiana desenvolve técnica para afastar lixo espacial
A intenção é evitar que o lixo atinja satélites (Reprodução / BBC)

A empresa australiana Electro Optic Systems (EOS) está desenvolvendo uma técnica que utilize raios lasers para monitorar e destruir os detritos espaciais que orbitam em alta velocidade ao redor da terra. A empresa pretende destruir o lixo potencialmente perigoso para evitar que haja colisão com satélites e que isso prejudique as redes de telecomunicações, o que deve acontecer em 20 anos, conforme estimativas, se nada for feito.

A EOS fechou um contrato com a companhia aeoroespacial americana Lockheed Martin para a construção de uma estação de monitoramento de detritos no oeste da Austrália, mas devem se passar alguns anos até que a empresa consiga mover objetos em larga escala por meio de raios laser.

A empresa prevê que a técnica leve ainda entre 10 e 20 anos para conseguir atingir o objetivo de eliminar o lixo espacial, ou parte dele. Segundo o diretor-executivo da EOS Ben Greene, esta é uma estratégia para ganhar tempo e conseguir desenvolver raios lasers capazes de afastar os objetos da atmosfera onde se desintegrariam de maneira segura.

“Mesmo uma pequena quantidade de luz exerce pressão sobre a superfície sobre a qual incide”, diz Greene. “Objetos de entre 5 e 10 centímetros são propícios de serem movimentados utilizando luz, e eles representam 90% da ameaça aos satélites. Estamos falando de cerca de US$ 870 bilhões (em prejuízos) que podem ser perdidos em poucas semanas”, diz.

Fontes:
BBC - Australianos planejam uso de laser para limpar lixo espacial

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *