Início » Vida » Ciência » Nanotecnologia ajuda no esfriamento de máquinas
Ciência

Nanotecnologia ajuda no esfriamento de máquinas

A aplicação de nanofluidos em processos de transferência de calor entre materiais é um fenômeno descoberto há quase duas décadas, mas só agora está saindo do laboratório

Nanotecnologia ajuda no esfriamento de máquinas
Nanopartícula

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O campo de estudo da nanotecnologia parece estar evoluindo. Evidências mostram que a adição de uma pitada de nanopartículas em água pode melhorar a sua condutividade térmica e, portanto, sua capacidade de remover o calor de uma superfície em até 60%.

A aplicação de nanofluidos em processos de transferência de calor entre materiais é um fenômeno descoberto há quase duas décadas, mas só agora está saindo do laboratório. Alguns problemas estiveram no caminho da evolução da nanotecnologia, mas os desafios estão, pouco a pouco, dando lugar às descobertas. O maior problema deste campo é a questão da escala. Conforme as quantidades aumentam, a forma de misturar as substâncias e fazer as reações alteram muito. Isso torna difícil prever, a partir de experimentos de pequena escala, o que vai acontecer em grandes superfícies.

Leia mais:

Nanopartículas podem ser danosas à saúde

Origamis inspiram especialistas em nanotecnologia

Fontes:
Economist - Nanotechnology: The coolness of tiny things

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. André Vinícius Vieites disse:

    Onde estão as diferenciações de riquezas e produtividade humana, pois bem, junto da Nanotecnologia que é a ciência que trabalha com materiais bem pequenos – podendo ser até menores do que uma molécula. Sua aplicação se dá, principalmente, na área da informática, mas suas aplicações podem ocorrer nas mais diversas áreas. TOMADA DE DECISÕES:
    No Peru, o cientista Marino Morikawa usou essa tecnologia e seu poder de mobilização para mobilizar mais padrões comportamentais de máquinas, isso realmente, o futuro. O problema me parece o mesmo meio racional e irracional, pessoas ou máquinas? AINDA PESSOAS SÃO MAIS INTERESSANTES.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *