Início » Vida » Ciência » Epidemia ligada ao círculo de amigos
Pesquisa

Epidemia ligada ao círculo de amigos

Especialistas dizem que pessoas populares estão mais suscetíveis a pegar doenças contagiosas

Epidemia ligada ao círculo de amigos
A amizade foi considerada um ponto chave no estudo (Fonte: Alamy)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em um relatório submetido aos Procedimentos da Academia Nacional de Ciências e publicado pelos especialistas Nicholas Christakis, da Universidade de Harvard, e James Fowler, da Universidade da California, foi avaliada a amizade como um ponto chave no estudo. No outono passado, eles acompanharam a propagação da gripe sazonal e da H1N1 por meio dos alunos e de seus amigos da Universidade de Harvard.

No conjunto de 800 pessoas, em que um grupo ia indicando o outro, verificou-se que 8% dos alunos foram formalmente diagnostocados com a gripe e 32% se autodiagnosticaram. No entanto, a gripe atingiu o grupo de amigos mais ligados duas semanas antes que o outro grupo.

Alerta

Devido a esses resultados, os pesquisadores puderam identificar em tempo real um possível surto. Apesar de a técnica só ter sido utilizada no meio social de uma universidade, os pesquisadores acreditam que podem prever outras doenças infecciosas em maior escala, em grandes cidades e regiões.

Leia mais:

Tuberculose ainda mata 2 milhões por ano

Previna as doenças comuns no verão

Fontes:
Economist - Epidemiology: Infectious personalities

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *