Início » Vida » Ciência » Fóssil mais antigo do gênero ‘Homo’ pode preencher lacunas da evolução
Ciência

Fóssil mais antigo do gênero ‘Homo’ pode preencher lacunas da evolução

Fragmentos da mandíbula foram encontrados, em 2013, na Etiópia

Fóssil mais antigo do gênero ‘Homo’ pode preencher lacunas da evolução
O 'novo' fóssil tem dentes menores que os vistos nos australopitecos e um formato mais proporcional (Divulgação/Kaye Reed)

Segundo uma pesquisa publicada na revista Science, na última quarta-feira, 4, fragmentos de uma mandíbula são o mais antigo fóssil conhecido do gênero Homo. Datados em 2,8 milhões de anos, os fragmentos foram encontrados há dois anos na região de Ledi-Geraru, na Etiópia. O fóssil é 400 mil anos anterior aos mais velhos que já tinham sido encontrados.

Os australopitecos são os ancestrais mais parecidos com os macacos, que já eram capazes de andar sobre os dois pés. Estima-se que eles viveram entre três milhões e dois milhões de anos atrás na África. Aos poucos, eles deram lugar aos primeiros representantes do gênero Homo. Esse gênero tem cérebros maiores e porte mais ereto, o que foi um importante passo na evolução dos homens modernos, os Homo sapiens. Como os registros fósseis desta época são poucos e fragmentados, o estudo desta transição se tornou complicada para os cientistas. No entanto, o quebra-cabeça ganhou mais uma peça fundamental com esses fragmentos de mandíbula.

O “novo” fóssil tem dentes menores que os vistos nos australopitecos e um formato mais proporcional. Os pesquisadores acreditam que a mandíbula reconstruída pertenceria a um elo de passagem entre nossos antepassados mais próximos dos macacos para os mais humanos.

A idade do fóssil e o local onde foi encontrado o coloca perto no tempo e no espaço ao fóssil da famosa Lucy, um dos mais bem preservados e antigos restos de um indivíduo australopiteco, que foram encontrados em 1974. Estima-se que Lucy tenha pouco mais de três milhões de anos.

 

Fontes:
O Globo-Cientistas anunciam descoberta do mais antigo fóssil humano da História
G1-Fóssil antecipa em 400 mil anos a origem da espécie humana
Estado de S. Paulo-Ancestral do homem tem 2,8 milhões de anos
Science-Fossil pushes back human origins 400,000 years

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *